Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

A minha última procura de emprego em Londres - parte III

As últimas informações que queria indicar relativamente à minha recente experiência de procura de emprego está relacionada mais uma vez com as empresas de recrutamento. Basicamente, e apesar do que quer que os consultores de recrutamento vos digam ou possam parecer, eles NÃO são vossos amigos e não estão preocupados em encontrar-vos emprego. Eles são vendedores. E como qualquer bom vendedor, querem é ter a certeza de que efectuam a venda e, como tal, se acharem que vocês têm o perfil para conseguirem a posição com a empresa X eles serão as pessoas mais simpáticas do mundo. No entanto, caso vão à entrevista e o cliente deles não tenha ficado satisfeito convosco, esqueçam lá as amizades porque eles nunca mais vos telefonam. Por outro lado, se a empresa não vos ter dado o emprego mas ter dado um feedback muito positivo sobre vocês, eles irão continuar a ser vossos "amigos" e telefonar-vos de vez em quando. Mas OK, faz parte. Eles estão só a fazer o trabalho deles, por isso é normal que assim sejam. Por vezes é preciso relembrá-los que vocês existem enviando um e-mail ou telefonema.

mas para além desta relação com os consultores de recrutamento que é relativamente normal, há aqueles consultores que eu gosto de chamar de "chicos espertos". E ora estes "chicos espertos" bem tentam dar-vos a volta, mas não se deixem cair na lenga lenga destes tipos e saibam como reconhecê-los logo ao início do telefonema. Então o que estes senhores fazem é o seguinte:

 

1 - telefonam-vos a partir de um número privado a dizer que encontraram o vosso CV ou algures na Net ou vocês candidataram-se a um emprego que eles tinham anunciado.

2 - não identificam de imediato o emprego sobre o qual vos estão a contactar e, em vez disso, pedem-vos para falar sobre vocês

3 - o tipo de perguntas que costumam fazer envolvem, qual é o vosso emprego ideal, qual é a vossa experiência, qual é a zona em que gostavam de trabalhar, qual o salário que pretendem, etc.

4 - quando vocês respondem a tudo, eles coincidentemente dizem que têm exactamente um emprego que corresponde aos vossos desejos a fazer X, no local Y, com o salário que queriam, etc.

5 - Vocês ficam logo todos muito entusiasmados

6 - O "chico esperto" diz que acha que vocês têm o perfil perfeito para aquele emprego e quer enviar o vosso curriculum

7 - Vocês ficam mais entusiasmados ainda

8 - O "chico esperto" indica que poderá ter outras oportunidades para vocês mas pergunta quais as outras empresas para as quais se candidataram e têm entrevistas de forma a que ele tenha certeza de que não vai enviar o vosso curriculum para empresas para as quais já tenham enviado os vossos curriculums

9 - vocês querem mostrar que são requisitados por outras empresas por isso prontamente dizem os nomes das empresas das empresas com as quais têm tido entrevistas ou vão ter

10 - o "Chico Esperto" diz - "ahh, já vai à entrevista com a empresa XPTO? Essa empresa também é minha cliente. Vai ter a entrevista com o Bill?

11 - Vocês dizem - "Não é com o Bill, é com a Amy"

12 - Eles dizem que têm o gerente a chamá-los na outra linha e que precisam de atender urgentemente mas que já vos volta a ligar daqui a uns minutos

13 - o "chico esperto" desliga o telefone e não vos volta a ligar

14 - vocês apercebem-se de que não ficaram com o número de telefone dele visto que vos tinha ligado de um número privado e desligou à pressa

 

E assim fica o jogo do "Chico Esperto". Ele ficou com o nome das empresas que estão a contratar no momento e com o nome de contacto da pessoa responsável. O emprego e tudo o resto que ele vos tinha dito ao telefone era fictício visto que essa era a única informação que ele queria arrancar de vocês.

 

Resultado, em caso de dúvida, sempre que um consultor de recrutamento vos perguntar se têm ido a outras entrevistas, digam sempre que NÂO. Digam sempre que só agora estão a começar a procurar emprego (mesmo que já andem à procura há meses) e que ainda não foram contactados por nenhuma empresa. Não se preocupem que isto nunca cai mal. Por muito que queiram mostrar que são pessoas requisitadas pelas empresas, não indiquem nomes de outras empresas com as quais tenham estado em conversas.

 

E dou por concluídas as minhas dicas de procura de emprego para já. Espero que sejam úteis e que, pelo menos, quem quer que tenha lido este post não se deixe cair pela conversa do "Chico Esperto".

19 comentários

Comentar post