Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Festa de Halloween bem à moda Britânica

O Halloween aproxima-se na noite de 31 de Outubro para 1 de Novembro, mas como este ano, o Halloween calha a meio da semana, fui festejar já ontem numa "house party" que tinha tudo o que uma Halloween party é suposto ter.

 

Ainda nunca tinha ido a nenhuma festa de Halloween e esta foi, sem dúvida, uma optima introdução ao meu Halloween. Numa casa de 5 andares, com espaços enormes, grande jardim, terraço no último andar com uma vista espectacular sobre Londres e Canary Wharf, DJ e até uma sauna disponível para quem quizesse descontrair, aquela casa foi o local ideal para a festa. Maioritariamente estavam lá Ingleses todos bem vestidos a rigor para a ocasião e cada um com uma vestimenta mais original que o outro.

 

 

Foi engraçado que nessa mesma tarde eu tinha visto o filme "Mean Girls" onde a actriz principal também é convidada para uma festa de Halloween, mas quando chega vê que todas as raparigas estavam com vestidos mínimos e provocativos e ela disse algo como "no one told me about the slut rule"="ninguém me falou sobre a regra de vir vestida a rapariga oferecida" (melhor forma como consigo traduzir). Pois achei essa frase muito apropriada quando cheguei também ontem à festa. Uma estava vestida de dama antiga tipo "Maria Antonieta" com a pequena diferença de que a saia folhada tinha sido terminada imediatamente abaixo da zona do rabo em vez de cair até aos tornozelos. Outra estava com micro calcões, colants de rede, botas de salto bem alto e micro top bem apertado, mas aquela que sobressaiu mesmo da multidão foi a que estava vestida com uma cueca preta, corpete bem apertado vermelho e chicote na mão. O público masculino parecia ter um extremo interesse em tirar fotos com esta última rapariga. Pergunto-me porque terá sido esse grande interesse?

 

 

Entre as mulheres a vestimenta mais comum foi, sem dúvida, o corpete preto e mini saia a condizer, mas também haviam as típicas bruxas (como eu), as borboletas, as fadas, as noivas cobertas de sangue, a Marlyn Monroe, entre tantas outras personagens. Já os homens estavam vestidos de monstros, vampiros, super homens, zombies, piratas das caraíbas e até de múmias (estes múmias compraram o papel higiénico pelo caminho e enrolaram-se no papel à porta da entrada da casa) entre tantos outros.

 

 

Bem, a casa era enorme mas estava a abarrotar. Como é costume, ao início da noite tudo estava muito civilizado, a falarem uns com os outros entre os grupos de amigos, mas mais para o final já toda a gente falava com toda a gente, dançava-se ora com o ogre ora com o zombie, toda a gente estava completamente bêbada ou, no caso de alguns que vi baixarem a cabeça junto a uma superficie lisa na casa de banho, completamente drogados.

 

Saí já quase no final da festa já que eu e os meus amigos estavamos a aproveitar em grande. Sem dúvida uma optima forma de ter a minha primeira experiência de festa de Halloween.