Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Encontro feminino no Lean In Circles

Uma colega disse-me que tinha ido ao Lean In Supper Club, um grupo do Lean In Circles dedicado a encontros de mulheres profissionais. Gostou da experiência e sugeriu que eu fosse também no mês seguinte. E fui.

 

 

Cada mês os encontros são em locais diferentes de Londres, mas o conceito é semelhante - uma oportunidade de trocar experiências de carreira com outras mulheres e receber inspiração pela história da convidada especial, que geralmente partilha como conseguiu alcançar sucesso, o que quer que esse sucesso signifique, visto que o seu conceito pode ser muito diferente para diferentes pessoas, dependendo do que é importante para cada uma. 

 

O encontro a que fui realizou-se num restaurante em Marylebone. Quando cheguei já lá estavam algumas pessoas, a fazer um bocadinho de networking, antes de nos sentarmos nos respectivos lugares. Depois falou a convidada especial que, desta vez, foi a Tracy Lewis, uma mulher cuja carreira desenvolveu através da indústria Retalhista na Next e Marks & Spencer, até ser empreendedora de uma empresa de lingerie que eventualmente vendeu lucrativamente a uma empresa Japonesa e falou-nos sobre o desafio de continuar a trabalhar nessa empresa que, na sua maioria era dominada por homens. Hoje em dia é uma Directora não executiva de duas empresas que oferecem suporte para startups. Depois seguiu o jantar que se estendeu até cerca das 23h. 

 

Acabou por ser uma noite muito interessante. Estive sentada ao lado de uma mulher que tem um mestrado de aeronáutica espacial, trabalhou para a Nasa, e hoje em dia trabalha num projecto de tecnologia inovador para a Amazon, e que nos contou sobre as dificuldades de ser a única mulher na sua equipa, estando rodeada de homens pouco sociais, alguns dos quais, parecem não querer ter uma mulher como a sua chefe. Também conheci outra mulher que parou de trabalhar à 6 anos atrás quando ficou grávida da filha e que, agora que decidiu querer voltar ao trabalho, está a achar extremamente difícil conseguir entrar novamente no mercado apesar de ser qualificada e ter larga experiência na área financeira. Contou-me no entanto, que recentemente várias grandes empresas aderiram a um programa de reinserção de mulheres no trabalho após terem tido uma pausa (geralmente devido a crianças), que as ajuda com novos conhecimentos que possam ter perdido durante os anos em que não trabalharam e, com o apoio de habilidades interpessoais para as ajudar a voltar a ter a auto-confiança na área do trabalho que possam ter perdido. Ela disse que estava no processo de entrevista para conseguir o lugar num desses programas, por isso espero que o consiga visto que ela estava mesmo com muitas esperanças de conseguir voltar a entrar no trabalho dessa forma. 

 

Entre essas e outras conversas, saí dali com a sensação de que aprendi algumas coisas nesse encontro e gostei muito da oportunidade de jantar com mulheres que têm passado por uma enorme variedade de experiências diferentes ao longo das suas vidas profissionais. Se algumas leitoras do blog estiverem interessadas em experimentar ir a um destes jantares, podem-se inscrever no grupo aqui.

 

leaninsupperclub.jpg

Fonte da imagem: Lean In Supper Club Instagram 

A 4ª Cartada e novidades de Londres

Felizmente a chuva matinal de ontem não estragou o pic-nic da 4ª Cartada e acabámos por passar uma longa tarde até às 20:30h sentadinhos na relva do Regents Park em óptima conversa com algumas novas caras e outras mais habituais destes encontros. Decidimos voltar a jogar o jogo do último encontro dos "Aldeões e Lobisomens". Como tal, o Tufa Tufa mantém-se o jogo oficial para o próximo encontro.

 

 

4ª Cartada Tuga

 

 

Fica o novo quadro de pontuações. Esta coisa de eu ir a todos os encontros de cartadas tem sempre as suas vantagens nas pontuações:

 

1º lugar - Tuga em Londres: 293 pontos

2º lugar - Rodrigo: 197 pontos

3º lugar - Nuno Pedrosa: 196 pontos
4º lugar - Monica: 195 pontos

5º lugar - Silvana: 191 pontos

5º lugar - Diogo: 191 pontos

6º lugar - Cristina: 190 pontos

6º lugar - Hugo Araújo: 190 pontos

7º lugar - Sylvia Gaitas: 100 pontos

8º lugar - Tiago Fonseca: 99 pontos

8º lugar - Sofia Carlos: 99 pontos

8º lugar - Hugo Queiriga: 99 pontos

9º lugar - Sónia Azevedo: 98 pontos

10º lugar - Sandra Matos: 97 pontos

10º lugar - Carlos Valente: 97 pontos

10º lugar - João Toscano: 97 pontos

10º lugar - André: 97

11º lugar - Tânia Soeiro: 96

11º lugar - Bruna: 96 pontos

11º lugar - London Calling: 96 pontos

12º lugar - Pedro Silva: 95 pontos

12º lugar - Graça: 95 pontos

13º lugar - António Meirelles: 93 pontos

14º lugar - Clara: 91 pontos

 

Pic nics à parte, há uma grande novidade em Londres que vale bem a pena anunciar. A partir desta passada sexta-feira quem mora em Barcelona e em Paris deixa de ter uma grande vantagem em comparação com Londres, porque agora Londres também o tem - BICICLETAS DE ALUGUER espalhadas por todo o centro de Londres :-)

 

Agora finalmente estão disponíveis para os residentes de londres "paragens de bicicletas" um pouco por toda a zona 1 de Londres. Digo que estão disponíveis para os residentes porque de momento ainda é necessário efectuar o registro com algumas semanas de antecedência antes de se poder utilizar estas bicicletas visto que a "chave" de acesso tem que ser enviada para casa. No entanto, daqui a cerca de pouco mais de 1 mês, estas bicicletas, tal como em Barcelona e Paris, vão também estar disponíveis para a utilização ocasional de turistas ou pessoas que não queiram pagar para uso frequente, podendo efectuar o pagamento instântaneamente nas máquinas através de um cartão de débito ou crédito.

 

Não, ainda não me registei mas quero fazê-lo. Apenas estou naquela fase de me decidir se quero pagar já por um ano ou apenas por uma semana inicialmente para ver se realmente lhes vou dar uso. Se bem que, pelo preço, compensa muito mais efectuar o registo anual logo de início.

 

Basicamente em termos de custos, estas bicicletas funcionam da seguinte forma. É necessário pagar o valor de acesso às bicicletas e depois paga-se consoante o uso:

 

Valor de acesso:

1 dia: £1

1 semana: £5

1 ano: £45

 

Preço pelo uso:

Primeiros 30 minutos: gratuito

Até 1 hora: £1

Até 1 hora e 30 minutos: £4

Até 2 horas: £6

Até 2 horas e 30 minutos: £10

Até 4 horas: £15

Até 6 horas: £35

Até 24 horas (máximo): £50

 

Ou seja, se ao fim de cada meia hora pararem a bicicleta numa "paragem de bicicletas" e voltarem a retirá-la, podem andar de bicicleta o dia todo gratuitamente após o pagamento do valor de acesso (mas claro que é um chatisse ter que estar a parar a bicicleta de meia em meia hora).

 

Todas as informações que possam querer saber sobre o esquema de aluguer de bicicletas encontra-se aqui. E aqui fica a foto de uma das paragens destas bicicletas que encontrei pelo caminho:

 

 

Bicicletas de aluguer em Londres