Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

O rancho folclórico vai à festa

Como todos os anos, este ano vou voltar a celebrar a minha festa de aniversário com uma festa temática. Decidi o tema durante as minhas férias em Portugal na noite antes de voltar para Londres. Na manhã seguinte, falei sobre o tema da festa com os meus pais quando íamos a caminho para o aeroporto - o tema é "round the world", ou seja, os convidados devem vir vestidos com roupas representativas de um país ou região algures no mundo. Escolhi este tema porque, não só é um tema divertido que pode dar asas à imaginação de muitas pessoas, como também é um tema fácil já que existem inúmeras possibilidades. Aliás, muitas pessoas já vão ter algo para vestir de festas anteriores. por exemplo, se já alguma vez foram a uma festa de indíos e cowboys, podem usar isso, ou se foram a uma festa havaiana, podem usar essa roupa; se foram ao October Fest devem ter um lederhosen, etc. Muito fácil! Eu com todo o meu entusiasmo inicial, e talvez por estar em Portugal nessa altura, achei por bem vestir-me para a festa com uma roupa tradicional Portuguesa de rancho folclórico. Mencionei isso com a minha mãe e perguntei se me podia ajudar a arranjar a roupa já que só tinha pensado nisso à última da hora da minha estadia e concerteza não iria conseguir arranjar a roupa facilmente em Londres. A minha mãe achou tudo muito bem e disse que me ajudava. 

 

Entretanto vim para Londres e, assim que pensei melhor no assunto, é claro que desisti logo da ideia de ir vestida ao rancho folclórico. Então eu, a aniversariante, ía-me vestir com aquelas roupas tradicionais de saias compridas, camisas até ao pescoço e lenço na cabeça?!? Devia estar mas era doida! Esqueci essa ideia, e fui encomendar um fato de belly dancer - muito mais sexy e exótico que é sempre mais interessante e ajuda a receber os comentários do "ah estás tão gira e tal", o que faz sempre bem ao ego, principalmente quando se está um ano mais velha!

 

No dia a seguir a ter encomendado o meu fato de belly dancer a minha mãe pergunta-me no skype pela medida da minha saia - "hum??? mas porque é que queres a medida da minha saia?" - pergunto eu. 

- "É para a saia do traje do rancho que estou mesmo a acabar" - diz a minha mãe.

Ups!!! Dessa não estava eu à espera. É que como nunca mais tinha falado no assunto, nem sequer considerei a hipótese da minha mãe ter levado com o meu pedido adiante. Mas claro que, conhecendo a minha mãe, que é a pessoa mais querida que conheço, claro que ela ía fazer-me a saia!! Como é que eu não pensei em dizer-lhe que tinha mudado de ideias em relação à roupa da festa? E mais, é que ela não tinha só a saia Saloia (nome dado às meninas de Sintra) que ela tinha feito à mão. Tinha também comprado uma camisinha Madeirense, um avental de Viana, umas meias daquelas brancas arrendadas e uns brincos de Viana! Tinha tudo! Eu nem sabia bem o que dizer com a surpresa - se sorrir ou se chorar. Mas claro que com toda a dedicação da minha mae em preparar-me este fato do rancho, é que nem pensar eu ir vestida à belly dancer depois disto. É claro que iria usar o traje que a minha mãe me preparou.

 

Vá lá consegui devolver o fato da belly dancer que tinha comprado no ebay. Ainda o cheguei a experimentar e estava a desejar para que me ficasse mal, mas não é que ficava mesmo bem! {#emotions_dlg.nostalgic} 

 

Entretanto chegou ontem o meu traje do rancho no correio. Ao início quando peguei na saia só pensei que era demasiado comprida, mas depois quando experimentei vi que afinal é assim toda rodada, o que vai dar um óptimo efeito se eu dançar alguma música de swing durante a festa (ou de rancho folclórico, dependendo da minha disposição na altura. Hehe!). Mas efectivamente, e felizmente, fica-me bem e agora até que estou toda empolgada de ir vestida com uma roupa tradicional Portuguesa. Entretanto descobri que tenho pelo menos mais uma amiga que também teve a ideia de ir de belly dancer por isso, ao menos vou mais original. De certeza que mais ninguém me vai copiar na ideia do rancho folclórico Português. Hehe!