Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Um fim-de-semana prolongado sem planos que soube bem

E está o primeiro fim-de-semana prolongado do ano já quase a acabar. O fim-de-semana da Páscoa conta sempre com 4 dias seguidos de folga (a sexta e a segunda são feriados) para muitas pessoas. Uma grande parte das pessoas aproveitam estes 4 dias seguidos para viajar de forma a estar mais dias fora sem necessitar tirar dias de férias oficiais de trabalho. Não foi o meu caso este ano, e ainda bem que não marquei férias para fora porque a temperatura em Londres esteve simplesmente espectacular! Sinceramente, até que não tinha feito grandes planos para o fim-de-semana, mas isso permitiu-me fazer o que me apetecesse na altura e fazer planos de última hora que transformaram estes quatro dias numa delícia. Londres simplesmente é uma cidade inacreditável onde há sempre tantas oportunidades de estar envolvido com a cidade que quem não quiser estar aborrecido, pode encontrar sempre algo interessante. 

 

O fim-de-semana começou na quinta-feira à noite a celebrar o aniversário de um amigo no The Leyton Star. O pub é dos mesmos donos que o Star of Bethnal Green (o mais antigo e muito reconhecido pelas suas boas noites. É também um pub que organiza uma festa de rua todos os anos num dos feriados de Maio, portanto vejam no facebook do pub para detalhes), e o The Star of Hackney Downs que também é muito bom e fica junto ao parque que lhe dá o nome. O The Leyton Star tem um bom beer garden, um espaço para Karaoke e festas e é um pub muito descontraído. 

 

Para a Sexta-feira pesquisei por um passeio de bicicleta em Londres que fosse relativamente fácil, bonito, e não muito longo, para evitar ter que alugar uma 'road bike'. Entre uma lista de rotas criadas pela TimeOut encontrei uma que correspondia a todos os requisitos - o Wandle Trail - que começa em Wandsworth e vai até ao Wandle Park em Croydon. São 20km percorridos num percurso relativamente direito ao longo do rio Wandle e que passa por 10 parques diferentes. Muito bonito e agradável. 

 

IMG_9942.JPG

 

No Sábado fui fazer de 'modelo' para o vídeo-clip que uma amiga que é cantora, estava a fazer nesse dia. O seu nome artístico é Mee and the Band e ela precisava de mais pessoas para o vídeo-clip e como eu estava livre fui ajudar. Foi uma experiência engraçada participar nas filmagens e agora estou ansiosa para ver o resultado final a sair em Maio. Durante essa tarde ainda aproveitei para ir ler para o parque para aproveitar o sol maravilhoso e terminei o dia numa 'dinner party' em casa de amigos. 

 

IMG_9959.JPG

 

O Domingo foi dia de pic-nic no parque seguido de jantar com amigos e a Segunda-feira foi o dia que deixei para tarefas da casa e organização para o casamento, mas mesmo assim consegui ir ao parque durante umas poucas horas com amigas. Simplesmente tem estado calor demais para não estar no parque, então não havia hipótese. Adorei todos os momentos da acção no parque. 

 

IMG_9990.JPG

 

Este fim-de-semana descansado soube muito bem e sinto-me energizada para voltar ao dia-a-dia de trabalho amanhã 

Londres devia ser sempre assim

Nao gosto de posts que falem sobre o tempo, mas as baixas temperaturas e chuviscos ocasionais que tem preenchido este "verao" Londrino tem me deixado mesmo muito em baixo o que faz com que pense nisso muito frequentemente. Bem, tem sido assim 'a excepcao desta semana. Hoje principalmente a temperatura esteve quase perfeita ali a bater nos 27graus á hora de almoco. Londres é sem dúvida uma cidade espectacular quando o tempo está agradável. Como todos nós residentes de Londres sabemos que nao há muitos dias assim, todos tentamos aproveitar ao máximo estes dias maravilhosos de sol que nos tem abracado.

