Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Desta vez quem se muda sou eu!

Já não aguento mais! Primeiro foi o Austriaco no.2 que decidiu sair de casa em Novembro, depois foi o Inglês que comprou casa com a namorada e que se mudou com ela em finais de Dezembro, quando voltei das férias de natal, a Irlandesa cai-me com a bomba de que a amiga dela tem um quarto vago em casa e que se vai mudar em meados de Fevereiro, mas a pior, pior foi mesmo quando o Richard (o substituto do Austriaco no.2) me mandou um email na quinta-feira passada a dizer que também tinha decidido mudar de casa!! Ou seja, dos antigos ficava cá eu e o Austriaco no.1 (o qual desconfio ter algum parentesco com algum Nazi, já que lhe dão assim umas coisas de vez em quando que deve pensar que quem manda cá em casa é ele).

 

Quando li esse email do Richard na quinta-feira fiquei mesmo estupefacta a olhar para o ecrã durante uns bons minutos, até que decidi, pronto, é desta, agora quem sai cá de casa sou eu. Não que a casa tenha algo de mal, muito pelo contrário. A casa é grande, bem conservada, decoração moderna, tudo de bom. Existem vários factores que me levaram a tomar esta decisão, um dos quais o facto de estar farta de viver no sul de Londres onde sempre vivi durante todo o tempo que tenho estado em Londres, mas aquele factor mesmo que bateu mais forte foi o facto de não querer ficar cá só com o Stefan, a namorada Americana dele que nunca quer pagar as contas e mais 3 outras novas pessoas. Eu até já tinha já pensado que me ía mudar para o quarto lindo do lado traseiro da casa que tem duas grandes janelas viradas para o jardim. Adoro aquele quarto e queria lá mesmo estar, no entanto, para mudar de quarto significava que ía ter que ficar aqui pelo menos mais 6 meses para compensar. Conclusão, em vez de mudar de quarto mudo mas é de casa e agora os próximos que vierem que se entendam com as regras fascistas do outro, que eu já não tenho mais paciência.

 

Ora já que ando à procura de casa, decidi criar uma lista sobre as condições que a minha nova morada terá que ter:

- partilhar a casa no máximo com mais 3 pessoas;

- o quarto tem que ser no mínimo do mesmo tamanho do que tenho no momento, que já tenho problemas de arrumação que sobram;

-  a localização da casa/apartamento tem que ser boa, ou seja, tenho que me sentir relativamente segura ao andar sozinha para casa à noite;

- tem que ser algures entre a zona 1 e 2 preferencialmente norte ou oeste embora área das Docklands, London Bridge e Waterloo também sejam consideradas;

- tem que haver pelo menos um bom supermercado na zona para o qual não tenha que apanhar trasnportes;

- a casa/apartamento tem que ser limpa, as paredes têm que estar bem pintadas e nada de sujidades aparentes que me levem a crer que as pessoas que lá moram sejam desarrumadas e despreocupadas com a casa;

- nem pensar alugar o que quer que seja num "council block" ou "ex-council block" (prédios do estado com habitação barata, digamos assim);

- tentar ao máximo limitar-me ao meu budget.

 

Portanto basicamente simplesmente quero um alojamento bom, numa zona boa e que seja barato. Será que estou a ser muito exigente?

 

Bem, desde a quinta-feira passada em que tomei a decisão de mudar de casa até hoje (segunda-feira) já visitei 5 casas e não gostei de nenhuma :-S Mas atenção, isto não sou eu a ser esquisita, isto é mesmo porque todos os sítios onde fui eram maus. Então vejamos:

 

1º - Casa partilhada com 3 outras pessoas em White City. Sinceramente não sabia nada sobre White City por isso é que fui lá. 1º é longe que se farta (apesar de ser na zona 2, Oeste), depois aquela localidade não tem nada a não ser um edifício gigante da BBC e outro da Siemens, ou seja, é uma zona industrial e para se trabalhar, não para se viver. Inclusivie, tive que atravessar uma auto-estrada antes de chegar à rua onde estava a tal casa que, por sinal, tinha um sinal de "Vende-se" à porta :-/ Pois, aparentemente a casa já está no mercado à muito tempo mas ainda não a conseguiram vender por isso vão arrendando. Obviamente por isso eu tinha logo um NÃO bem grande, mas já que lá estava ao menos vi a casa que, por sinal, tinha muito pouco ou nada a haver com as fotos que estavam no anúncio. Coisas espalhadas pela sala, um quarto do mesmo tamanho que o meu mas sujo, com mobília de mau aspecto e mais caro. Não, não, não.

 

2º- West Kensington, apartamento localizado num prédio a 30 segundos da estação de metro. 3 quartos, a partilhar com 2 raparigas Inglesas por sinal muito desarrumadas que deu logo para ver pelo estado da casa de banho com 50 shampoos todos uns em cima dos outros, e que não vê sinal do CIF Limão pelo menos há 1 ano. Quarto mais pequeno que o meu actual, cozinha minúscula onde cabe uma pessoa (máximo 2) de cada vez, sem mesa e sem sala. Ou seja, faz-se a comida e leva-se para o quarto minúsculo para comer em cima do colo, ainda por cima isso com renda e despesas quase nas £500 ao mês. Esta gente deve estar mas é louca!

