Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Era um Flat White com leite de aveia de faz favor

Viver em Londres está a fazer-me ficar mal habituada com as minhas exigências de café. Já há uns 4 ou 5 anos que deixei de beber leite de vaca. Isto porque a certa altura o leite estáva-me a deixar ficar muito cheia, comecei a reduzir, e ao voltar a beber já não gostáva do sabor. Fiquei-me por leites alternativos para o café e os cereais. Nos primeiros anos bebia leite de soja, depois começei a ver mais frequentemente leite de amêndoa à venda nos cafés, e eu pedia essa alternativa quando sabia que a ofereciam. Mas assim, de repente no último ano, houve uma espécie de boom de diversidade de leites alternativos à venda e agora até já nem encontro soja em muitos locais, e alguns cafés vendem só ou leite de aveia, ou de coco por exemplo. O meu favorito de momento é mesmo o de aveia, e consigo encontrá-lo em oferta na grande maioria dos cafés. Mas isso também é porque a maioria dos cafés onde vou ficam no Este ou centro de Londres. Isto não se aplica em todas as zonas de Londres. Mas quer haja leite de aveia ou não, é raro hoje em dia ir a um café em Londres onde não ofereçam alguma alternativa. Mas estamos em Londres...

 

No outro dia, quando fui a uma vila Britânica junto ao mar, estava-me mesmo a apetecer um Flat White. Pelo sim, pelo não, decidi pedir um Cappuccino que nem todos os sítios sabem fazer um bom Flat White. Também nem me atrevi a pedir com leite de aveia porque não sabia qual seria a variedade de oferta de leites alternativos dos cafés da localidade, por isso pedi com leite de soja - "ah, isso leite de soja não temos". OK, sinceramente não me surpreendi assim muito com essa resposta. Decidi continuar e perguntei no café seguinte por onde passei - "Aqui só fazemos cappuccino com leite normal". OK. Não é que o outro seja anormal, mas continuei. No terceiro café, a conversa já foi diferente:

- "Leite de soja? Acho que temos sim. Deixe ver..." (procura no frigorífico e não encontra) - "Oh Tina!" (grita lá para dentro da loja) - "Nós não tínhamos leite de soja?"

(A Tina chega à zona de serviço)

- "Temos leite de soja sim." (procura no frigorífico. Mete a mão lá mesmo ao fundo) - "Bem sabia que tínhamos um. Só estava aqui escondido. Nós temos sempre um guardado para o ocasional cliente que pede."

A embalagem já estava aberta, e preferi não perguntar à quanto tempo estava aberta, mas não sabia mal, por isso tudo bem. Havia era o factor adicional que ali não faziam cappuccinos. Só serviam cafés longos tipo Americano. E estava, hmmm, OK...

 

Ao escrever isto, até me parece um pouco ridículo eu estar com tanta 'esquisitisse'. É só um café! Mas o problema é que Londres está a fazer-me ficar mal habituada.

 

Se satisfiz a vontade de café que tinha? Hmm, nem por isso. Adoro a variedade de oferta que Londres tem, mas sem dúvida que me faz uma consumidora mais exigente onde quer que vou, e fico desapontada quando não consigo receber a mesma variedade noutros locais. 

 

flatwhite.jpg

 

 

3 comentários

Comentar post