Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

It's a girls night out

Sábado à noite;... uma amiga de outra amiga pela primeira vez em Londres,... tinhamos que lhe mostrar como é a noite Londrina numa típica "girls night out".

O local escolhido para a grande noite foi a On Anon, uma discoteca em Picadilly Circus que pessoalmente eu não teria escolhido porque é uma daquelas discotecas mais ´"básicas" no sentido em que vai tudo o que é turísta e pessoal Inglês que seja fora de Londres por não conhecerem outros locais onde sair e aquela discoteca ficar localizada mesmo no centro. No entanto, é garantido que à sexta e sábado à noite vai estar sempre cheia e animada, por isso a minha amiga achou por bem que seria o melhor local para mostrar à sua amiga uma típica noite na cidade. E verificou-se uma boa escolha afinal, já que de certeza que ela não se vai esquecer da noite de Londres tão cedo depois desta - conversas de gaja; vários copos de Rosé; um "bartender" Italiano de bradar aos céus que nos dava atenção especial; a descoberta de que uma de nós nunca viu nenhum episódio da série "Sex & the City" o que nos leva a convocar urgentemente uma noite de sessão consecutiva de visualização da série inteira; uma pista a bombar a noite toda com boa música - resultado: uma "girls night" no seu melhor.

 

Para outros apreciadores de discotecas animadas com um estilo de música que varia entre o comercial, house e R&B tal como a On Anon, aqui fica uma lista das discotecas mais óbvias (pelo menos para mim e para os meus amigos) do centro Londrino que são boas para visitar principalmente para quem vem pela primeira vez a Londres dada a conveniência da sua localização e o ambiente que a maioria gosta:

  • Tiger Tiger - Localizada em The Haymarket, uma rua que desce a partir de Picadilly Circus na direcção de Trafalgar Square onde também fica localizado o Centro de Turismo de Londres. Tem dois andares com duas pistas e uma zona separada para restaurante.
  • Zoo Bar - Localizado em Leicester Square, esta discoteca é bastante grande com dois andares e encontra-se aberto o dia todo como bar normal abrindo no início da noite para discoteca também. Costuma ter noites temáticas e tem duas pistas.
  • Sound - Bem no centro de Leicester Square, convém ir cedo para evitar a fila que lá costuma estar.
  • The Langley - Fica em Convent Garden muito próximo da estação de metro, localizado numa cave muito espaçosa e com boa decoração retro. Aqui a música já muda um pouco pois não costuma passar tanta música comercial nem R&B embora o ambiente seja semelhante às restantes. Convém notar que não têm rede de telemóvel lá dentro.
  • Strawberry Moons - Localizado na Heddon Street paralela a Regent's Street onde vão encontrar também muitos outros bares e restaurantes muito agradáveis nessa mesma rua. O Strawberry Moons é conhecido pelos seus cocktails.

Qualquer uma destas discotecas tem um menu de comida e bebidas que não são caras e na maioria destes locais (pelo menos das últimas vezes que lá fui) se entrassem antes das 22h não pagavam entrada e a partir dessa hora já seria £10 por pessoa. Não se preocupem que, ao contrário de Portugal, às 22h aqui as discotecas já estão cheias e com a pista a bombar. Algumas destas discotecas, no entanto, por serem os locais "básicos" onde ir, acabam por ser conhecidas um pouco como "meat markets". Mesmo que não conheçam a expressão, acho que ao fazerem a tradução à letra para "mercados de carne" é fácil de perceber o que os Ingleses querem dizer com essa expressão quando se referem a uma discoteca.

Celine em Londres

A minha amiga Celine aproveitou este fim-de-semana prolongado para me vir visitar a Londres. Chegou na quarta-feira ao final da tarde. O mesmo dia em que encontrei a nova casa onde vou morar a partir do final do mês. Como estava com o meu futuro flatmate ao final da tarde, ele acabou por vir também comigo ter com a Celine a Liverpool Street, e daí fomos para um pub. Como era o aniversário da Celine nesse dia acabamos por ter duas razões para celebrar - o aniversário dela e a nova casa. Entretanto o irmão do João, que tinha perdido um voo de ligação em Londres acabou por se juntar a nós já que também tinha que fazer tempo até ao próximo avião de manhã (foi mesmo grande coincidência). Acabamos por ir jantar no Hoxton Square Bar & Kitchen, em Hoxton Square, perto de Old Street, onde celebrámos o aniversário da Celine com um jantar à maneira de hambúrgueres saborosos

 

 

Depois de bem jantados e como a noite ainda era uma criança para todos eles excepto para mim que era a única que me tinha que levantar cedo, acabamos por ir para outro bar dançar. Afinal vivemos em democracia, logo, a maioria ganhou pela vontade de ir dançar. Bem, lá os levei então ao Mother Bar, que fica mesmo junto a Hoxton Square, e costumo lá ir de vez em quando já que gosto bastante do ambiente.

