Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Uma semana de trabalho daquelas

Esta quinta-feira que passou tive um evento em que temos andado a trabalhar nos últimos 2.5 meses. Na empresa fazemos este evento em várias cidades, mas na Europa, os eventos são quase todos noutras línguas, pelo que, como este era em Londres, os meus colegas da sede em Boston quiseram 'todos' cá vir presenciar o evento 'para ver como fazemos os eventos na Europa'. Ou seja, queriam vir à Europa mas tinham que ter uma desculpa para a sua visita. O problema é que, os meus colegas que efectivamente trabalham no Reino Unido também queriam vir ao evento, e de repente tenho 50 pessoas da empresa marcadas para vir ao evento, e tive que dizer a vários colegas de cá que também queriam vir, que já não tinha lugar para eles, visto que o espaço em si apenas tinha capacidade para 160 pessoas sentadas! Claro que disse aos colegas todos que tinham que ficar em pé, que os clientes é que tinham prioridade para se sentar, mas tudo isto fez a semana um bocado stressante. Esta era a primeira vez que eu ia apresentar um evento com tantas pessoas na audiência, e depois ainda tinha o stress de ter a equipa de marketing quase toda no evento, e uma quantidade dos principais executivos da empresa. Eu claro que queria pensar positivo que as coisas iam correr bem, mas é quase inevitável pensar também em todas as coisas que podem correr mal e, não só tinha uma grande quantidade de clientes e potenciais clientes presentes, mas também tinha quase tudo o que é chefe na empresa a presenciar o facto. 

 

No dia em si, não posso esconder que estava um bocado nervosa, apesar de dizer a mim própria cinquenta vezes que não havia razão nenhuma para o nervosismo e que ia correr tudo bem, mas infelizmente há emoções difíceis de controlar. No momento que entrei no palco consegui estar OK, eu tinha preparado o que ia dizer várias vezes e sabia tudo de cor, no entanto, a primeira coisa que me esqueci foi de me apresentar a mim própria e comecei logo a falar do evento  Lá consegui enfiar a parte em que expliquei quem sou um pouco mais à frente no meu discurso. Depois cheguei à parte em que disse uma piada que eu achei que era hilariante para uma audiência de profissionais de marketing, mas ninguém se riu!! Mais tarde também me lembrei que a audiência tinha mais designers, criativos e profissionais de marca do que propriamente profissionais de marketing e por isso podem não ter apanhado a piada tão bem, mas o momento em que eles não se riram é que me deixou mesmo nervosa. Porque depois já não queria dizer as outras piadas que tinha planeado, e só queria acabar o meu discurso o mais depressa possível para poder sair daquele palco. Senti as pernas a agitarem e a voz também ficou tremida, e quando isso acontece, estava mais a pensar no facto de todas aquelas pessoas se estarem a aperceber do meu nervosismo, do que propriamente do que tinha que dizer, e acabei por não dizer umas quantas coisas que queria. 

 

IMG_0544.JPG

 

A partir daí, de cada vez que voltei ao palco, talvez por estar lá pouco tempo e por estar a interagir mais com os apresentadores e com o público, deixei de ficar nervosa e até acabei por receber umas quantas gargalhadas do público. Se bem que acho que costuma ser mesmo assim quando estou em palco. Ao início estou nervosa e depois, consigo ficar mais natural e até que gosto da interacção com o público. 

 

Resultado, tive ali pelo palco apresentadores espectaculares representantes de marcas como Alibaba, IKEA, AllSaints, Air France, BBC e outros quantos, o público gostou muito, e os meus colegas disseram-me que não notaram qualquer nervosismo em mim (não sei se disseram isso para me fazer sentir bem ou se estavam a ser sinceros), mas de forma geral correu bem, e está feito, e finalmente posso respirar fundo e aproveitar este fim-de-semana para descansar e estar com os amigos para distrair desta semana que passou. Ufff!! Já está! 

 

IMG_0570.JPG

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.