 

3º - Ladbroke Grove/Notting Hill, ali numa rua perpendicular à rua dos cafés e mercearias Portugueses. Apartamento numa casa repartida em 4 apartamentos, no último andar, a partilhar com 2 outras pessoas, inclusívie uma actriz Portuguesa que não cheguei a conhecer. O apartamento duplex, tinha nas escadas um montão de roupa espalhado que até perguntei ao rapaz se ali era a zona da lavandaria na brincadeira ao que ele disse "ah e tal, isso é só a minha tralha que eu tenho sido um bocado preguiçoso para tratar disso" (boa impressão que causou logo, sim senhora). Cozinha muito suja, e sala espaçosa mas desarrumada, e o quarto para alugar era nem mais nem menos, claro está, o mais pequeno da casa. Só tinha um colchão no chão, um varão para a roupa já que ali não cabia um roupeiro, e uma janela minúscula, que não tinha mais que 60cmx50cm. Nem será preciso dizer que esta foi mais uma para riscar da lista.

 

4º - Warwick Avenue, junto a Little Venice (Regent´s canal). Ahh que maravilha assim que saí da estação! Casas lindíssimas, calma nas ruas, o sol brilhava e eu lá fui passando a ponte para o outro lado do canal para verificar que a minha próxima visita seria mesmo a um apartamento num "council block". O único "council block" ali da zona, e tinha que ser exactamente esse que me ía calhar. Também claro, £500 e poucas libras em Little Venice, eu também devia estar a sonhar se ía encontrar alguma coisa melhor que um bloco habitacional do estado. Enfim, como já lá estava, entrei para conhecer o grupo de 2 Nova Zelandeses e 1 Australiana que partilhavam aquele apartamento com paredes azuis que nunca foram repintadas desde que o prédio foi construído, com uma casa de banho minúscula, sala com uns sofás muito sujos (eram supostamente azuis mas o topo estava acastanhado) arghh,... E afinal apesar de terem publicitado o quarto mais barato afinal era outro quarto que ía ficar disponível que, por sinal custava £560 só renda. £560 num council flat?? Devem estar mas é a gozar comigo. Quero lá saber se é em Little Venice ou no raio que o parta, isso para mim é uma completa roubalheira nas condições apresentadas.

 

5º - Hampstead Heat, bem junto ao Heat numa rua muito simpática de casas victorianas, numa casa onde só mais o senhorio é que mora, por sinal um senhor semi-reformado advogado que, queria que a pessoa que aluga-se o quarto também trabalha-se para ele para escrever cartas e relatórios, trabalho pelo qual ele pagava £8/hora. Isto a 15 horas por semana, o quarto ficava mesmo quase em nada, o que significava que poupava um dinheirão. Decidi ir só naquela para ver como é. O senhor era simpático sim, nenhum problema com ele, mas assim que entrei na sala, imediatamente o NO WAY veiu logo à minha cabeça. Não estava desarrumada mas estava cheia de demasiadas coisas, umas paredes verdes berrantes, imensas decorações antigas mas de mau gosto por tudo quanto era lado. Credo, que aberração! Passei para ver o quarto, muito básico, uma daquelas camas feitas com um tipo de umas caixas forradas a tecido com um colchão por cima, um roupeiro pequeno e muito velho, e diga-se o mesmo da cómoda feita de uma madeira muito grossa mas de côr de madeira diferente do roupeiro que, por sua vez, era diferente das prateleiras. Argh. Depois a cozinha também verde berrante com um forno igualmente verde berrante, e tudo muito velho, casa de banho, novamente minúscula, etc., etc.

 

Ufff, isto não pode ser só esquisitísse minha. Isto foram mesmo todos os sítios muito maus. Prefiro 50000 vezes a casa onde vivo de momento do que qualquer um dos locais que vi. Mesmo que tenha que aturar o Austriaco, mesmo assim, aqui é muito melhor. Mas não, não estou derrotada. Ainda estou só no início! Já percebi que para procurar numa localização boa, isto tem que se aumentar o budget, e é isso que estou disposta a fazer. Agora vejamos quais serão os resultados da nova pesquisa.

 

Enfim, entretanto, como me vou mudar (eu estou confiante que vou conseguir), vou precisar de encontrar alguém que me substitua cá em casa, por isso se houver alguém interessado em viver numa óptima casa Victoriana na zona 2 sul, num bom quarto, com tudo novo, duas casas de banho espaçosas, uma cozinha enorme, sala de estar com TV com imensos canais, conservatória construída de raiz apenas há um ano atráz, jardim espaçoso, e que não se importe de viver com um Austriaco que lhe dá uns vaipes de vez em quando mas que quando está com os copos, até é um tipo porreiro, podem-me contactar.

 

Já tenho mais dois sítios para ver amanhã. Espero ter um bocado mais sorte!