Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

London fashion night

Hoje foi o dia da London Fashion Night organizado pela Vogue, como já tinha aqui indicado no post sobre o que fazer neste mês de Setembro, e claro que não podia ir deixar de ver o que estava a acontecer por lá.

 

O encontro marcado com uma amiga foi em Oxford Circus e começamos logo pela Topshop já que estava ali mesmo ao lado. Fiquei decepcionada logo ao entrar. A loja estava cheia de pessoas como se fosse um sábado à tarde mas,... onde estão os descontos? Não estão. Pensava que a ideia desta iniciativa era tentar captivar mais compradores com ofertas especiais e descontos nas compras efectuadas, mas a Topshop a única coisa que vi que tinha de especial para a noite era uma zona onde estavam oferecer cocktails. Os cocktails tinham uma fila de umas 20 pessoas, e além disso só vi estarem a fazer umas sessões de fotografias a quem quizesse. Descontos que é bom, nada! Loja seguinte!

 

A próxima foi a Warehouse na Argyll Street. A entrada estava muito melhor conseguida com modelos a serem fotografados e decoração que nos fazia aperceber que algo de especial estava a acontecer naquela loja. A iniciativa criada era de que qualquer pessoa podia escolher uma roupa à escolha na loja, a qual seria vestida por uma das modelos de serviço (super magras, de 16 anos e com uma pele de bébé. Que raiva! Eu quando tinha 16 anos estava cheia de borbulhas. Não sei o que estas raparigas andam a fazer para conseguirem uma pele daquelas). A pessoa ía tirar uma foto profissional com a modelo vestida na rua que tinha escolhido e, no final da noite, iria ser eleita a melhor combinação de roupas e a escolhida iria ser oferecida à sua criadora. A ideia até que estava boa, mas houve sem dúvida muitas mais compradoras com o olho no espumante gratuito do que propriamente em participar nessa competição. O pior de tudo é que também quase não haviam descontos na loja, e os que haviam era daquele tipo de restos de roupas que ninguém quer comprar.

 

A loja seguinte, e oposta à Warehouse, foi a Oasis. Aí sim, tudo estava a 20% de desconto. Pensei logo que era ali que ía fazer o meu "bargain shopping" da noite, mas isso também acabou por não acontecer que não houve nada que me despertasse o interesse. A não ser a garrafinha de espumante à qual, nesta loja, já não consegui resistir.

 

Sapatos foi para esquecer que não vi sapataria que tivesse descontos anunciados, e noutras restantes lojas onde entrei, na sua maioria também os descontos eram poucos ou inexistentes. Só o alcóol é que ofereciam em quase todo o lado, com excepção da Mango que foi a única loja onde vi que a oferta especial era pintarem as unhas gratuitamente, e com vernizes Mavala que são de óptima qualidade (também se vendem em Portugal em parafarmácias e perfumarias). Ainda considerei aproveitar mas a minha amiga anda numa onda de roer unhas e eu não ía fazê-la ficar à espera enquanto eu fizesse as minhas por isso acabei por não aproveitar a oferta.

 

Resultado - não comprei nada! Se valeu a pena? Claro que valeu a pena. Se não tivesse ido ficaria a pensar no que podia ter perdido. Assim ao menos já sei que não tinha perdido muito se não tivesse ido :-P Mas ao menos a minha amiga saiu de lá com um novo par de calças e a comida Tailandesa, pós noite de compras, ficou-nos mesmo bem para recuperar energias, por isso foi tudo pelo melhor.

 

A minha sugestão para a Vogue, quando organizar a próxima London Night Out - queremos mais descontos, ofertas especiais e "goody bags"!!!