Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Ahh, os homens - muito paleio e pouca acção

Podem pensar pelo título que vou fazer generalizações neste post, e é que vou mesmo. OK, nem todos são assim. Mas são assim, muitos!! Passo a explicar - ora tenho este colega no trabalho, um Nova Zelandês giro, engraçado, inteligente e muito simpático que é solteiro. Durante muito tempo fiquei convencida que era um garanhão de primeira. Fala nesta e naquela, daquele encontro e do outro. De tantas histórias que ele tem, nós até tínhamos conversado um dia sobre a possibilidade de ele criar um canal no YouTube onde ia colocar vídeos com os momento das suas primeiras linhas de engate que seriam secretamente filmados por um amigo. Com tanta história concerteza o seu canal ia ser um sucesso no YouTube. 

 

pickupline.jpg

Fonte: Pinterest @weheardit.com

 

 

Ele nunca chegou a fazer o tal canal no YouTube, mas entretanto os meses passavam e, apesar de tantas histórias ainda não tinha uma namorada. Será que ele queria ser o típico solteiro que só quer 'one night stands' e que não está preparado para uma relação? O facto é que, segundo ele, não é nada disso que ele queria. Efectivamente ele ia a cada encontro com a esperança que essa fosse a sua futura ex-mulher (palavras dele), mas nunca se aproximou da parte do casamento nem pouco mais ou menos. 

 

Na nossa festa de Natal da empresa acabámos num bar a dançar. Ora nesse bar estava também uma rapariga que aproximou-se dele, veio dançar um bocadinho, falou um bocadinho. Mesmo assim não havia grande proximidade e ele não lhe dava muita conversa o que eu até que achei estranho já que ele também parecia interessado. Mas ela não desistiu e, passado um pouco, quando ele estava no bar, ela foi também ao bar pedir uma bebida ao lado dele. Mesmo assim ele não lhe deu grande conversa e, assim que pagou a sua bebida foi lá para fora fumar com outro colega. Quando voltou ela já lá não estava. Notou-se que ele andou a olhar pela pista como se à procura dela e pareceu um pouco desapontado. Pegou nas suas coisas e foi-se embora. (E sim, eu posso falar dos pormenores porque eu e outra colega minha estávamos atentas ao desenvolver de toda a situação). 

 

Passado um bocado ela voltou. "Ahhh, e ele agora foi-se embora e não trocou número com a tal rapariga". Mas a situação era óbvia. Ambos estavam interessados, ele amedrontou-se e não lhe pediu o número. Ele pensou que ela se tinha ido embora e foi-se embora também. Afinal ela ainda ali estava por isso eu fiz aquilo que achei que qualquer colega, como boa amiga também, deveria fazer - eu pedi o número da rapariga para lhe dar a ele. Ela concordou de imediato e perguntou-me se ele era solteiro e que idade tinha e depois disse algo do género "pode ser que corra bem". Portanto confirma-se, ela sem dúvida que estava interessada. 

 

Uns dias depois quando tive a oportunidade, falei com ele sobre o assunto e dei-lhe o número dela. Ele ficou todo contente mas disse que pensou que ela não estivesse interessada. - What???? Como é que ela não estava interessada? Homens - se uma mulher começar a vir dançar com vocês e for para o bar colocando-se convenientemente ao vosso lado quando lá estão, é um sinal de que ela está interessada!! Mas isso não é mais que óbvio? De acordo com ele, não era nada óbvio e ficou muito surpreso que ela tenha dado o número mas disse que claro que a ía contactar. 

 

Passado uns dias perguntei-lhe como é que iam as coisas - "ah, não cheguei a mandar-lhe mensagem". 

- "humm?! Mas porque é que não lhe mandas-te uma mensagem? 

- "já tinham passado muitos dias e ela de certeza que já não se ia lembrar de mim e blá blá blá"

 

Então mas este que é o garanhão, afinal é só garanhão através do Tinder, e não consegue tomar uma iniciativa simples como mandar uma mensagem a uma rapariga da qual ele gostou, que demonstrou que também estava interessada nele, quando ele diz que quer mesmo encontrar alguém com material de potencial namorada? 

 

Essa história passou e umas semanas depois estávamos no pub ele começou a conversar com outra rapariga que estava ali connosco mas que ele conheceu nessa noite pela primeira vez. Novamente, parecia interessado, mas notei que a sua conversa envolvia muito expressões do género "eu sou parvo", "eu não sou capaz de fazer isto ou aquilo", etc. Ou seja, estava a ter uma conversa nada representativa do tipo de pessoa que ele normalmente é, visto que geralmente é sempre super divertido e bem-disposto, e pelo contrário estava ali a apresentar-se negativamente junto a uma rapariga que ele acabou de conhecer e pela qual parecia interessado. É este o tipo de comportamento que ele tem sempre que está interessado em alguém?

 

Fez-me lembrar outros amigos que têm atitudes semelhantes - gostam imenso de falar sobre os muitos encontros que têm e tudo mais, mas no fundo, quando o momento da verdade aparece, ou sentem-se nervosos, ou não sei bem porque será, mas parece que se sentem desconfortáveis e não conseguem fazer com que a coisa ande para a frente. É pena porque estes que tenho em mente são todos muito boas pessoas que de certeza que muitas raparigas iam adorar ter como namorados, mas como infelizmente o que eles têm é muito paleio, pouca acção. 

 

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Cátia A. 23.01.2015

    É mais fácil falar com as pessoas pelo Tinder e ser despegado do que atualmente conhecer uma pessoa pessoalmente, estar com ela todos os dias... pode ter alguma dificuldade a nível emocional, além da baixa auto-estima que se entende ter e daí não conseguir avançar... Eu também me consigo ver um pouco nele, a internet tirou-nos um pouco, pelo menos a mim tirou, da parte social física e é nestas situações que isso mais se nota.
  • Sem imagem de perfil

    daniel 12.08.2015

    ola tudo bem sou amigo triste aqui ser gozado por toda gente queria ter amiga bem seria educada
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.