De manha é ver todos entrarem para o metro eles com o casaco na mao ou manga curta e elas todas de vestidinho, sandalinhas, óculos de sol,..

Na hora de almoco é ver os parques e as pequenas pracas com jardins no meio cheias de pessoas saídas do escritório sentadas na relva a fazerem os seus pic-nics, a ler ou simplesmente ali deitados na relva descansados a apanhar aqueles raios de sol tao bons.

Na saída do trabalho é ver os pubs todos cheios com pessoas acabadinhas de sair do escritório e de "pint" de cerveja na mao e casaco do fato na outra a aproveitarem o agradável fim-de-tarde.

E eu claro que aproveito para fazer exactamente o mesmo. Assim que me apercebi da boa temperatura matinal tiro do meu guarda-fato o meu novo vestidinho preto que andava á muito para o querer usar, mas sem oportunidade por ser de um tecido tao fresco. Na hora de almoco vou para uma das pracas perto do meu trabalho onde, com a minha sandes numa mao e a minha revista na outra, aproveito ali a minha hora inteirinha de almoco ao máximo (nao é costume já que geralmente é comer qualquer coisa rápida e voltar para o escritório). Quanto ao pub é que já nao vou aproveitar hoje visto que fiz isso ontem mesmo e também isto nao se pode ir ao pub todos os dias que senao torna-se uma chatisse.

Adorei este diazinho de verao. Só espero é que se consiga aguentar assim pelo menos mais uma semaninha, ou melhor pelo menos até dia 5 de Agosto que é quando vou para Portugal. Mas OK, eu sei que isso já é pedir demais. É que a minha colega á bocado estava a ver a previsao para os próximos dias e viu que para domingo já se preve chuva novamente....

 

Pic-nic at the Park

Finalmente o bom tempo banha terras de Sua Majestade. E com os primeiros raios de sol quente enchem-se os muitos parques Londrinos com pessoas que, ou para apanhar sol de fato de banho ou para relaxar e fazer um pic-nic, se deslocam aos parques mais próximos para satisfazerem a sua "sede" de sol e calor.

 

Com centenas de parques e espaços verdes existentes em Londres, não será de admirar que as pessoas gostem tanto de aproveitar estes variados espaços que têm para estarem um pouco mais distantes da vida hurbana e mais próximo da natureza.

 

Entre alguns dos parques de Londres mais conhecidos encontram-se:

 

St. James Park - localizado em Westminster e junto ao Buckingham Palace, este é um parque muito bonito com as pontes em semi circunferência a ligarem ambas as margens do lago deste parque e com vistas lindas tanto para o lado de Westminter como para o lado do Buckingham Palace. Este é um parque muito bom para passear, mas talvez não seja a melhor opção para quem quer fazer um pic-nic, por exemplo, dado que é relativamente pequeno e está constantemente cheio de visitantes, principalmente turistas.

Estação: metro de St. James ou Victoria ou Westminster

 

Green Park - Oposto a St. James Park e junto à entrada do Buckingham Palace, encontra-se o Green Park. Um dos poucos parques do centro de Londres que não tem nenhum lago. Este parque é muito mais simples em termos da sua arquitectura, do que o St. James Park, contendo amplos espaços verdes serpenteados por árvores que proporcionam a sombra necessária para pic-nics em dias de muito calor.

Estação: metro de Green Park

 

Hyde Park - Onde Green Park acaba e após a rotunda do Hyde Park Corner, começa o Hyde Park. Este é o maior dos parques reais de Londres com 1.4km2. O grande lago é chamado a Serpentina, dada a forma como serpenteia no decorrer do seu curso. Aqui encontram-se amplas áreas verdes mas, dado o interesse das pessoas por este parque, será necessário andar para as zonas mais distantes das entradas e do lago para se distanciarem da multidão que, geralmente se encontra nessas zonas do parque. É aqui neste parque que fica localizado o famoso "speaker´s corner" que, se trata de uma área no parque dedicada a que as pessoas ouçam discursar e se façam ouvir. Os assuntos são dos mais variados e qualquer pessoa pode ir discursar para o Speaker´s corner. Por isso se o leitor tiver algo para dizer que queira transmitar a uma multidão de pessoas então, basta levar um caixote para se colocar em cima dele ao chegar ao Speaker's Corner e começar a ditar as suas opiniões aos mais altos pulmões para despertar o interesse do público.

