Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Punch Drunk: últimos dias para experienciar 'Drowned Man'

Recentemente fui ver o actual espectáculo do grupo teatral Punch Drunk - 'Drowned Man'. Há quem lhe chame peça de teatro, há quem lhe chame show, eu chamo-lhe arte experimental. E experimental, não no sentido que os actores estejam constantemente a improvisar, já que seguem um formato de peça extremamente bem estruturada, mas no sentido em que é uma constante experiência para o público. 

 

Uma vez dentro do edifício dos Temple Studios em Paddington, vão-se deparar com um espaço escuro, salas com vários cenários, corredores estreitos, portas que dāo para estúdios dos actores onde mais ninguém está lá dentro. Ninguém vos indica qual o caminho a seguir e são deixados completamente à descoberta, uma vez que vos abrem a porta do elevador para um dos andares.

 

O meu conselho, é separarem-se mesmo de quem quer que vos tenha acompanhado para ir ao Drowned Man e vão à descoberta sozinhos. Entrem em todas as salas, parem quando se depararem com um dos actores que irá estar a representar um excerto da peça. A partir do momento que encontram o primeiro sketch, têm duas opções - ou seguem um dos actores para o seu sketch seguinte para tentarem perceber a história vista da perspectiva desse actor, e se o seguirem durante algum tempo, talvez tenham a sorte de que ele vos leve para uma sala à parte para um 1-1 em que voçês passam também a fazer parte da peça momentariamente; ou deixam-se continuar a explorar à vossa própria vontade para conseguirem ver a maior parte de salas obscuras e cenários possível. 

 

Não vos vou dizer mais, mas acreditem que é muito bom. Drowned Man só vai estar em cena até ao dia 6 de Julho. Os bilhetes mais baratos estão agora a £55 e já não há muitas datas disponíveis, mas sinceramente, vale a pena!

 

Passagem de ano em Londres

A minha estadia em Portugal pode ter terminado mas, de volta a Londres, estou entusiasmada pelo que o novo ano vai trazer.

Antes dos acontecimentos de 2014, há que celebrar a entrada do novo ano de braços abertos, com boa disposição e mentalidade positiva. Para isso, nada melhor que uma festa em grande. Este ano tenho bilhetes para uma festa organizada de onde vou poder ver pela primeira vez o fogo de artifício oficial de Londres junto ao Tamisa e às Torres do Parlamento. A desvantagem é que esta festa termina por volta das 2h, o que é cedo para festa de ano novo. Como tal, andei a pesquisar outras que vão haver pela cidade, para ter a possibilidade de ir a uma delas quando a minha terminar. 

 

Encontrei uma grande variedade para todos os gostos e bolsas, por isso passo aqui a listar as principais fontes onde encontrei informação sobre essas festas, caso possam ser também úteis para quem ainda não sabe bem o que fazer logo à noite por Londres:

 

- Festas baratas ou gratuitas: http://blog.hostelbookers.com/top-cities/london/new-years-eve-london/

 

- Festas temáticas ou com uma animação diferente da típica festa de discoteca: http://www.designmynight.com/london/free-new-years-eve-parties-in-london#list

 

- Concertos e festas temáticas: http://londonist.com/2013/11/new-years-eve-2013-london-concerts-quirky-parties.php

 

- Festas com noites de comédia: http://www.timeout.com/london/comedy/new-years-eve-comedy-in-london-3

 

- Festas em discotecas organizadas por estilo de música: http://www.timeout.com/london/clubs/new-years-eve-parties-in-london?pageNumber=2#house

 

Como vêm, nao faltam boas opções para celebrar o novo ano.

 

Para terminar o post deixo aqui uma das músicas do duo de irmãos Ingleses que surgiram nos tops este ano trazendo de volta o Garage misturado com música electrónica às pistas de dança do país e de vários outros países. Têm 22 e 20 anos e trouxeram-me muitos bons momentos este ano, por isso aqui ficam os Disclosure com F for You:

 

O meu date do Independence Day

Como trabalho para uma empresa Americana e, muitos dos meus colegas são dos EUA, no passado dia 4 de Julho fui com eles celebrar o Independence Day. O local escolhido foi o Blues Kitchen em Camden onde ía decorrer uma Hot Dog eating competition, ou seja um dos concursos típicos dos Americanos para ver quem consegue enfardar mais cachorros quentes num limite de tempo específico.

 

A competição já estava cheia 'a muito tempo mas acontece que duas pessoas desistiram e, como tal haviam dois lugares extra para participantes. Claro que conseguimos convencer os meus dois colegas Americanos a participar. 

 

Mesmo antes da competição ter início, o apresentador disse que precisava de pessoas voluntárias para fazer de júris da competição, ao que eu claro que me ofereci. Como outra minha colega se tinha oferecido antes, ela é que ficou a jurar os nossos dois colegas e eu fiquei a jurar outro dos participantes que não conhecia.

 

Ao fim dos primeiros 5 hot dogs, o rapaz já não estava a achar piada nenhuma 'a competição, e foi num momento em que aquilo lhe estava a dar voltas 'a barriga que o apresentador veio falar com ele e de alguma forma arranjou meio de marcar para ele ir a um "date" comigo. Hehe! Achei um piadão. Ainda mais como eu nesse momento estava a filmar ficou tudo gravado em vídeo:

 

O vencedor da competição conseguiu comer 14 cachorros quentes em 30 minutos.