Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Neste aniversário fiz uma house party!

Geralmente prefiro passar o meu aniversário com os amigos e a família em Portugal, mas como estive em Portugal na semana passada para o casamento da minha amiga e não ía lá dois fins-de-semana seguidos, decidi aproveitar para celebrar o meu aniversário em Londres numa festa cá em casa. Eu só faço anos hoje mas a festa já foi no sábado.

Passei a tarde a fazer pastéis de bacalhau, pataniscas e croquetes para os convidados já que lhes tinha prometido uns “Portuguese nibbles” e ainda coloquei na mesa uns pastéis de nata e bolinhos sortidos que, escusado será dizer, foram os primeiros a desaparecer da mesa.
A partir das 20h, aos poucos e poucos os convidados começaram a chegar e passado pouco tempo a cozinha estava a abarrotar de tanta gente. Mas o facto é que, como eu tinha colocado um papel na porta da cozinha a pedir para não levarem copos de bebidas escuras para a zona com carpete, o pessoal concentrou-se na cozinha agarrados aos seus copos e bem próximos da comida.
Também, apesar de eu ter pedido às pessoas para me avisarem de eventuais terceiras pessoas que também trouxessem à festa, isso não funcionou lá muito bem visto que a certa altura fui abrir a porta e estavam lá fora cinco pessoas das quais não conhecia nem uma. Pensei que talvez fossem amigos do meu “flatmate” mas eles disseram-me que eram amigos de outro rapaz amigo meu, apesar de não terem vindo com ele. Assim, entre convidados meus e do meu flatmate e convidados dos nossos convidados, quando estive a contar as pessoas que estavam nas fotos cheguei ao número 54. Como não cheguei a fotografar toda a gente, suponho que o número de pessoas que passaram por minha casa no sábado passou as 60.
Bem, mas foi tão, tão divertido! Adorei a minha festa de anos!
Adorei todos os presentes tão lindos que me deram e com as quais nem sequer estava a contar.
 
 
Adorei o momento em que me cantaram os parabéns em Inglês, e depois o pessoal Tuga cantou-me os parabéns em Português, seguidos do pessoal Espanhol que me cantou também os parabéns na língua de Cervantes.
Adorei o facto do pessoal ter respeitado o pedido para não saírem com bebidas escuras fora da cozinha e terem todos descalço os sapatos à entrada.
 
 
Adorei as duas zonas da festa em que, na cozinha conversava-se e na sala quem estava lá era para dançar.
Adorei o facto do meu vizinho do andar de baixo mais o amigo dele se terem também juntado à festa apesar de ainda nunca os ter conhecido – tal como eles disseram, nao íam conseguir dormir com a música, por isso mais valia juntarem-se ‘a festa.
Adorei quando a sala estava cheia de pessoas a dançar e a cantar.  
 
 
Adorei que os convidados se tenham divertido e me pedido para fazer uma nova festa proximamente.
 
 
Adorei que a festa tenha durado 7 horas e adorei o facto dos vizinhos do lado não terem chamado a polícia para acabar com o barulho.
Fui-me deitar às 5h e às 11h de domingo já estava em pé pronta para ir limpar a casa (ou talvez não). Bem, a imagem da cozinha de manhã foi mesmo muito má com tanta garrafa vazia, copos por todo o lado e chão peganhento, mas com a ajuda da Restelo (muito obrigada pela ajuda!) conseguimos deitar para o lixo tudo o que era necessário em pouco tempo. Depois foi uma questão de fazer todas as restantes limpezas em profundidade de toda a casa. Só acabei às 4h da tarde mas ficou tudo num brinquinho e felizmente a carpete manteve-se sem nódoas nenhumas. Mesmo assim demorei tanto tempo porque o meu flatmate estava com uma ressaca de todo o tamanho e que, por acaso, só se levantou quando eu tinha acabado de limpar tudo. Humm,…
 
 
A coisa mais estranha foi mesmo quando reparei que tinham sobrado uns sapatos ténis da festa. Ou seja, algum dos convidados deve ter ido para casa descalço?!?! Bem, caso a pessoa que se esqueceu deste par de ténis cá em casa seja alguém que costume ler aqui o blog ao menos podem reclamá-los aqui de volta.
 
 

O Tuga em Londres fez 1 ano!

Fez exactamente 1 ano no passado sábado dia 21 de Junho que escrevi os meus primeiros dois posts neste blog: Eu, Portuga e Ter “housemates” nao é bem como se ve na série “Friends”  . Este segundo post, acabou por levar-me a escrever “Ter housemates nao é bem como se ve na série friends – Parte 2, Parte 3, Parte 4 e também Por vezes ter housemates é tal como na série Friends: O que me comecou a ditar a continuacao de inúmeros outros posts relativos a housemates e flatmates e 'as minhas 2 mudancas de casa em 3 meses já durante este ano de 2008.

Além dos posts relativos á vida em casas partilhadas em Londres e do dia-a-dia de uma Portuguesa emigrante, o Tuga em londres descreve também acontecimentos relativos ‘a comunidade Portuguesa em Londres, aos passos inicias a dar em Londres para quem é novo na cidade e informacoes gerais sobre a cidade de Londres. Recentemente comecei também a escrever no início de cada mes um post dedicado ao que irá acontecer de especial em londres durante esse mes intitulado "O que fazer em Londres em..." Dado o tempo que demora na pesquisa para esse post, nao consigo garantir que todos os meses eu tenha oportunidade para o escrever mas vou fazer os possíveis para colocar sempre esse post.
Factos: Ao fim de 1 ano, o Tuga em Londres tem 130 posts e 1130 comentários; recebeu a visita de mais de 54,000 visitantes únicos; esteve duas vezes nos Destaques do Sapo; o dia com maior número de visitantes ocorreu a 14 de Setembro de 2007; o mes com maior número de visitantes foi Abril de 2008; o post mais visitado foi Turismo em Londres – Onde ir, o que visitar, passeios a dar?
Para celebrar o primeiro aniversário do Tuga em Londres convidei os leitores do blog que estivessem em Londres para celebrarmos juntos numa discoteca Portuguesa em Londres chamada Brittania. Juntámo-nos entao um pequeno grupo no sábado dia 21 para passar uma noite bem Tuga, aliás, mais tuga ainda do que estavamos á espera. Primeiro fomos para a esplanada de um café Portugues ao lado do Brittania onde entre muito dedo de conversa, Super Bocks e termocos passaram cerca de duas horas. Seguidamente, e cheios de curiosidade para ver como era o Brittania que, entretanto já estava com imensas pessoas á porta, lá fomos pelo Brittania a dentro, para encontrarmos algo que mais parecia a “festa de casamento da aldeia”. Sim, isso mesmo, porque, o espaco estava dividido por várias mesas compridas onde inicialmente grandes grupos tinham estado a jantar e, no centro, tinha uma pequena pista junto a um pequeno palco com todo o sistema de som e um entertainer que cantava tudo o que era música pimba, intercalada com algumas músicas Brasileiras e kizomba.
Bem, digamos que foi uma experiencia interessante mas nao tenho intencoes de lá voltar, no entanto, como aquilo era tao mau, acabamos por nos divertir imenso com a situacao e acabei por chegar a casa já por volta das 4h da manha.