Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Natal com os sogros - Parte III

O meu primeiro Natal com os sogros está passado. O resultado foi positivo.

 

Basicamente passámos o tempo na sala a falar e beber gin & tónico ou chá e vimos os especiais todos de Natal na televisão - Especial 'Stricly Come Dancing'; Especial 'Gavin & Stacey'; Especial 'Christmas Carol'; Especial 'Not Going Out'. Os nossos dias em Leicestershire incluíram também a visita (aparentemente essencial) ao pub na tarde da véspera de Natal onde o meu inglês se costuma encontrar com os amigos de infância. O pub estava à pinha, e aparentemente o volume de clientes ainda ia ser maior no dia de Natal, quando o pub está aberto das 11h às 13h e a vila inteira vai àquele pub durante essas duas horas enquanto têm os perus no forno. Não foi o nosso caso felizmente que já achei o pub cheio demais na véspera.

 

No dia de Natal em si, a minha sogra fez todos os preparativos e nós apenas tivemos a ajudar nas pequenas coisas. Em comparação com os Natais em casa dos meus pais, a diferença grande está na quantidade de comida servida. Cá comemos uma sopa para entrada, seguida de galo no forno com legumes assados, e um pudim de Natal para sobremesa. A minha sogra até tinha feito também um Bolo do Natal que leva imensas frutas, mas nem o chegou a colocar na mesa porque estávamos cheios. 

fullsizeoutput_45b8.jpeg

Em casa dos meus pais, temos sempre uma mesa cheia de petiscos para entrada - camarões, saladas de polvo e cogumelos, queijos, salada e sopa; depois lá vem o galo com legumes também e terminamos sempre com pelo menos 5 ou 6 sobremesas.

 

Isto de só se colocar uma sobremesa na mesa, para mim não tem lógica nenhuma! - Claro que vamos estar cheios, mas o interessante é colocar-se tudo na mesa e vai-se comendo aos bocadinhos durante o resto da tarde. 

 

Chega ao Boxing Day, e é a minha vez de cozinhar. Eu já tinha feito o salame na véspera de Natal para estar bem sequinho e para repartir o tempo demorado na cozinha em dois dias. Em vez de fazer entrada decidi servir Pastéis de Bacalhau como prato principal, com arroz de tomato, que é algo que lá em casa também não costumam fazer, e acompanhados com uma salada bem temperada com azeite e ervas aromáticas mediterrânicas. Não só porque essa é a forma de servir uma salada Portuguesa, mas também porque não gosto nada dos molhos para saladas cheios de maionese e afins que os Ingleses costumam enfiar nas saladas. - Resultado? Adoraram! Não posso dizer que enquanto estava a cozinhar, não tivesse sido um pouco stressante, principalmente quando reparei que estava a demorar mais tempo do que o calculado, mas quando repetiram a comida não tive dúvida que gostaram. 

IuAJRf3lQpK7XX6HR0auBQ.jpg

Foi assim. Agora para o ano será a vez de mostrar ao Inglês como decorrem os detalhes de um Natal Português. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.