Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Passeios de bicicleta em Londres

Hoje é o World Cycling Day, e como promotido no último post, eu venho desta vez escrever sobre recomendações de rotas que vos vão ajudar a descobrir Londres de bicicleta. Eu pedi-vos para darem também as vossas sugestões de rotas de bicicleta, por isso, este post vai combinar algumas das minhas e das vossas rotas de bicicleta favoritas.

 

Como alguns sabem, o meu amor de andar de bicicleta em Londres começou em 2013 por opção pessoal, mas agora, em que estamos a aprender a viver com o Covid-19, é aconselhado a que mais pessoas utilizem a bicicleta como modo de transporte principal, para poderem evitar os transportes públicos que são mais aptos à transmissão do virús. No último post, falei sobre as medidas que o Presidente da Câmara está a fazer para tornar as ruas mais seguras para ciclistas. Neste post, pretendo oferecer-vos algumas ideias de passeios de bicicleta em Londres que sejam bonitos e calmos e sugerir alguns websites que podem utilizar para planear as vossas próprias rotas.

 

Para criarem as vossas rotas:

  • RidewithGPS.com - permite utilizar pins para ajustarem a vossa rota de bicicleta por onde quizerem. Podem gravar a rota e fazer o download para o móvel com uma conta.
  • CityMapper - apenas vos permite planear uma rota do local A ao local B, mas podem escolher entre ruas calmas ou percurso mais rápido. 

Se preferirem passear apenas por ciclovias que foram específicamente criadas para bikes, podem encontrar o mapa de rotas de bicicleta oficiais no site do Transport for London.

E quanto às recomendações de percursos de bicicleta em Londres, aqui ficam elas por zonas:

 

Rotas de bicicleta no Norte de Londres

1. Crouch End - Hampstead - Camden Town

  • Distância: 15km
  • Grau de dificuldade: Média (146m elevação)
  • Descrição: Percorrem ruas lindíssimas de ruas residenciais de vários estilos arquitectónicos, passam por Hampstead Garden Suburb que é uma zona onde o planeamento foi feito com ruas largas e terrenos grandes para cada casa. Nessa mesma zona encontram a Bishop's Avenue que é a segunda rua mais cara para se viver em Londres. Depois passam por Hampstead Heat até ao centro de Hampstead e continuam pelas ruas bonitas dessa zona e de Belsize Park até chegarem a Camden Town. 
  • Ideal para: Apreciadores de arquitectura

crouchend-camden.png

Podem fazer o download do percurso aqui

 

2. Finsbury Park - Parkland Walk - Alexandra Palace

  • Distância: 6.5km
  • Dificuldade: Média (110m de elevação)
  • Descrição: Comecando em Finsbury Park, vão apanhar o percurso do Parkland Walk, que é um parque na zona onde esteve em tempos uma linha de comboio, e terminam em Alexandra Palace onde podem ter uma vista espectacular de Londres.
  • Ideal para: Apreciadores de parques e natureza

finsburypark-parkland-allypally.png

Podem fazer o download do percurso aqui

 

Rotas de bicicleta no Sul de Londres

3. Blackheat - Shooters Hill - Eltham - Chilehurst

  • Distância: 15km
  • Dificuldade: Elevada (183m de elevação)
  • Descrição: Passeio entre parques bonitos, e com uma vista excelente de Shooters Hill.
  • Ideal para: Apreciadores de vistas em altitude

blackheat-shootershill-eltham-chilehurst.png

Passeio recomendado pela Patita.Rocha. Podem fazer o download aqui

 

4. Wandle Trail: Wandsworth - Croydon

  • Distância: 18.3km
  • Dificuldade: Fácil (99m de elevação)
  • Descrição: O Wandle Trail é um conhecido percurso de bicicleta por passar quase toda a rota entre parques (10 parques para ser precisa) e junto a canais. É muito bonito e fácil com pouca elevação.
  • Ideal para: Apreciadores de parques e natureza

Wandle-trail.png

Pode aceder e fazer download do mapa criado por Rozzas aqui 

 

Rotas de bicicleta no Este de Londres

5. Victoria Park - Hackney Wick - Hackney Marshes - Walthamstow Marshes - Tottenham Marshes - Epping Forest

  • Distância: 26.3km
  • Dificuldade: Médio (141m de elevação)
  • Descrição: Passeio muito agradável por entre um parque real, vários parques mais selvagens, várias barragens e uma floresta. 
  • Ideal para: Apreciadores de natureza mais selvagem 

vickypark-eppingforest.png

Passeio combinado entre as recomendações da Rita Lopes e do João Fernandes via Facebook. Para um percurso menor e com pouca elevação, terminem em Tottenham. Para um percurso mais longo e difícil continuem até Epping Forest. Podem fazer o download do percurso aqui

 

