Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Como é que se diz a alguém que cheira mal?

O estagiário que está a trabalhar comigo tem um odor demasiado intenso. Como é que eu hei-de dizer isto de uma forma simpática, mas digamos que o odor dele não é propriamente Calvin Klein e, digamos que por vezes chega a ser assim a modos que um pouco para o insuportável. Não é uma coisa bonita de se dizer, eu sei, e nem é mau todos os dias mas quando passo um dia inteiro, tal como ontem, a virar a cara para a parede com a esperança de que o cheiro minimize ou a abrir as janelas quando estão 3ºC lá fora para respirar ar puro, é um pouco demais.

 

Na maioria dos dias até que esse odor dele não se sente de manhã, e com o decorrer do dia vai ficando mais forte, de tal forma que não gosto nada quando ele se decide a ficar a trabalhar até mais tarde. No entanto há outros dias como o de ontem em que chegou ao escritório de manhã já com aquele odor forte que, obviamente só se intensificou ao longo do dia.

 

O pior é que não sou a única a "sofrer" com isso e já colegas meus se vieram queixar a mim do cheiro. Claro que ninguém lhe quer dizer nada directamente visto que o pessoal por cá é todo muito politicamente correcto e ninguém se quer estar na posição de mau da fita. Eu sei que ele ía conseguir evitar ou pelo menos minimizar o odor se utilizasse desodorizante ou perfume, mas o problema é que raramente os parece utilizar.

 

Tenho perfeita consciência de que eu é que lhe devia falar sobre o assunto mas não é nada fácil chegar ao pé de alguém e dizer que cheira mal.

No outro dia houve uma oportunidade quando uma colega passou pelo escritório onde estamos e inocentemente fez um comentário - "epá, este vosso escritório cheira como se fosse um ginásio". Eu aproveitei a dica para dizer a todos que ela tinha razão e que todos eles (partilho o escritório com 3 colegas e 2 estagiários, todos eles homens) deviam-se dedicar a usar mais desodorizante de manhã que isto assim não podia ser. Eles riram-se e levaram a coisa na brincadeira, sabendo perfeitamente a quem estava a direccionar o comentário. Acho que foi uma forma sauve de pôr as coisas não deixando de dar a dica, e ao início pareceu ter resultado porque de facto ele ficou sem ter odor nenhum durante os 2-3 dias seguintes. Mas depois voltou ao mesmo. Deve-se ter esquecido.

 

Quando na semana passada tive uma reunião com ele para revisão da sua performance no estágio não tive problemas nenhuns de lhe dizer aquilo que no trabalho ele fazia menos bem ou em que precisava de dedicar mais atenção, etc., mas na parte do cheiro não fui capaz de tocar. É que ainda por cima tenho que ter cuidado com a forma como digo as coisas para não ser considerado descriminação por ele ser de umatrabalho minoria étnica (ele é Paquistanês). É que por cá, qualquer coisa que se diga principalmente no trabalho que possa minimamente estar relacionada com descriminação pode ser levada a tribunal. Claro que não tem nada a haver com descriminação nenhuma, tem a haver com o cheiro. Mas e agora estar a escolher as melhores palavras para nem se relacionar o cheiro como algo que lhe é inerente (descriminação, estereótipo), nem indicar que várias pessoas se queixam do assunto (desmotivação pessoal e profissional) nem lhe ferir os sentimentos. Uui. Complicado. Não sei mesmo como lhe dizer.