Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Dia de neve e batalha no Common

Claro que não podia deixar de colocar aqui algumas fotos deste dia histórico para Londres onde já não nevava com níveis tão elevados à 18 anos.

Comecei a minha sessão fotográfica mal saí de casa e deparei-me com os carros, as árvores, os telhados e todo o chão cobertos de neve. Via os meus vizinhos a sairem de casa também com máquina fotográfica na mão preparados para tirar umas belas fotos do dia, e todos sorriamos uns para os outros. A neve, tal como os dias de muito sol e calor trazem logo uma boa disposição diferente aos Londrinos.

 

 

Antes de chegar ao trabalho não pude deixar de passar pelo Green Park para tirar algumas fotos e divertir-me um bocadinho na neve. Eu parecia uma criança a saltitar na neve fofinha. Afinal, sou uma novata nestas experiências da neve por isso tinha que aproveitar ao máximo.

 

 

 

Aguardei ansiosamente pela hora de almoço para poder voltar lá para fora e brincar mais um bocadinho na neve. Lá fui com os meus colegas e nem quiz pensar no facto de estar com roupinha de trabalho e amandei-me logo para aquele manto de neve intocada que cobria toda a relva da praça em frente ao escritório. Não podia deixar de passar a hipótese de fazer um anjo de neve e um boneco de neve. Mas devo confessar que o meu boneco de neve acabou por se parecer mais com duas orelhas de coelho (a minha colega abaixo, aponta para a minha escultura de neve espectacular). Cheguei à conclusão que isto de fazer bonecos de neve afinal não é assim tão simples quanto eu pensava e que necessita muito mais tempo e dedicação do que aquele que eu tinha disponível no momento.

 

 

 

Continuou a nevar durante toda a tarde, e de tal forma eram fortes os avisos de um nevão que estava para chegar, que o meu patrão mandou-nos a todos para casa uma hora mais cedo. Entretanto fui desafiada para uma batalha de neve em Clapham Common (nome de um parque) e claro que não podia deixar de aceitar o desafio para acabar bem o dia. 

Depois da batalha de neve, ficámos surpresos ao deparar-nos com este senhor que não devia ter sido informado de que todos os autocarros tinham sido suspensos, e gelou de tanto esperar pelo autocarro.

 

 

 

Aproveito este post para agradecer à jornalista Ana Pereira pela publicação do meu depoimento relativo à crise actual do ponto de vista de uma emigrante Portuguesa no jornal O Público de hoje.

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.