Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Kew, Brick Lane e Espanholadas

Nao acredito que ao fim de quase 3 anos a viver em Londres só este fim-de-semana é que fui visitar Kew Gardens. É daquelas coisas que se vai deixando porque como nao tenho perspectivas de sair de Londres para já, entao vou adiando estas visitas a estes locais icónicos a que sei que vale a pena ir, mas que ainda nunca tinha dedicado o tempo necessário a isso. Mas como se costuma dizer, mais vale tarde do que nunca e foi mesmo neste fim-de-semana que lá fui. Sábado estava o dia ideal para visitar Kew Gardens, com o sol a brilhar, e agradável de se estar na rua a passear.

Passei lá cerca de 5 horas dentro e devo dizer que é extremamente aconselhável. Muito bonito mesmo. A entrada é que é um bocado cara a £13 por adulto ou £12 para concessoes, tipo estudantes ou seniores. Ou seja, £1 inteirinha de desconto se forem estudantes! Aquele pessoal do Kew sao uns maos largas a darem assim descontos de 1 libra ao desbarato  Enfim, com entrada paga lá fui visitar os jardins que de facto sao enormes e, aliás, apesar das 5 horas lá dentro acabei por nao ter tempo para visitar tudo, inclusivie nao visitei as 3 estufas mais pequenas, tendo ido só ás 2 principais.

Aqui fica entao um pequeno guia fotográfico de Kew Gardens:

 

Árvore no Queens Gardens que cresceu colada á parede.

 

Queens Gardens

 

Casa Japonesa

 

Ponte no meio do parque

 

O maior monte de esterco do Reino Unido (era isso mesmo que lá estava escrito)

 

Ponte de observacao permitia avistar a paisagem sobre o topo das árvores

 

Vista da ponte de observacao

 

Vista da ponte de observacao para a Estufa Temperada

 

Interior da Estufa Temperada

 

Torre no parque

 

Estufa Tropical

 

Para além de Kew Gardens, outro local onde mal acredito que ainda nunca lá tinha estado é Brick Lane. Quer dizer, já lá tinha passado no início da rua, mas como achei que aquilo nao passava de uma meia dúzia de restaurantes Indianos achei que nao tinha piada nenhuma e voltei para trás. Desta vez atrevi-me a voltar lá já que nao percebia porque é que as pessoas falavam tanto de Brick Lane. Alguma coisa de especial tinha que haver por lá que eu nao tinha visto. E há! Brick Lane é um mundo de venda de artigos vintage, galerias de arte, mercados de antiguidades, de roupas e acessórios originais, stands da mais variada comida feita na hora e bares que aparentemente sao muito bons, pelo menos em termos de decoracao. Digamos que é uma espécie de Camden Town mas com menos turístas e mais Londrinos, em escala menor, mas talvez até com maior carácter do que Camden Town.

Gostei bastante e tenho que lá voltar com mais calma noutra oportunidade.

Deparei-me também lá com um festival de Espanha incluindo provas de comida e vinhos e com performances de artistas Espanhois. Acabei por nao entrar já que a fila dava a volta ao quarteirao, mas fica aqui uma foto do festival.

 

 

 

No domingo á noite nao queria perder a final do Euro 2008 e como estava a torcer para que a Alemanha perdesse, por razoes óbvias, lá me juntei a um grupo de amigos Espanhóis e fomos todos ver o jogo a um bar num barco Espanhol atracado na zona de Temple. Para evitar estar muito tempo dentro daquele barco que com tanto balanco dava-nos a volta á cabeca, antes do jogo comecar ainda estivemos algum tempo no bar Walkabout oposto ao barco onde se encontrava um agrupamento enorme de Espanhóis e mais uma meia dúzia de Alemaes que também por lá andavam. Já de volta ao barco, no entanto, a plateia era completamente Espanhola á excepcao aqui da Portuguesa e de mais uns poucos estrangeiros amigos de outros Espanhóis.

 

A antecipacao ao jogo no Walkabout

 

 

 A festa no barco imediatamente após o final do jogo.

 

Depois de muita festa a Espanholada toda lá foi aos saltos para Trafalgar Square que é o "Marques de Pombal" cá do sítio. Aí é que já nao os acompanhei. Tudo bem que fico muito feliz por eles que estavam todos animados, fico feliz também porque a Alemanha nao ganhou o campeonato, mas ir celebrar a vitória Espanhola para Trafalgar Square já nao me ía dizer grande coisa. Afinal, quem eu queria que tivesse ganho nao ganhou, por isso... a festa nao seria a mesma. Lá fui para casa com a esperanca de que daqui a 2 anos, no Mundial, seja eu que vá aos saltos para Trafalgar Square.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.