Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

O Aniversário começa bem... ou mais ou menos

Faltavam uns minutos para a meia noite e, portanto, para o meu dia de anos. Estava para entrar em casa. Procuro a chave na mala e não a encontro no sítio habitual. Procuro pela mala inteira, e nada. Tinha deixado a chave no trabalho. Recorro então a ter que pedir a ajuda a um dos meus flatmates decidindo telefonar para um deles para me abrir a porta. O problema é que o telemóvel estava completamente sem bateria e já nem dava só por uns segundos para poder copiar o número de um deles de forma a pedir a alguém desconhecido na rua que me deixasse utilizar o seu telemóvel.

Olho para a janela da sala e vejo que está com luz. Um deles ainda estava acordado, muito provavelmente ele já que ela costuma ir dormir cedo. Não tenho alternativa senão tocar a campainha e acordando-a possivelmente a ela também. Ao tocar relembro-me que a campainha não está a funcionar. Vejo-me então com mais 4 hipóteses:

1 - Grito pelo nome dele da rua na esperança que me ouça e abra a porta (sendo que se ele me ouvir, também os vizinhos todos vão ouvir)

2 - Toco à campainha dos vizinhos de baixo que acabaram de se mudar para cá no passado fim-de-semana, para me abrirem a porta da rua e depois bastava tocar à porta do apartamento para que os flatmates me ouvissem.

3 - Espero que alguém passe na rua, pergunto se tem um carregador do meu tipo de telemóvel e vou carregá-lo a casa dessa pessoa até poder telefonar.

4 - Vou para o escritório buscar as chaves de casa. 

 

Achei que a primeira seria a melhor opção e lá estava eu à meia noite na entrada para mais um aniversário, a gritar pelo meu flatmate no meio da rua. 

 

Felizmente passado umas 5 ou 6 chamadas pelo seu nome ele lá ouvio e vei-me abrir a porta. Um alívio bem grande, foi o que foi. 

 

Mas apesar do contratempo para conseguir entrar em casa hoje, tive uma confirmação esta noite que me faz ficar bem disposta e esquecer a situação da chave - vou poder participar numa coreografia do meu grupo da aula de Swing para apresentar numa noite em que todos os alunos das diferentes aulas de Lindy Hop desta companhia de dança irão apresentar as suas coreografias em conjunto. Não vai ser fácil a preparação tendo em conta que a coreografia foi ensinada ao longo de 5 aulas e eu só fui às duas últimas, mas vou-me dedicar a arender o resto para conseguir fazer uma boa performance. Estou super entusiasmada com esta novidade. Já vi a coreografia toda e definitivamente não parece nada fácil, mas mal posso esperar para a memorizar. 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Tuga em Londres 09.10.2011

    Foi muito boa sim, obrigada. Ainda bem que aproveitaste o calorzinho de Portugal que dizem que o inverno está para breve por cá.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.