Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Um domingo tradicional

Ainda era da parte da manhã e uma amiga telefona-me a convidar para ir jantar um "Sunday Roast"="Assado de Domingo" em casa dela.

Eu: "Parece-me uma óptima ideia. Por volta de que horas?"

Ela: "Às 15h."

Eu: "Às 15h???? Então mas tinhas dito que era para jantar. Já a pensar nos hábitos Ingleses, eu estava a considerar que fosses dizer algo tipo 18h. Mas 15h?? Isso é mais almoço."

Ela: "Não é almoço, é mesmo jantar. Sabes que o Sunday Roast de domingo geralmente começa por volta das 15h".

Lá fui então ao "jantar" a meio da tarde para comer um delicioso "Sunday Roast" caseiro e passar a tarde a jogar jogos de mesa, típicos de um domingo Inglês passado em casa com amigos. 

A receita do "Sunday Roast" depende sempre um pouco do local onde é feito e de quem o faz, mas basicamente é uma refeição muito fácil de preparar, à qual cada cozinheiro pode dar o seu toque de originalidade ou personalidade, se assim lhe quizerem chamar, adicionando diferentes tipos de ingredientes ou servindo o prato de formas diferentes. 

A minha versão do "Sunday Roast", ou melhor, pela minha experiência, o que entendo que seja o tipo de "Sunday Roast" mais tradicional, é o que inclui: 

  • lombo de carne de vaca, porco ou borrego
  • cenouras
  • batatas
  • ervilhas
  • pastinaca ou chirivia (de acordo com o dicionário estes são os nomes dados em Português ao vegetal "parsnip". Só conheço este vegetal desde que vim viver para Inglaterra já que, por cá é bastante comum, mas em Portugal nunca o tinha visto antes. Basicamente, e para quem não conhece, é um vegetal comprido parecido com uma cenoura com um "rabo" mais gordo tipo em forma de pêra, só que de côr branca e com um sabor semelhante ao nabo mas muito menos amargo)
  •  Yorkshire Pudding (que é feito com uma mistura de ovos e farinha semelhante à mistura de fazer panquecas e que, indo ao forno acaba por ficar com uma forma redonda com um buraco no meio)
  • Gravy (molho feito com as gorduras de assar a carne, mas na maioria dos casos as pessoas tendem a utilizar um pó-mistura que se vende nos supermercados ao qual basta adicionar água quente e misturar para formar a "gravy". Não é propriamente a parte mais saudável da refeição por isso não convém abusar, mas sabe bem).

Basicamente para este prato, prepara-se a carne (limpa e temperada) e os legumes (limpos e cortados) para irem ao forno e servem-se com o Yorkshire Pudding e com o molho da "gravy" por cima do Yorkshire Pudding e da carne.

Fica uma delícia e, sem dúvida uma boa refeição para um daqueles domingos de inverno ideais quando se está em casa com a família ou amigos ou durante uma tarde no pub local, seguido de uma participação num "pub quiz".

Esta minha amiga teve a sua própria versão do "Sunday Roast" em que adicionou também salsichas enroladas em fatias de bacon, couve-flôr e bróculos, mas sem a chirivia (ou pastinaca). Fez também o "stuffing" que é o recheio que se coloca dentro das carnes, só que em vez de colocar o recheio dentro da carne, serviu de lado como outro acompanhamento. Estava muito bom embora a parte de servir o recheio sem ser dentro da carne achei um pouco estranho, mas sem dúvida uma boa combinação de forma geral, perfeito para uma tarde de domingo Inglesa muito bem passada.

Fica uma foto de como uma possível versão do "Sunday Roast" aparenta:

 

  

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.