Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Más notícias

Em relação ao recente assalto que tivemos cá em casa, para além do meu portátil também me levaram a câmara fotográfica e um relógio Paco Rabanne. São bens materiais que claro tive imensa pena de perder, mas sabia que tinha feito backups do computador em finais de 2013 por isso ao menos sabia que ainda tinha a maioria dos meus dados o que, afinal era o mais importante. Hoje fui ver a minha drive externa onde tinha os backups e, qual a minha surpresa ao verificar que o último backup tinha sido feito em 2010! Eu tenho a certeza que fiz backups em 2013, mas lembro-me de ter passado por cima do finheiro com o mesmo nome e obviamente os updates nao ficaram feitos, apesar de eu ter pensado que estava tudo OK. Foi o primeiro momento em que desatei a chorar desde que soube do assalto. Pensar na quantidade de ficheiros que lá tinha nos últimos 3 anos e meio, e sabendo que a maioria são irrecuperáveis,...

 

Agora não há nada a fazer. Algumas fotos talvez possa recuperar online, alguns documentos talvez recupere por email, mas tudo o resto foi-se e não vale a pena chorar por coisas dessas. É para aprender a guardar os meus documentos com mais cuidado no futuro. Backups na drive externa e online são essenciais e irei fazer com frequência a partir do momento que tenha um novo computador. 

 

Entretanto vi também o resultado das eleições Europeias. O partido UKIP (UK Independence Party) ganhou as eleições, sendo que agora, a representar o Reino Unido no Parlamento Europeu vão estar 24 representantes do UKIP, 20 do partido Trabalhista e 19 dos Conservadores, o que é uma forte indicação de que o Reino Unido está interessado na saída da União Europeia. Agora, sem dūvida que irá haver ainda mais pressão para que o Primeiro Ministro cumpra com o referendo prometido de saída da União Europeia para 2016. O povo Britânico queixa-se do demasiado êxodo de imigração e isso reflecte-se no resultado destas eleições. Uma das primeiras medidas que os Média indicam que poderá decorrer após estes resultados é a diminuição do período de concesão de benefícios sociais para os imigrantes Europeus, de 6 para 3 meses. 

 

A ver como as coisas decorrem, mas sendo que em França, um partido de extrema direita também ganhou a maioria dos votos para as eleições Europeias, as coisas não se demonstram positivas para a União Europeia e penso que, acima de tudo, é necessário que a Europa faça um maior esforço em educar as pessoas quanto aos benefícios desta associação de Estados para evitar a desmembração da União.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.