Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Lidar com trabalho a mais

Faz um mês em que não vinha escrever aqui no blog. Antes disso, tinha passado outro mês desde a última vez que tinha escrito, e acho que desde que comecei o blog, nunca tinham passado dois meses em que tinha escrito apenas dois posts. Quando me perguntei a mim própria porquê, rapidamente cheguei à conclusão de que a minha energia para escrever no blog estava a ser ultrapassada pela minha exaustão com o trabalho. 

 

Eu gosto muito do que faço, mas nunca tive tanto trabalho como agora e ter mais trabalho não é algo positivo, porque sinto que se as coisas não melhorarem posso entrar em ponto em que deixo de gostar daquilo que faço e, posso pensar que a única solução será mudar de empresa. Mas estou neste emprego faz só um ano e acho que ainda tenho tanto para poder beneficiar e aprender com ele que não queria ter que mudar tão cedo. Mas o facto é que estou a trabalhar uma média de 11 horas por dia, e ao fim de cada dia, muitas vazes termino com a sensação de que não fiz tudo aquilo que pretendia. E isso é porque simplesmente tenho trabalho a mais. 

 

Tento sempre começar os meus dias, primeiro com algum tipo de exercício, seguido por um passeio para espairecer um pouco, ir tomar um café, e ouvir um podcast ou música para evitar começar o dia logo a trabalhar, e estou na minha secretárias às 9h (quando não tenho reuniões às 8:30h). Começo o dia de trabalho a responder às mensagens de colegas dos EUA que me deixaram durante a noite, seguindo de responder a emails, escrevo a minha lista do que tenho para fazer nesse dia, e vou actuando em cada uma delas ao longo do dia. Eu gosto do meu processo e acho que é uma forma muito eficiente de trabalhar e estar no topo de tudo o que tenho para fazer, só que, todos os dias tenho também várias reuniões, principalmente ao final do dia porque trabalho com a Costa Oeste dos EUA e só temos uma hora oficial de trabalho em comum. O que significa que eles acordam muitas vezes cedo para começar a ter reuniões comigo, e eu não tenho alternativa senão ter reuniões tardias também. 

 

O tempo em que estou em reuniões consome-me o tempo em que devia estar a fazer trabalho e acabo por ter que o continuar a fazer após as reuniões terminadas. O que significa que acabo de trabalhar já tarde quase todas as noites, e estou sempre tão cansada que a única coisa que consigo fazer depois de jantar (que felizmente o meu Inglês gosta de cozinhar e por isso não tem sido muito problemático o facto de ele ter que andar a cozinhar muito mais frequentemente por eu acabar sempre tão tarde), é sentar-me a ver televisão ou ler. Não tenho energia para voltar a ligar o computador e vir escrever no blog e, aos fins-de-semana só me sabe bem relaxar ou ir sair com amigos, porque tenho feito muito menos actividades sociais durante a semana porque simplesmente não tenho tempo para os amigos. 

 

E o que posso fazer para mudar as coisas? Preciso de ajuda. Preciso de pelo menos mais uma pessoa na equipa porque sem dúvida que estou a fazer trabalho de duas pessoas neste momento e isso, não só não é ideal para mim em termos de cansaço, mas também sei que por vezes não dedico tanto tempo quanto devia dedicar a certos projectos porque simplesmente não o tenho e isso também significa que as coisas não ficam tão bem feitas como deveria ficar. 

 

Falei com o meu chefe, esta semana mesma, expliquei-lhe a situação, e pedi-lhe especificamente por essa nova pessoa para a equipa. Ele bem sabe que eu era suposto já ter tido esse cargo contratado no início do ano mas que me cortaram essa vaga e até agora ainda não voltou a ser aprovada. E acho que para eles, simplesmente não querem aprovar o cargo porque pensam que como as coisas aparecem feitas de qualquer maneira, é porque não deve ser preciso. Por isso é da minha responsabilidade fazer bem visível essa necessidade de contratar mais uma pessoa. Espero que ele tenha percebido, mas para já ainda estou à espera da confirmação. 

 

Entretanto, vou finalmente de férias. Amanhã mesmo! E vou para Portugal! Pela primeira vez em 1 ano e 7 meses! Mal posso esperar. Finalmente vou voltar a ver a família, mas também vou poder descansar do dia-a-dia.

 

Tenho a papelada toda preparada para poder viajar - passaporte Covid, Certificado teste antigen (que agora já não é preciso, mas na semana passada quando vi as regras ainda era), e o formulário de localização preenchido, por isso espero que tenha tudo o necessário para ser uma viagem relativamente simples. 

 

Desta vez vou directa para o Algarve e encontro-me com a família por lá. Tenho saudades de Lisboa mas também vai saber muito bem poder ir passar uma férias logo na praia. Estarei por Vilamoura e já não vou lá há mesmo muitos anos. Pelo menos uns 15 ou 16 anos. Se tiverem algumas recomendações de restaurantes, cafés, bares, eventos etc que se passem por lá, por favor digam que imagino que esteja tudo muito diferente do que conhecia antes. 

Screenshot 2021-09-05 at 23.12.25.png

E bem, se eu voltar a demorar a escrever depois destas férias novamente, já sabem do que se trata. Entretanto vou partilhando alguns posts da minha estadia pelo Algarve no Instagram do @tugaemlondres

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.