Estação: metro de Hyde Park Corner

 

Regent´s Park - Este parque é muito bonito. É aqui que fica localizado o Jardim Zoológico de Londres e aqui também são organizados vários concertos e eventos para o grande público. O Regent´s Park tem uma arquitectura muito bonita e, no verão, não se deve perder a zona do "Queen´s Gardens" que tem uma variedade de flores e plantas maravilhosas. Mesmo muito bonito. Aqui neste parque existe o hábito da prática de Cricket e outros desportos, e também é torneado por lagos muito lindíssimos.

Estação: metro de Regents Park ou Baker Street

 

Hampstead Heat - Localizado um pouco mais a norte de Camden Town, este parque difere bastante do típico parque do centro Londrino por ser mais "selvagem e montanhoso" mas muito bem arranjado ao mesmo tempo. Simplesmente parece mais natural do que os parques do centro de Londres com a relva perfeitamente cortada. Aqui existem também lagos onde, aqui sim é possível tomar banho no verão a um preço simbólico. Do ponto mais alto de Hampstead Heat, as vistas sobre Londres são maravilhosas.

Estação: metro de Belsize Park ou comboio de Hampstead

 

Greenwich Park - Passando para o este de Londres, aqui encontra-se o parque de Greenwich onde fica localizado o famoso observatório de Greenwich onde passa o meridiano com o mesmo nome. Estando o observatório no ponto mais alto do parque, daqui conseguem ter-se vistas muito bonitas sobre Londres, correspondentes à imagem que tenho no cabeçalho do blog.

Estação: DLR de Cutty Sark ou Greenwich

 

Battersea Park - O Battersea Park no sul de Londres é, na minha opinião, um dos parques mais bonitos de Londres. Uma das suas vantagens é o facto de estar localizado bem junto ao rio Tamisa, mas também pela arquitectura do parque que está muito bem desenhado, com zonas de canteiros de flores, zonas de spaços abertos ideal para pic-nics ou jogar jogos de equipa. Tem também um grande lago onde os visitantes costumam andar de gaivota e, junto ao qual, existe um café com mesas e bancos de madeira localizados bem junto ao lago muito agradáveis de se estar num dia de sol.

Estação: comboio de Battersea Park

 

Richmond Park - Este parque é enorme e fica localizado no sudoeste de Londres. Este é mais outro caso de um parque diferente dos parques centrais, por ser muito mais rural e mais campestre no seu sentido original. Parte do Richmonds Park fica localizado junto ao rio que serpenteia, ao longo de um grande percurso, pelo parque.

Estação: metro de Richmond

 

Aproveitando o sol deste fim-de-semana também eu fui passar sábado e domingo a apanhar sol nos parques Londrinos. No sábado com a Catarina e o João (futuro flatmate) deliciamo-nos com o sol e boa conversa em Battersea Park. Já no domingo, uma amiga minha fez a festa de anos dela num pic-nic no Hyde Park que, foi uma forma muito agradável de passar o aniversário dela.

 

 

Desporto ao ar-livre em Londres

Hoje esqueci-me da mochila do ginásio em casa. Por isso, e como me estava mesmo a apetecer exercitar um bocado, quando voltei a casa do trabalho, troquei de roupa e fui mesmo correr para a rua.

 

Claro que o facto de a hora ter adiantado este fim-de-semana ajudou imenso porque às 18:30h estava ainda o sol alto e muito agradável para se estar na rua.

