Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Cada vez mais isolados e cada vez mais próximos

A cada semana que passa, novas medidas têm sido colocadas em prática para reforçar a necessidade de que as pessoas fiquem em casa, tal como fechar o acesso a parques e locais que geralmente atraem grande quantidade de pessoas. E com todo este tempo que estamos em casa, alguns sozinhos, outros acompanhados por familiares, amigos ou meros colegas de casa, tem-se tornado muito mais importante manter o contacto com aqueles que são importantes para nós mas com quem não nos podemos encontrar pessoalmente. 

Os grupos de WhatsApp nunca tiveram tão activos em  simultâneo, e como o isolamento afectou o trabalho de muitas pessoas, existe sempre alguém disponível para continuar a conversa nos grupos de WhatsApp, logo, basta deixar de olhar para o telefone durante uma hora, para ter cerca de 50 mensagens por ler. É a forma que encontramos para estar constantemente em contacto com os amigos e família de forma imediata, e que estamos a utilizar para partilhar tudo o que é gifs e memes engraçados relacionados com o coronavirus que nos mantêm entretidos.

 

E claro que queremos encontrar-nos com amigos apesar de não podermos estar com eles fisicamente, portanto, é aí que entram as plataformas de vídeo conferência como o Zoom, o Skype ou semelhante. Com essas plataformas, de forma geral já temos que ser mais organizados, e planear uma certa hora a que seja bom para todos se encontrarem disponíveis online para fazermos uma vídeo conferência. No meu caso, e ao que parece, o caso de muitas pessoas, temos organizado 'Bebidas no pub' todas as sextas e sábados à noite com alguns grupos de amigos diferentes e outros repetidos; e depois ainda organizamos mais uma ou outra chamada no zoom assim a meio da semana porque o fim-de-semana já está cheio de chamadas. Oram são 'bebidas no pub', ou 'beber o café', ou 'jantar juntos' ou até cozinhar juntos que vou experimentar pela primeira vez para a próxima semana; sabe bem encontrarmos estas razões para os encontros virtuais tais como se fossem encontros ao vivo.

 

E depois temos também aplicações como o House Party que serve como uma espécie de plataforma entre o whatsapp e o zoom, que permite tal como o whatsapp, ter uma iteração mais imediata com quem estiver activo na plataforma, mas também permite um nível de entretenimento maior com os jogos e outras brincadeiras que estão incluídos nesta plataforma.

 

O que é engraçado é que, entre estas chamadas todas, e contacto por mensagem, reparei que tenho tido mais comunicação com amigos e familiares nas últimas 2 semanas, do que teria no dia-a-dia normal. Algumas das pessoas com quem geralmente só falo de tantos em tantos meses, de repente, estou a falar com elas quase diariamente. Grupos de amigos com quem, geralmente é difícil encontrar uma data para nos encontrarmos em pessoa, agora é facílimo, e nem nunca tinha feito uma vídeo conferência com tantas pessoas da família ao mesmo tempo, quanto a que fiz no fim-de-semana passado. 

 

Diria que as desvantagens destas plataformas, especialmente as vídeo conferências é que, apesar de serem bons substitutos para um encontro em pessoa, durante a situação actual, não acho que, quando voltarmos à vida social que tínhamos dantes, continuarão a ser utilizados da mesma forma porque a interacção que se tem num 'pub virtual' é bastante diferente da iteração que se tem num pub real. Em vídeo conferência, cada um tem que falar de cada vez, porque senão ninguém se entende. Todos temos que estar na mesma conversa, o que não aconteceria numa situação de encontro pessoal, onde as pessoas começam conversas paralelas e a oportunidades para se estar juntos durante mais tempo são inúmeras. Enquanto que virtualmente, quando começa a parar a conversa, é geralmente sinal que é tempo de desligar, porque senão estamos todos apenas ali a olhar para um ecrã e isso é muito estranho. Logo, também o tempo que se está junto no ambiente virtual é mais reduzido do que num encontro na vida real. 

 

Mas devo dizer que apesar de todos os defeitos inevitáveis às conversas virtuais, sem dúvida que têm sido muito úteis e bem vindas durante estas semanas, e tenho estado a gostar da proximidade que elas me têm proporcionado, principalmente com as pessoas com quem não comunicava tão frequentemente antes disto tudo começar. 

 

Se quizerem partilhar a vossa opinião nos comentários, adorava também saber se estão a gostar das vossas experiências relativamente a toda esta comunicação virtual. 

zoom-chat.jpg

 

4 comentários

Comentar post