Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

E os Portugueses sabem dançar bem Salsa?

Ontem fui a mais uma aula de Salsa. Ultimamente já não tenho ido muito. Já não tenho o entusiasmo que tinha em Fevereiro e Março em que ía uma vez por semana, todas as semanas. Mas continuo a achar que é mesmo daquele género de actividades que são óptimas para sair da rotina do dia-a-dia, passa-se um final de dia de trabalho de forma diferente, aprende-se a dançar um bocadinho melhor e socializa-se um pouco também, o que é sempre agradável.

Desta vez fui a uma aula num novo local - um bar perto de St. Paul's. Agradável, mas sinceramente não considero que seja um bom local para ter aulas de dança.

Como sempre, após a aula, a música continua para que os alunos possam practicar livremente os seus passos de dança. Geralmente, com cada nova música, dança-se com uma pessoa diferente e, embora muitas vezes não haja oportunidade para grandes conversas com o par, há sempre aqueles que são mais animados e que gostam de dar dois dedos de conversa enquanto se dança.

Então havia lá um rapazinho ontem que, mal começou a dançar comigo começou logo a conversa e pouca dança. As perguntas iniciais são sempre as mesmas, claro - qual o nome e donde é que vens? Só que este lá se lembrou de, em vez de me perguntar "de onde é que vens?", fez aquela pergunta que não gosto nada que me façam já que estão à partida a pressupôr a minha nacionalidade - "És Espanhola?".

- (Grrrrrrrr) Não, não sou Espanhola. Sou Portuguesa.

- És de onde?

- Sou Portuguesa! De POR..TU..GAL!

- Ai és???

- Yá. Então e tu, és de onde?

- Eu sou de Portugal.

 (entenda-se que nesta parte ainda estavamos a falar tudo em Inglês)

- És Português? Não pareces nada Português (estava eu a pensar que ele fosse tipo Sul Americano).

- Sou, sou.

  (entenda-se que ainda estavamos a falar Inglês. Eu não mudava porque não estava a acreditar que ele fosse Português, como é óbvio).

- Então se és Português, fala em Português.

- O que é que queres que eu diga?

  (ainda a falar em Inglês)

- Qualquer coisa.

- Mas qualquer coisa tipo oquê? Faz-me uma pergunta.

  (E continuava a dar-lhe com o Inglês. Nesta fase eu já estava a começar a perder um bocadinho a paciência)

- Se és de Portugal diz-me de onde é que vens.

- De Peniche.

  (Ahhh, finalmente lá falou em Português e efectivamente verificou-se que era verdade, já que a curta frase em Português demonstrou que tinha sotaque Português)

Esta conversa demorou para aí um minuto, mas enquanto isto, ele mal dava quaisquer passos de dança. Pensava eu que fosse por estar a conversar e que não se conseguia concentrar a fazer duas coisas ao mesmo tempo tais como conversar e dançar em simultâneo (defeito que está cientificamente provado que alguns homens têm. Não sou eu que digo.)

Ora lá tento fazer com que nos foquemos na dança por um bocado mas ele mesmo calado continua a dar pacinhos pequenos e não me consegue guiar na dança (em Salsa são os homens que lideram a coreografia, pelo que a mulhes só tem mesmo que seguir os passos e dar as voltinhas quando eles impulsionam para que façamos isso). Ora talvez porque eu devia parecer assim meio perdida na dança, ele pergunta-me:

- Foi a tua primeira aula?

  (Sim, agora já em Português)

- Não. Porquê? É a tua primeira aula?

- Não.

- Em que nível é que estás? (pergunto-lhe eu. Entenda-se que existiam 4 níveis na aula, desde os iniciados aos avançados)

- Estou nos avançados.

- (dou uma risada) A SÉRIO???

  (ups! Só depois de ter feito este comentário é que me apercebi de que parecia que estava a duvidar dele. Mas o que é que haveria de fazer? Estava mesmo! A resposta de que eu estava à espera era que me dissesse ou iniciados ou "improvers" que são os dois níveis mais básicos. Agora avançados???? O rapaz mal sabia mexer os pés e estava todo trocado da forma como me havia de guiar!!!)

Eu bem lhe dei a indicação de que devia fazer mais pressão com as mão porque senão eu não sabia para que lado haveria de me virar, mas a coisa não correu lá muito bem e foi mesmo uma daquelas músicas em que se espera que passem rapidamente porque há pessoas que simplesmente não dá para dançarem juntas. Não deixava de ser um rapaz simpático. Nada contra ele, mas dançar,.. não obrigada.

Depois disto ainda fiquei na dúvida se não seria eu que estava mesmo a dançar mal. Se calhar até a culpa era minha e eu é que não era capaz de seguir os passos porque talvez ele fosse demasiado avançado para mim?? Então fui perguntar a uma amiga, que é mesmo óptima a dançar Salsa e também teve a aula nos avançados, o que é que ela achava da forma como o tal rapaz dançava. Ao que ela me respondeu:

- "Argg, esse era péssimo. Sem ritmo nenhum. Estes latinos devem pensar que sabem dançar naturalmente e que não precisam de ser ensinados e vão logo para a aula dos avançados." (eu bem disse que ele tinha ar de Sul Americano).

OK, eu não estava enganada afinal. Ainda bem, porque senão ía começar seriamente a duvidar as minhas capacidades de dança caso ela me desse uma resposta contrária.

Mas ela tem muita razão no que disse, no sentido em que há imensos homens (e mulheres possivelmente também, mas como nunca danço com elas não sei) que ainda precisavam de dominar melhor os passos básicos mas que querem logo vir para as classes mais avançadas. E depois é claro que a situação é uma chatisse porque eles não conseguem fazer os passos e assim não conseguimos dançar a coreografia como deve de ser quando chega a vez de dançar com eles. Há sempre pelo menos um desses em cada aula. Mas será que não percebem que assim só fazem com que as mulheres da aula temam a vez em que lhes vai calhar de dançar com os tais ditos cujos? É que se tivessem numa aula ao nível apropriado do nível que dança que sabem, estariam ao mesmo nível que as mulheres por isso ninguém se importava com os passos mal dados já que todos o fazem. É normal! Uma pessoa não nasce ensinada.

Porque raio então é que estas aves raras (que até são muito frequentes) têm a mania que querem logo passar para um ou dois níveis acima das suas competências? Não conseguem perceber que fazem pior figura assim?

Bem, agora pensando bem, só espero é que este tal Português não seja aqui leitor do blog (altamente improvável). Mas também se fôr,... "oh well," também não tinha nada que ter insinuado que era eu é que não sabia dançar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.