 

Assim que saí da porta do prédio começo a minha corrida e vou por entre a zona das lojas, passando pela confusão da saída do metro até chegar ao parque, sempre a correr. Confesso que me parecia um pouco estranho ao início estar a correr no pavimento onde outras pessoas andavam ainda de mala na mão vindas do trabalho, mas depressa essa sensação passou. Isto porquê, porque em Portugal, eu jamais que ía assim correr para o meio da rua. Até me parece um pouco ridículo esta ideia, mas tal nunca me passaria pela cabeça a não ser que fosse correr para um local devidamente próprio para o exercício tal como a passagem para peões e bicicletas que liga o Guincho a Cascais, ou ali na zona de Belém ou no Parque das Nações ou então numa praia qualquer. Não consigo pensar num outro local onde eu me iria sentir bem a fazer exercício na rua ali na zona de Lisboa. Eu sei que é um pensamento um pouco retrógado, mas este foi um pensamento que me foi incubido pela própria sociedade em que vivia. Acho que não estou a exagerar quando penso que algumas pessoas de facto iriam comentar negativamente o facto de estar uma pessoa a correr no meio da rua em Lisboa. Por isso preferia não fazê-lo, aliás, acho que nem nunca sequer coloquei essa hipótese quando estava em Portugal.

 

Mas aqui é exactamente o oposto. Eu sinto-me mal é de estar na rua a andar e ver tantas pessoas a correr e eu não estar a correr também. Bem, entenda-se que isto também não é assim pela cidade toda. Depende um bocado das zonas. Na área onde eu estava a morar antes, por exemplo, se via uma pessoa a correr na rua das duas uma, ou estava a fugir dum ladrão ou estava a fugir da polícia. Não tinha nada que enganar.

 

Em Clapham Common é impressionante a quantidade de pessoas que vejo a correr na rua todos os dias. Também estamos junto ao Common, ou seja o parque, por isso é normal que as pessoas já venham de casa a correr em direcção ao Common. Mas se isto fosse em Portugal, eu acho que as pessoas iriam a andar até ao parque e só quando lá chegassem é que começavam a correr.

 

Clapham Common 

 

Como estou aqui a morar na zona à relativamente pouco tempo ainda não tinha tido esta experiência de ir correr para o Common ao fim da tarde depois do trabalho, mas sinceramente fiquei fã. Com a temperatura amena, o sol lentamente a esconder-se, campos verdes enormes à minha volta, uma música boa no ouvido e a motivação que é ver tantas outras pessoas a correrem também, faz com que aprecie muito mais a minha corrida. Muito mais do que no ginásio onde aquela passadeira rolante não deixa de ser extremamente monótona.

 

E sinceramente ainda fiquei admirada com a quantidade de pessoas que estavam no parque a correr ou a fazer Tai Chi ou a jogar jogos de equipa,... o ambiente era muito bom mesmo. Aliás, acho que as únicas vezes onde vi tanta gente junta a correr num mesmo local em Lisboa foi mesmo na mini-maratona da Ponte 25 de Abril. Pronto OK, aí estamos a falar de mesmo muitas pessoas, mas acho que por lá é mesmo assim ou é 8 ou 80. Vêm-se umas poucas pessoas a correr nos locais "apropriados" para tal ou então vêm-se aos milhares em eventos públicos. Não há meio termo.

 

Isto tudo para dizer que não há que ter vergonha de ir exercitar fora de um ginásio, que devia-se aliás fazer muito mais já que é uma sensação tão boa, e isto é um conselho principalmente para mim própria. Estou tão habituada a exercitar num espaço fechado que só agora ando a descobrir as vantagens de ter um parque aqui tão perto de casa. Tenho que fazê-lo mais vezes principalmente agora com o começo dos dias quentes. E quem puder, aconselho o mesmo também que, sinceramente, vale bem a pena!