6. Mile End - Stratford - Three Mills Island - Limehouse - Tower Bridge

  • Distância: 12.8km
  • Dificuldade: Fácil (50m elevação)
  • Descrição: Começando a partir do Mile End Park, e em direcção a Stratford, apanhando aí o canal até Three Mills Island e, depois continuando ao longo do canal até Limehouse, quando se juntam ao lado norte do Tamisa, percorrendo o percurso pela zona das Docklands junto ao rio até Tower Bridge.
  • Ideal para: apreciadores de canais

MileEnd-TowerBridge.png

Podem fazer o download do percurso a partir daqui

 

Rotas de bicicleta no Oeste de Londres

7. Battersea - Putney - Barnes - Kew - Richmond

  • Distância: 23.4km
  • Dificuldade: Média (120m de elevação)
  • Descrição: Passeio na margem sul ao longo do Tamisa com vistas impressionantes para a margem norte da cidade e percurso com muito pouco trânsito.
  • Ideal para: Apreciadores das margens do Tamisa

Battersea-Richmond.png

Passeio recomendado pela Maria Santos via Facebook e podem fazer o download da rota aqui. Notem que o Diogo Domingues via Instagram aconselha que a continuação desse passeio de Richmond até Kingston também vale muito a pena

 

8. Primrose Hill - Little Venice - Hyde Park

  • Distância: 9.5km
  • Dificuldade: Fácil (34m de elevação)
  • Descrição: Bonita rota pela zona central-oeste de Londres, começando por ver a vista do centro de Londres a partir de Primrose Hill, passando depois ao longo do canal até Little Venice, e passando por Paddington até Hyde Park. 

Primrosehill-HydePark.png

Passeio recomendado por Nora e acessível aqui

 

Espero que gostem dos passeios de bicicleta recomendados, e se tiverem outras sugestões agradáveis, por favor indiquem nos comentários.

Incentivar ciclismo em Londres

Pelo menos até dia 1 de Junho, o lockdown em Inglaterra vai manter-se relativamente restrito, sendo que as pessoas continuam a ser aconselhadas a ficar em casa o máximo possível e evitar os transportes públicos. Como tal, as lojas de bicicleta têm estado muito mais ocupadas com um surto de novos clientes que querem começar a utilizar a bicicleta como o seu meio de transporte principal. 

 

hackney-cycles-queue.jpg

Fila para entrar numa loja de bicicletas no Este de Londres, Abril 2020

 

Ainda mais, o Presidente da Câmara de Londres, Sadiq Khan, anunciou no dia 15 de Maio, os seus planos para dedicar algumas das ruas principais do centro de Londres a terem acesso exclusivo para ciclistas, peões e autocarros, eliminando portanto o acesso a carros e carrinhas, de forma a tornar essas ruas mais seguras para ciclistas e peões. Além do mais, existem outros planos de aumentar o número de ciclovias e também aumentar o preço da 'congestion charge' paga para veículos que entram o centro de Londres, de £11.5 para £15 de forma a encorajar mais pessoas a evitar andar de carro e preferir a bicicleta. Esta está a ser uma das maiores iniciativas criadas no centro de uma cidade para reduzir consideravelmente e rapidamente, o uso de carros e carrinhas da cidade, e vem em resposta à necessidade de manter-mos a distância social após o lockdown - mais ciclistas leva à redução do uso de transportes públicos e leva à necessidade de redução do trânsito, para a cidade se manter mais segura para ciclistas.

O Guardian criou um gráfico que ajuda a indicar as principais ruas a ser afectadas por estas mudanças, que deverão entrar em prática já este verão:

Screenshot 2020-05-26 at 16.23.19.png

Fonte da image: Guardian

Estas ruas vão ligar London Bridge a Shoreditch, Euston a Waterloo, e Old Street a Holborn. 

 

No próximo post quero escrever sobre ideias de passeios de bicicleta em Londres , e adorava criar esse post, não só com sugestões minhas, mas também com sugestões vossas para conseguir cobrir um pouco de Londres inteira. Adorava recomendações principalmente do Oeste, Norte e Sul de Londres onde tenho feito menos passeios. Por favor enviei-me as vossas opiniões através dos comentários em baixo, por email (que está no perfil), Instagram ou Facebook. Eu irei apresentar as sugestões mais interessantes no próximo post assinadas com o vosso nome e link para o vosso blog ou conta no Instagram se quiserem.

Novo método de marketing directo para músicos?

Geralmente ao final do dia, quando vou buscar a minha bicicleta, que deixo sempre estacionada na rua, costumo encontrar várias coisas deixadas por pessoas simpáticas que por ali passaram durante o dia - copos de café, garrafas de água vazias, papéis de gelados, etc. Ontem, no entanto, o 'presente' que lá encontrei foi muito diferente:

 

O CD
 
 

Lia-se no post-in: "Songs in need of a home. Listen to me!" E o CD, da banda do Sul de Londres 'The Explorer's Collective' ainda estava novo no invólucro original. Claro que quando cheguei a casa fui ouvir o albúm. Tinha algumas influências de jazz, outras de rock. Algumas músicas eram bastante boas, outras nem tanto, mas de forma geral sem dúvida que gostei do facto de me terem deixado este presente no cesto. Não sei se foi uma forma da própria banda fazer a promoção do seu novo albúm e andaram a deixar o CD em tudo quanto era cesto de bicicleta, ou se foi mesmo um indivíduo que simplesmente não queria o CD mas achou por bem passar a outro. De qualquer forma, não deixa de ser uma boa forma de alguém ouvir mais atentamente nova música do que possivelmente ouviria se tivesse deparado com a banda online, ou de qualquer outra forma. Bem não me importava nada que isto fosse um novo método para os músicos promoverem os seus albúns. Gostava de encontrar mais destes no cesto em vez dos copos de café vazios.
 

