Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Visita eficiente a Lisboa

Primeiro que tudo obrigada aos leitores que deixaram comentários com sugestões sobre onde ir às festas dos Santos Populares de Lisboa no último post. Acabei por parar nos arraiais do bairro de Alfama. Ao princípio, quando subia para a zona do Castelo, até pensei que não haviam festas nenhumas por haver pouca decoração nas ruas, mas finalmente ao chegar à zona da Graça e depois em Alfama, encontrámos um pequeno arraial onde jantar umas sardinhas e febras ao ar-livre, e mais abaixo ainda encontrámos outro arraial que estava mesmo muito cheio de gente. Foi bom termos encontrado o primeiro arraial mais pequeno para aproveitar melhor antes de chegar à confusão. Mas de forma geral foi muito giro. Já não ia às festas de Santo António desde os meus tempos de universidade, por isso soube bem lá voltar e ver que ainda não perdeu a sua animação. 

IMG_0929.JPG

 

E obrigada também quanto aos comentários deixados relativamente aos sapatos para o casamento. Eu acabei por comprar um segundo par na loja Revival Retro com ar mais vintage e dourados muito giros, que gostei mais, mas depois ao experimentar os dois, efectivamente os sapatos brancos ficam melhor com o vestido e acabei por devolver os sapatos dourados. 

 

Foi muito útil ter este fim-de-semana em Portugal relativamente a preparativos para o casamento. Encontrar com os vários fornecedores, ajudou a responder a várias dúvidas que ainda tinha e agora faltam mais detalhes, mas as coisas já estão mais orientadas. 

 

As coisas mais importantes que ainda temos que decidir são:

  • finalizar alguns detalhes da cerimónia, tais como quais serão os poemas para as leituras de amigos envolvidos na cerimónia
  • decidir exactamente as ordens dos discursos. Ao que parece em Portugal não é costume fazer discursos como se faz no Reino Unido. Tradicionalmente, no Reino Unido, os discursos são feitos pelo pai da noiva, pelo noivo e pelo Padrinho do noivo. Eu cá acho que isso é homem a mais a falar e também não quero estar a pedir ao meu pai para fazer um discurso quando é algo que não é costume em Portugal. Então estou a pensar fazer um eu. Só que ainda não sei o que dizer, e não preparei nada por isso acho que só vou mesmo decidir sobre isso quando começar a escrever. Como têm feito noutros casamentos entre pessoas das duas nações? Alguém tem essa experiência? 
  • fazer as mesas e decidir onde cada pessoa fica sentada. Ainda não sei bem o que fazer com a mesa dos noivos. Gostava de ter as bridesmaids e os groomsmen sentados connosco mas isso significa separar casais e não sei se eles iriam ficar chateados. Sugestões também são bem vindas que estou mesmo com grande dúvida quanto à nossa mesa. 

 

Tenho é que ter assim uma tarde de fim-de-semana livre para ir tratando destas coisas todas, e tardes livres é uma coisa que não tenho nos próximos fins-de-semana. Não sei bem onde vou encontrar tempo para todas as coisas que faltam, mas lá terei que encontrar tempo de alguma forma. A ver vamos. 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Tuga em Londres 25.06.2019

    Ahh gosto dessa ideia!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.