Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Confundir o Real Madrid com a Equipa Nacional Portuguesa - Imperdoável

Na minha viagem de volta para Londres estava a ler uma cópia do jornal Britânico The Independent quando me deparo com um artigo sobre o recentemente aberto Museu CR7 do Cristiano Ronaldo criado pela família do próprio. A jornalista em questão, Alice Jones apresenta a criação do museu como mais uma das atitudes vaidosas do jogador. Até que percebo que tenha abordado o artigo dessa maneira dado o historial pessoal do jogador, e afinal, essa abordagem torna-se mais interessante para os leitores do Independent e de outros jornais Ingleses que costumam comentar sobre o jogador dessa maneira. Pouco-me importa como caracterizam a personalidade de Cristiano Ronaldo, mas o que me interessa dessa notícia é saber que esta poderá ser uma boa forma de atrair mais turismo para o Funchal, fomentando a economia local. Como o museu já recebeu mais de 10,000 visitantes no seu primeiro mês de existência, essa é uma possibilidade.

 

Agora, fiquei foi perplexa quando li que a dita jornalista indicou que no museu, estava uma figura de cera do jogador vestido no kit do Real Madrid. Real Madrid?! Desde quando é que a t-shirt e calções vermelhos com barras verdes e o escudo de Portugal estampado no lado esquerdo, representa o kit to Real Madrid? A não ser que exista uma segunda figura de cera nesse museu, mas esse não parece ser o caso. E ela não parou aí - disse ainda que o nome CR7 vem do seu número de camisola enquanto jogou no Manchester United e o seu número actual no Real Madrid. Então e o seu número 7 da Seleção Nacional Portuguesa, que existe antes de qualquer um desses dois clubes? Não conta? Esse número 7 estampado na camisola do kit ao lado do qual Ms. Jones decidiu tirar uma foto que colocou na sua página do Twitter? Deve ser irrelevante concerteza. Aguardo que o The Independent coloque uma errata relativamente ao erro do kit na sua próxima edição.

 

Figura em cera no museu CR7

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Pedro 28.02.2014

    Eles vão acabar com essa mama toda.

    Actualmente, o sistema inglês permite para qualquer um vir para inglaterra, sem nunca ter historial de trabalho no país, e começar logo a receber beneficios.

    Há cá grandes máfias de pessoal que faz guito á pala disto.

    O que se anda a fazer não é ilegal, mas sim imoral.

    Alguns planos que estão no horizonte para travar isto são:

    1) estabelecer um período de carência antes de poder ter acesso aos benefícios

    2) candidatos aos benefícios têm que passar uma prova escrita, onde entre outras tantas avaliações se encontra uma avaliação à língua inglesa.

    Quando o sistema legalmente permite, o pessoal abusa.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.