Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

O que Londres dá, Londres tira

Ontem foi noite de mais uma despedida de outra grande amiga. Já é a terceira boa amiga de que me tenho que despedir porque decidem deixar Londres. À 2 anos atrás foi a vez da minha amiga Francesa que vou visitar daqui a poucas semanas. Foi uma das primeiras pessoas com quem trabalhei em Londres, chegámos a ser vizinhas, passavamos imenso tempo juntas, mas estava difícil encontrar um emprego de que gostasse e lá chegou o dia em que ela me diz que conseguiu um bom emprego em França.

No ano passado foi a vez de uma amiga Espanhola. Estávamos sempre juntas, ela apresentou-me a imensos Espanhóis com quem me continuo a dar muito bem e até pensámos ir viver juntas, mas o namorado a viver em Barcelona falou mais alto e lá se foi ela vai fazer em Agosto 1 ano.

Agora vai ser a vez de outra amiga Espanhola. Conheci-a logo no meu primeiro ano em Londres através do meu antigo flatmate Austriaco (o "Nazi", para quem se lembra dos meus stresses com os meus flatmates do ano passado). Ela já tinha mudado uma vez de volta para Espanha mas desisitiu da ideia passado poucos meses de lá estar, e voltou a Londres. Iniciou o seu curso na faculdade e esta semana entregou o último projecto de curso. À uns meses atrás ainda estava a considerar procurar emprego aqui por Londres mas à pouco mais de um mês disse-me que tinha decidido iniciar a sua vida de trabalho em Barcelona e já tinha comprado o seu bilhete de avião.

Fico triste. Cada vez que uma destas pessoas assim mais próximas decide sair de Londres a minha vida e rotina acabam por mudar um pouco também. Se por um lado isso pode fazer com que me dedique mais a conhecer outras pessoas, por outro lado não deixa de ser triste já não poder ter certas rotinas que tinha com elas.

É estranho olhar para trás, para estes anos que cá tenho estado, e aperceber-me de que passei por várias fases diferentes em que estive com grupos de pessoas completamente distintos. Há sempre uma ou outra pessoa que continua cá desde o início, mas a maioria tem mudado. É a desvantagem (ou vantagem, dependendo do ponto de vista) de viver numa cidade como Londres em que todos estão em constante mutação e acaba sempre por ser difícil manter amizades duradouras.

 

Quando vim da festa de despedida ontem à noite tive uma situação engraçada já que, quando estava à espera do autocarro, de repente ouço falar Português. Olha para o lado e ali, a protegerem-se da chuva em baixo do edifício, como eu, estava um grupo de 4 Portuguesas e 1 Português entusiasmados a discutir quem é que ía dormir no sofá ou no chão nessa noite. De repente vem um Australiano, completamente bêbado, e mete conversa com elas a mandar uns piropos. Eu achei piada à situação ao ouvir que elas se estavam a tentar livrar dele mas o tipo não largava pé nem por nada, e lá devo ter esboçado um sorriso que o Australiano captura e diz "ahh, ela está-se a rir" e aproxima-se de mim. Uma das Portuguesas, comenta então para as outras que eu devia ter achado piada ao rapaz e estava a chamar a atenção para ele ir ter comigo. Mal sabia ela que eu estava a perceber o que elas estavam a dizer. Respondi logo em Português que eu não estava a achar piada ao rapaz, simplesmente estava a achar piada à situação. Mal elas se apercebem que eu sou Portuguesa também,.. param, olham, e desatam-se a rir. Lá vem a rapariga pedir-me desculpas pelo comentário, mas eu nem levei nada a mal e começamos logo de imediato em grande conversa.

O Australiano, esse coitado, podre de bêbado estava a olhar para nós com ar pasmado sem perceber nada do que diziamos e a tentar insistir para que lhe dissessemos a nossa nacionalidade até que, depois de ter a resposta, lá finalmente continuou caminho.

O grupo de Portugueses, entretanto, também apanharam o mesmo autocarro que eu onde, conhecemos um outro Português lá dentro que assim que nos ouviu a falar fez questão de também dar ares da sua graça e fazer-se conhecer como mais um Português ali no meio daquele autocarro nocturno apinhado de gente.

Fiquei a saber que, afinal as 4 raparigas estavam cá apenas de visita ao rapaz que estava também com elas, daí as suas conversas relacionadas com a sua dormida no sofá. Bem, e a melhor parte é que fiquei com companhia animada durante quase todo o percurso de autocarro até casa.

 

Ah, e entretanto ainda não me dediquei a tentar tirar a porcaria do pop-up do blog.

 

Para me animar deixo aqui a minha party música Britânica do momento - Dizzee Rascal com "Bonkers": 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.