Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Será que é desta?

Mais outro fim-de-semana passou dedicado à procura de casa nova. No sábado saí de casa logo por volta das 11h da manhã para estar a ver um apartamento em Kentish Town às 11:45h. Bem, digamos que assim que vi que o apartamento era situado por cima de uma loja de Kebabs "Open ´till late" fiz logo o meu juizo deste apartamento- NÂO! Claro que cheguei a entrar, e de facto o apartamento até era espaçoso com uma cozinha nova, o quarto tinha um tamanho decente e as raparigas que lá moravam eram simpáticas. Mas tipo, só de pensar que por baixo do meu apartamento estaria pessoal a vir duma noitada ressaimar prós kebabs a noite toda e a fazer barulho na rua (é sempre assim, não há hipótese) tipo, nem pensar na possibilidade de morar ali.

 

Venha o próximo! E o próximo foi mesmo a casa da minha amiga em Muswell Hill. Eu já conhecia Muswell Hill e sei que, de facto aquela zona é mesmo muito boa, ruas limpas, lojas em que apetece comprar tudo, localizado no topo de uma serra bem perto do Alexandra Palace onde costumam haver muitas exibições e onde existe um ring de patinagem no gelo permanente ao longo do ano. Dali tem-se uma vista espectacular sobre Londres e também ali bem perto encontra-se Highgate Woods, ou seja, uns parques florestais muito bem conservados e ideais para se ir dar uma corrida ou fazer um pique nique. Aquilo ali parece mesmo uma aldeia no meio da cidade. Bem, o que não quer dizer que isso seja algo de muito positivo já que eu não sou grande adepta de viver em aldeias, mas sem dúvida que ali teria mais qualidade de vida em termos de ar puro, segurança, etc., do que a que tenho agora vivendo no sul de Londres.

 

Para tornar a minha decisão difícil, escusado será dizer que a casa da minha amiga é espectacular!!! Tipo, é uma casa com um grande pátio à frente, depois assim que se entra tem um hall enorme e à esquerda tem a porta para a maior casa de banho que já vi em Londres que inclusivié, além das coisas normais, tem também um jacuzzi.  Depois um pouco mais à frente do lado direito estava o quarto disponível. Muito espaçoso com umas janelas muito grandes com vista para o jardim da casa e um roupeiro do chão ao tecto. Depois ainda havia a cozinha muito grande com um espaço dedicado à mesa junto a janelas enormes com vista para o jardim e ainda havia uma sala separada também muito espaçosa, claro está, com portas francesas que davam acesso ao jardim. Sem dúvida que para esta casa não tinha nada a dizer mal, a não ser o facto de ser na zona 3, não ter ali metro perto e ter que andar de autocarro uns 10 minutos para chegar ao metro se não houver trânsito, e todas as restantes desvantagens de que viver assim um bocado mais afastada do trabalho e dos meus amigos, trazem.

 

Fiquei a ponderar no assunto mas depois de alguns dedos de conversa tive que partir para ir ver a minha próxima casa em Fulham. Diga-se o que se disser, Fulham é sem dúvida a minha localidade de eleição. Tudo bem que também não é assim tão perto do centro, fica na zona 2 a Oeste, e tudo bem que a District Line (linha de metro onde fica a estação de Fulham Broadway), perdoem-me a expressão, é uma merda, com as suas ramidificações para destinos diferentes que se perde um tempão à espera do destino que queremos. Mas enfim,... também já vi que isto também não se pode ter tudo, e gosto mesmo muito da zona de Fulham. Por isso tenho focado maiores esforços em procurar casa por esse lado nos últimos dias. E este apartamento que fui ver em Fulham adorei!! O quarto é espaçoso o suficiente e mais importante de tudo, tem casa de banho privativa!! Adorei essa parte. Depois também tem uma claraboia no tecto do quarto,para além dasamplasjanelas e também há uma clarabóia na área da cozinha o que acho mesmo muito agradável. O apartamento nota-se que foi remodelado à pouco tempo, muito limpo e bem tratado. Não é muito grande, mas é ideal, tem carácter. Só lhe falta mesmo é internet , mas disso claro que tratava facilmente. Gostei mesmo muito, e só tem mais 3 pessoas lá a viver. De qualquer forma só conheci a rapariga que se ía embora e ela disse-me que seria ela que iria aconselhar aos restantes flatmates quem ela acha que ficava bem lá em casa. Eu confirmei-lhe que estava interessada e ela ficou de me dar um telefonema hoje (segunda) para confirmar se ficava com o quarto ou se não.

 

Claro que sem ter demasiadas esperanças, no domingo acabei por visitar mais outro apartamento do qual, para não variar, não gostei. Como entretanto passei o resto do dia de ontem com a Restelo a ver as celebrações do ano novo Chinês e a conversar, nem reparei na mensagem de voicemail que tinha no telemóvel, que, só hoje depois de sair do trabalho é que me puz a ouvir - tinha uma mensagem da rapariga de Fulham a pedir para eu ir conhecer os restantes flatmates na terça! Ai que quase me deu uma coisinha má, e eu que tinha demorado um dia inteiro a ouvir a mensagem. Claro que lhe telefonei logo de seguida, mas foi parar ao voicemail Deixei uma mensagem e ficou a esperança de que ela ainda não tivesse escolhido outra pessoa. Telefonou-me mal cheguei a casa e afinal ainda não tinha oferecido a casa a mais ninguém e convidou-me a ir lá a casa conhecer os restantes. Aiiiii, agora vou lá amanhã conhecer as duas raparigas e o rapaz que é o Tim. Pois, porque isto não basta eu gostar da casa, também tenho que gostar dos flatmates e, muito importante, eles têm que gostar de mim! É quase como se fosse para uma segunda entrevista de trabalho ou algo do género em que se sabe que cada coisa que eu diga ou faça estará a ser profundamente analisado pelos olhares atentos destas pessoas que irão ponderar se acham que gostariam de partilhar casa comigo ou não. Mas compreendo perfeitamente porque, afinal, eu cá em casa fazia exactamente a mesma coisa quando vinham cá pessoas ver o quarto que estivesse vago.

 

Bem, a ver vamos. Amanhã saberei o veredicto final.

 

Entretanto as notícias que andam nos ouvidos de todos por Londres estão relacionadas com o fogo que incendiou parte do mercado de Camden Town junto ao canal, este fim-de-semana. Até ao momento das últimas notícias que ouvi ainda não tinham identificado a causa do incêndio, mas suspeitava-se ter começado a partir de um cigarro mal apagado.

 

Outra das notícias em grande destaque remete-se para os Grammys que decorreram domingo à noite em Los Angeles e para os quais a Amy Winehouse foi nomeada e convidada a fazer uma performance mas, como o seu Visa para os EUA foi rejeitado dado o seu historial com drogas, ela participou à mesma através de satélite a partir de Londres e foi a grande vencedora de 5 grammys - "Album do ano", "Canção do ano: Rehab", "Artista Revelação", "Album Pop Vocal", "Melhor performance Pop feminina".

Gostei do facto de que nos seus agradecimentos a Amy incluiu: "This is for London because Camden Town ain´t burning down!"

 

E aqui ficam os videos do agradecimento de Amy e da sua performance via satelite:

 

 

8 comentários

Comentar post