Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Sou Rock Solid

Então no fim-de-semana lá participei no evento de obstáculos - Rock Solid, como tinha indicado à dois posts atrás. Como é que irei descrever a experiência? Hum,... uma mistura entre divertido, perigoso e sujo. Muito sujo!!!!

 

Primeiro fizeram-me assinar um papel em que basicamente eu estava a assinar para uma quantidade de coisas que, em poucas palavras queria dizer que, se eu morresse de acidente ou doença, não os podia processar.  Começamos bem,...

 

Quando a corrida tem início, o primeiro obstáculo foi subir montes de palha. passámos também por umas paredes de madeira que só conseguimos atravessar com ajuda das pessoas da equipa; segue-se um lago onde inevitavelmente ficamos submersos até ao pescoço; depois vem o salto pelo fogo; as muralhas de pneus; passar por baixo de arame farpado rastejando o corpo pela lama; atravessar um longo tubo inclinado para cima e enlameado onde apenas cabe um corpo deitado; atravessar por cima de um longo lago equilibrado com as mãos agarradas a uma corda e os pés por cima de outra; e muitos mais. mas sem dúvida que aquele que mais me surpreendeu, não só porque não estava mesmo nada à espera mas como também não podia acreditar que ía fazer aquilo foi este aqui em baixo:

 


 

E para terminar bem os 5km de corrida, o último obstáculo envolveu mergulhar dentro de um balde gigantesco de gelo. Ainda bem que estamos em Outubro e não em Janeiro! 

Em resumo - se gostei? Gostei, sem dúvida nenhuma. Foi sujo, foi duro, saí de lá com nódoas negras, arranhões e o corpo todo dorido durante dois dias, mas também me diverti muito e foi, sem dúvida um bom evento para se fazer em equipa com um grupo de amigos. Se voltava a participar em outro semelhante? Voltava. Mas também nada com pressas. Deixa lá passar uns meses valentes e depois logo se vê. 

Achei piada à reação de alguns amigos quando lhes disse que tinha participado neste evento
- "Então mas tu fizeste isso por caridade?" - "Não"
- "As pessoas pagam para fazer isso?" - "Pagam e não é pouco. A partir de £30 se comprarem com 4 meses de antecedência."
- "Fizeste isso por prazer????!!!" - "Pois, foi essa a ideia"



Dia de andar no metro sem calças

Hoje foi o dia de andar no metro sem calças. É isso mesmo. Foi o "No trousers Underground day" que, tal como o nome indica, refere-se a uma grupo de pessoas que fazem uma viagem de metro sem calças.

 

Este dia é celebrado em simultâneo em Londres e Nova York e também tem conseguido alguns adeptos noutras cidades do mundo. A ideia teve início em Nova York em 2002, e este é o segundo ano que se realiza também em Londres.

 

Todos os que queriam participar encontraram-se em Trafalgar Square às 15h de hoje. Aí os organisadores dividiram os participantes em grupos e apanharam diferentes metros. Uma vez dentro do metro as pessoas do grupo fingiam qu não se conheciam e começavam a tirar as calças. Se alguém que não fosse parte do grupo pergunta-se porque é que estavam a tirar as calças, as indicações que os participantes tinham era de fingir que aquilo não é nada organizado e que apenas se estavam a sentir desconfortáveis com as calças sendo mero acaso o facto de outras pessoas estarem a tirar as calças no mesmo dia também. Ao longo da viagem os participantes deviam tentar manter sempre uma cara normal e fazer o que quer que façam habitualmente nas suas viagens de metro tal como ler o jornal, ouvir música ou simplesmente parecer descontraído.

 

Depois de duas viagens em dois metros diferentes para cada um dos grupos, todos os participantes se encontraram num pub no centro de Londres para convívio.

 

As fotos e vídeos do evento ainda não se encontram na Internet, mas no site do London New Pictures encontram várias do evento do ano passado.

 

 

No Trousers Underground