Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Fim-de-semana em Portugal

Passou muito rápido mas valeu a pena. Sexta ao final da tarde apanhei o voo para Lisboa de onde voltei no domingo à noite. Ía para passar o 80º aniversário da minha avó com ela e esse claro que foi o momento alto da minha estadia. Como ainda não tinha dito à minha avó desta mini-viagem ela claro que ficou muito surpreendida por me ver chegar lá na aldeia no meio do resto da família que, como é costume, todos os anos se junta para celebrar o aniversário dela. Foi muito divertido e acabei por ainda ter oportunidade para conhecer o mais recente membro da família, um bébé filho de uma prima que nasceu à pouco mais de 2 semanas. Fez-me pensar em como para as crianças da família eu vou ser sempre uma familiar distante, ou pelo menos enquanto por cá estiver. Vou ser categorizada como "a prima emigrante" ou "a prima de Londres" ou algo do género. Um pouco estranho ver as coisas por esse lado.

 

Aparte dos encontros familiares claro que não podia deixar de ir ver pelo menos alguns amigos. E sábado à noite lá fui ter com eles ao café do costume, como se nada tivesse mudado. Engracado ver como o tempo passa mas quando volto o pessoal apesar de ter evoluido na vida em muitos aspectos por outro lado continua semelhante, continuam-se a encontrar no café do Sr. Virgílio depois do jantar, continuam-se a contar piadas atrás de piadas e continua a haver a indecisão para onde ir depois do café. Gosto dessa sensação do tempo não ter avançado.

Acabaram por me levar a um bar novo que abriu em meados de Dezembro no Monte do Estoril. Chama-se BG Bar e fica oposto à discoteca Bauhaus. Com uma decoração moderna e esplanada com vista para o mar, a localização é sem dúvida optima e o ambiente muito bom. Sendo do mesmo dono do famoso Bar do Guincho, não é de estranhar o nome deste novo bar. Alguma falta de originalidade no nome, mas não deixa de ser um bar muito agradável mesmo.

 

Entretanto, e já de volta a Londres a última da minha flatmate Inglesa foi ontem quando, tinhamos combinado mostrar a casa a pessoas pela segunda vez. Estas eram pessoas que queriam ficar com o quarto mas que vinham conhecer os flatmates já que na primeira vez que vieram eles não estavam cá. As duas primeiras pessoas cancelaram e a terceira rapariga quando chegou estava a Louisa ao telefone no quarto. Enquanto a rapariga falava com o Michael eu fui chamar a Louisa, mas ela nao respondeu e continuava ao telefone. Voltei para a sala a dar conversa à rapariga e à espera que a Louisa viesse. Ela nada. Continuava ao telefone por 5 minutos, depois 10, 15 minutos,... voltei lá, bati na porta do quarto com mais força, chamei-a umas vezes, mas não podia exagerar porque senão a rapariga apercebia-se que havia ali algo de errado. A parva da Louisa continuou sem responder como se não fosse nada com ela. Eu voltava para a sala e disse à rapariga que a Louisa já vinha vê-la (esperava eu..) O Michael olhava para mim e eu olhava para o Michael tipo sem saber o que fazer porque a rapariga naquele momento já só estava mesmo à espera da Louisa e claro que se ela não viesse isso não ía causar muito boa impressão à rapariga. Acabei por lhe dar outro tour da casa e quando a rapariga disse que se tinha mesmo que ir embora lá bati uma última vez à porta da Louisa a dizer que ela já se ía embora. Pela primeira vez a Louisa respondeu a dizer que já vinha, mas ainda demorou mais uns 5 minutos a sair do quarto até vir falar com a rapariga. Escusado será dizer que a rapariga hoje disse-me que afinal encontrou outro sítio e já não vai querer este quarto.

Entretanto hoje tive mais pessoas a ver o quarto e a Louisa tinha-me dito que ía estar em casa mas, surpresa das surpresas, afinal não esteve. Um dos rapazes que veiu adorou o quarto e o apartamento e diz que queria mesmo muito ficar com o quarto. Ora desta vez não quero perder tempo a arranjar segundas visitas para conhecer os flatmates. O Michael diz que não se importa com quem vier e a Louisa parece que anda a fazer de propósito para eu não conseguir arranjar ninguém por isso vou mas é amanhã falar com a senhoria e ver se ela quer ficar com este inquilino. Acho que se continuar a tentar a fazer as coisas da forma correcta e apresentar as pessoas à Louisa vou acabar por ficar sem ninguém para me substituir já que mal que a conhecem mudam logo de ideias quanto a ficar com o quarto. A ver vamos.

12 comentários

Comentar post