 

Escusado será dizer que no dia seguinte andava que nem um zombie no trabalho, mas valeu a pena. Com resultado da canseira de quarta, na quinta à noite acabei só por ir a um pub com a Celine e mais uns amigos no St. Christopher´s Place junto a Oxford Street.

 

Já na sexta-feira, depois das baterias recarregadas, deu para ir para a noitada novamente. Desta vez escolhemos a Favela Chic. Já estava à imenso tempo com intenções de lá ir mas ainda nunca tinha tido a oportunidade, principalmente porque cada vez que lá ía havia sempre uma grande fila à porta. Por isso mesmo, desta vez fomos lá para jantar e ficamos para a night. Fiquei um bocadinho decepcionada com a comida já que estava à espera de algo mais típico Brasileiro, visto que a Favela Chic é um bar Brasileiro, mas tinha um menú um pouco mais à moda Europeia. Depois do jantar e enquanto as pessoas ainda não começavam a dançar acabamos por ir lá fora e reparamos que no bar do outro lado da rua estavam imensas pessoas a conversar e beber na rua, estilo Bairro Alto. Lá fomos então lá pedir uma bebida e, supresa das surpresas o preço era 3 vezes menor do que o das mesmas bebidas no Favela Chic. Resultado, ficamos por ali um bocado na conversa e com a bebida barata e só voltamos ao Favela Chic quando já estava a bombar. Gostei bastante do Favela Chic, a música era boa, o ambiente era bom e divertido, a decoração é diferente e original ao estilo que faz lembrar as Mães de Santo do Brasil com uns tecidos brancos pendurados no tecto e vários símbolos religiosos por toda a discoteca. Durante umas certas horas diria que até tinha era ali pessoas a mais, mas de forma geral gostei bastante.

 

 

Depois de um dia passado nas compras, no sábado à noite eu e a Celine encontramo-nos com a Cromossoma X, com o Zé, com a Maria e com a Teresa do programa das 21h-2h da Mega FM (e fica aqui a publicidade ao programa).

Fomos ao Verve em Convent Garden. É um bar no andar de cima e discoteca no andar inferior. Gostei bastante da música que passava por lá e também da decoração. Foi pena só ter descoberto no final da noite que no bar do andar de cima as bebidas eram a practicamente metade do preço do que eram no andar de baixo. Enfim, já fica aqui a informação para quem quizer lá ir.

 

O dia de domingo foi novamente passado nas compras e a passear no Hyde Park. Como queriamos uma noite mais calma pensamos em ir aos bares de Clapham, não sabiamos era que os bares de Clapham não seriam assim tão calmos quanto estavamos à espera. Entramos num primeiro que era o Bison & Bird onde dava para dançar e houve também uma banda a tocar ao vivo. Ficamos por lá divertidas até às 24h quando o bar fechou.

 

 

Como a noite ainda era uma criança e na segunda-feira tinhamos um feriado, decidimos à procura de algum outro aberto. Passamos primeiro pelo Infernos onde estava a decorrer uma "beach party" mas como pediam £10 à porta, achamos que não valia a pena e seguimos para o próximo. E o próximo era o The Two Brewers. Pediram-nos apenas £5 para entrada por isso lá aceitamos. Avisaram-nos então que aquele era um bar gay, mas isso não nos importou nada. Aliás, acabou por ser uma das noites mais divertidas que tivemos já que ali, toda a gente estava a saltar a dançar, a rir, aquilo é que era animação! Quanto à música, lá passou desde I will Survive, passando pelas Spice Girls, Britney Spears, etc. etc., mas todas as músicas muito dancáveis e isso afinal era o mais importante.

 

Bem na segunda lá a Celine rumou novamente a França, mas deixou um fim-de-semana memorável. Muito nos divertimos nós e acabei por ir a uma quantidade de locais onde ainda nunca tinha ido, aliás à excepção do Mothers Bar na quarta e do Bison & Bird no domingo, não tinha ido a nenhum dos outros locais.

 

Estes locais indicados podem sempre ficar como ideias para quem andar à procura de discotecas e locais para sair à noite em Londres. Valeram a pena!