Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

10 dicas para aproveitar a solidão durante uma epidemia

Ontem acordei chateada, triste, zangada com tudo e com todos:

  • estou sem emprego na pior fase para se ter perdido o emprego em que nenhuma empresa vai entrevistar/contratar ninguém nesta época de incerteza onde todos estão a trabalhar de casa
  • todos os eventos a que eu me tinha registado foram cancelados
  • não me posso encontrar com os amigos
  • os ginásios estão a fechar

 

Basicamente, tudo aquilo que me dava alegria todos os dias e me motivava durante esta fase de procura de novo emprego deixou de existir. E ao acordar ontem e de repente ter a realização de que era segunda-feira, e que esta era a minha realidade actual, bati no fundo desanimada com a situação. Ao menos estava um dia de sol e decidi sair à tarde para dar um passeio e arejar a cabeça. 

 

Com a minha música nos ouvidos, o sol a bater na cara e as ruas semi-vazias de Londres como minhas companheiras (não se preocupem, mantive-me a mais de dois metros das pessoas por quem passava) comecei a pensar em como melhor passar por esta fase de forma a não entrar em constante negatividade e passo a partilhar. 

 

  1. Aceitar: Antes de poder colocar em práctica quaisquer actividades para passar o tempo nesta altura, há que aceitar a situação. Há que aceitar que não gostamos da situação, mas como não a podemos evitar, o melhor que temos a fazer para o nosso próprio bem e o bem dos outros é seguir as regras o mais possível e adaptar a nossa vida à actual situação.
  2. Mantermo-nos activos: com isto refiro-me ao exercício. Só porque os ginásios estão fechados, não quer dizer que não podemos fazer exercício ao ar-livre ou em casa. Pelo menos, para já, nada nos impede de ir exercitar ao ar-livre, e num dia de sol, sabe super bem correr num parque ou andar de bicicleta. Com umas amigas decidimos a partir de ontem exercitar juntas virtualmente. Ou seja, começamos ao mesmo tempo nas nossas respectivas zonas, e enviamos fotos antes e depois do exercício. Ontem à noite foi com uma aula de Yoga com a Adriene, e hoje de manhã foi uma corrida ao ar-livre. Ainda vou instigar fazerem comigo os exercícios da Madfit que gosto muito dos exercícios moderados e intensos dela. 
  3. Aprender algo novo: para quem não está a trabalhar ou que tenha o horário de trabalho reduzido, nada como utilizar o novo tempo disponível para aprender algo novo. Hoje em dia existem muitos cursos online, quer sejam cursos de longa duração, cursos curtos prácticos e técnicos que sejam úteis para a vossa profissão ou novos hobbies que podem desenvolver - desde aprender programação, ou a usar Photoshop, estudar arte, aprender uma nova língua, etc. Eu já comecei uma lista das coisas que quero aprender. Vou ter que prioritarizar porque também convém focar numa coisa de cada vez se efectivamente quizermos ter sucesso na aprendizagem.
  4. Ler novos livros: Uma livraria na zona de Hackney lançou uma ideia muito interessante que é também uma boa forma para podermos ajudar os pequenos comerciantes como esta livraria a sobreviver nesta fase - basta comunicar à livraria qual o último livro de que gostámos e eles enviam para casa um livro que acharem que vamos também gostar baseado nessa referência. Por favor tentem ajudar os vossos negócios locais nesta fase e comprem através deles em vez dos grandes retalhistas. Muitos dos pequenos negócios hoje em dia têm forma de comprar online. 
  5. Ouvir novos podcasts/ver novas TedTalks: quer estejamos com vontade de rir à gargalhada ou de ouvir opiniões sobre o que se está a passar no mundo, existe uma variedade enorme de podcasts e Ted Talks sobre todos e os mais diversos tópicos. Entre os meus podcasts favoritos gosto do Guardian 'Today in Focus' para assuntos actuais, gosto do podcast da 'Marketing Week' para estar a par do que se passa no mundo do marketing, e gosto do 'Guilty Feminist' para lazer/me fazer rir um pouco. Se alguém tiver recomendações de novos podcasts, adorava saber delas, principalmente de podcasts com sentido de humor que toquem em assuntos actuais aos quais nos podemos relacionar e que não sejam mais de 30minutos. 
  6. Aprender novos dotes de culinária: Já pedi a uma amiga para me dar o fermento que ajuda a iniciar a fazer pão Sourdough, para começar a fazer o meu próprio pão em casa também. Esse é apenas uma ideia, mas existem tantas receitas boas a que nos podemos dedicar a experimentar enquanto temos este tempo todo nas mãos fechados em casa. Este fim-de-semana passado, por exemplo, dedicamo-nos a fazer um Ramen e um bolo de amêndoa. Ficaram ambos deliciosos :-) 
  7. Escrever um diário: Pelo menos, para mim, ajuda-me imenso deitar para fora aquilo que tenho cá dentro, e ao escrever por exemplo este post, ajuda-me a organizar as minhas ideias sendo que estou a tentar partilhá-las convosco da forma mais simples possível. Espero que estas ideias venham a ajudar quem esteja a passar pela mesma fase de negatividade, e que me ajude a mim a ver o lado positivo desta situação. Nem todos têm interesse em escrever num blog, mas existem imensas razões pelas quais é beneficiante para as pessoas passarem para o papel aquilo que lhes vai na cabeça. 
  8. Organizar as gavetas: Afinal estamos a entrar na primavera, e com as temperaturas a subir, vamos começar a poder usar roupa mais fresca, portanto, a não ser que tenham muito espaço em casa para manter toda a roupa a jeito para o ano inteiro, esta é uma boa altura para organizarem as vossas gavetas, colocar as camisolas no baú, e tirar do baú as roupas mais frescas de meia estação. Ao fazerem isso, dêm-lhe uma de Marie Kondo, e livrem-se das roupas e acessórios que já não utilizam à muito tempo e que não vos trazem alegria. As lojas de caridade concerteza que vão apreciar receber as roupas que vocês já não usam mas que ainda estão boas. 
  9. Fazer administração da vida: Todos nós temos aquelas coisas para fazer que andamos a adiar à meses - organizar as fotografias em albúms no computador, procurar um novo fornecedor de energia que ofereça energias renovàveis, mudar para uma conta a prazo que vos ofereça melhor juros, etc. Se começarem a pensar no assunto, vão encontrar imensas coisas que devem tratar, e nada como umas horas em casa a pesquisar na net para encontrarem a melhor solução. 
  10. Socializar com os amigos virtualmente: OK, podemos não nos encontrarmos fisicamente, mas isso não é razão para não passarmos tempo com os amigos. Estou a combinar com umas amigas fazermos uma 'virtual wine night' - basicamente cada uma em casa com a sua garrafa de vinho ligadas a um Google hangout para nos vermos a todas e poder-mos conversar tal como se estivessemos no pub. Não sei bem como a coisa vai decorrer, mas nada como tentar. 

IMG_5773.JPG

Nada como uma corrida ao longo do Regent's Canal para acalmar a mente

4 comentários

Comentar post