39km de bicicleta

O dia estava previsto para ser muito solarengo com temperaturas de 17C, por isso quando um amigo sugeriu fazer um longo passeio de bicicleta na rota do Capital Ring, nem tive que pensar duas vezes. Eramos 8 ao todo. Apanhamos o comboio de London Bridge e saímos em Grove Park. A partir de lá, seguimos as indicações do Capital Ring que estão indicadas com setas ao longo de todo o percurso, e passamos por Becknham, Crystal Palace e fomos até Stretham onde terminava aquele percurso. Aproveitando já que ali estava tão perto do centro achei que o melhor seria simplesmente continuar até casa. No total foram 39km, o que, para o meu primeiro percurso longo de bicicleta acho que até que não está nada mau.

 

Gostei muito da experiência e aconselho quem tem bicicleta a experimentar um dos percursos do Capital Ring. Existem ao redor de toda a cidade e levam-vos maioritariamente por ruas com pouco trânsito nas zonas suburbanas de Londres que aparentam serem localizadas no meio da campo dada a ampla vegetação.

 

Ficam algumas fotos do passeio:

 

Dinosauros no parque de Crystal Palace
Dinosauros no parque de Crystal Palace 

 

Colegas ciclistas
Alguns dos meus colegas ciclistas em Crystal Palace
 
 
 
Tempo de descanso em Stretham Common
 
Tempo de descanço junto a Stretham Common

Londres de bicicleta

Desde que a minha empresa se mudou para o nosso novo escritório mais para o centro de Londres no início de Julho, que comecei a ir para o trabalho de bicicleta. Mudou a minha vida!! A sério, a sensação de fazer o percurso de bibicleta pelas ruas de Londres traz-me uma sensação de liberdade; deixa-me feliz; relaxa-me quando saio de um dia stressante de trabalho; e dá-me controlo em termos dos locais por onde passo e quanto tempo demoro a passar. 

 

É tão interessante descobrir todas as novas ruas, principalmente ruas secundárias por onde nunca antes tinha passado e que são, muitas delas muito bonitas. No primeiro dia em que fui para o trabalho de bicicleta fui pelas ruas principais que conhecia, incluíndo a Euston Road que é um autêntico pesadelo de manhã, com imenso trânsito parado nos semáforos, motociclistas a passarem-te ao lado de repente; condutores a apitarem; espaço limitado para a bicicleta passar ao lado; levar com os fumos dos automóveis. Muito mau mesmo. Na volta já procurei uma rua alternativa, paralela à principal e descobri que apenas umas ruas mais a sul, paralela à Euston Road existe uma estrada para ciclistas separada da dos carros. Muito bom! Com o passar dos dias fui descobrindo mais os trajectos para ciclistas e, não é que existe autentico tráfico de bicicletas pelas ruas de Londres. É engraçado chegar a certas zonas em semáforos nos percursos para ciclistas e deparar-me com outros 20 ciclistas ali parados. E gostei de andar a descobrir por mim mesma as diferentes estradinhas. Por vezes seguia grupos de outros ciclistas, outras vezes simplesmente tentava ir em certas ruas na direcção para a qual pretendia, mas quando estou com pressa para chegar a algum sítio basta ir ao site da Cycle Journey Planner no site da TFL ou directamente ao Google Maps e fazer a pesquisa por percursos de bicicleta e rapidamente consigo perceber por onde tenho que ir. 

 

Ciclistas em Londres

 

Não há demoras, não há custos associados ao transporte, vou onde quero, quando quero à velocidade que pretendo. Adoro! Ao princípio ainda não me sentia comfortável para sair à noite de bicicleta mas rapidamente me habituei e é 100 vezes melhor que esperar pelo autocarro nocturno durante meia hora. Quanto mais viajo de bicicleta, mais comfortável fico, consigo andar mais rápido e as distâncias já não parecem tão longas. Felizmente estou apenas a 25-30 minutos de percurso entre a casa e o trabalho o que ajuda bastante mas com o hábito, viajar para qualquer outro ponto de Londres, pelo menos até à zona 3 faz-se muito bem sem esforço e dá para descobrir mais da cidade o que acho excelente. 

 

Quando chegar o inversno e o frio? Pois isso aí já talvez seja uma história diferente que eu e o frio não nos damos muito bem, mas nada como experimentar quando essa fase chegar. 

 

Para já, adoro a minha nova vida de bicicleta e adoro a minha Bobbin!

 

A minha Bobbyn