Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

O fim-de-semana em Madison

Fiquei a saber que o pessoal até que se consegue divertir a uma sexta à noite por Madison, mas as hipóteses são sem dúvida, limitadas. 

Começamos por ir a um bar temático Bavariano onde havia uma banda ao vivo a tocar a Polka. Foi divertido até porque se via que ninguém sabia dançar a Polka, e então andava tudo assim meio a apalhaçar, o que tornou a coisa divertida. Depois fomos para um dos dois locais onde podíamos ir dançar mais à séria numa sexta à noite (a escolha não foi difícil). 

 

Durante o resto do fim-de-semana aproveitei para dar mais umas voltas, visitar um museu - o Chasen Museum que faz parte da Universidade do Wisconsin (muito bom por sinal) -, experimentei os tradicionais 'cheese curds' de Wisconsin, que são uma maravilha, apesar de altamente calóricos e gordurentos. Isto dito assim, nem parece täo bom, mas de facto sabem bem. Cheese Curds são, basicamente pedaços de queijo frito, que, ao irem à boca, ainda estão todos derretidos e, são uma delícia. 

 

Cheese curds
 
 

Não fiz bem tudo aquilo que pretendia enquanto em Madison, mas amanhä vai ser o meu ultimo dia inteiro por cá, e digamos que já estou preparada para voltar para casa. Tem sido interessante a viagem e sem duvida que me tem sido muito útil em termos de aprendizagem e preparação para o meu trabalho durante os próximos meses, mas vai-me saber bem voltar para Londres. 

 

Festança à moda Bretã

E este fim-de-semana prolongado (sim prolongado porque no Reino Unido os feriados sao sempre celebrados à segunda-feira) estou por terras Bretãs no Norte de França.

 

A minha amiga fez 30 anos e tinha uma festa de arromba planeada, da qual ja me andava a falar à um ano, por isso, sem duvida que esta, era uma festa que eu nao podia perder.

 

Cheguei na sexta-feira ao final da tarde, e ela trouxe-me para casa dos pais dela bem no meio do campo, visto que o local que alugou para celebrar a festa fica bem mais proximo da casa dos pais do que da casa dela, que é na cidade de Rennes.

Adorei logo a casa por ser bem tradicional toda feita de pedra por fora e moderna mas com uma decoraçao bem bonita e caracteristica da zona. O jardim e horta sao enormes e bem bonitos tambem, e nao pude deixar de reparar no porco acabado de matar e ainda esticado na corda, que iria servir as pessoas na festa na noite seguinte (visao nao muito agradavel, diga-se de passagem, mas tambem nao deixei de apreciar a carne do porco no dia seguinte).

 

No sabado passei o dia a ajuda-la a ela e à familia a decorar a sala do evento, preparar os canapés, preparar as mesas, etc. Pela noite la chegaram os 50 convidados e teve o inicio a festa. Bem animada, com a presenca de muita musica de acordeao, tocada pelo futuro sogro da minha amiga, toda a festa foi muito caracteristica Francesa e muito divertida. Ate aprendi a dancar uma danca tradicional Bretã em que as pessoas estao de maos dadas e vao dando pulinhos para o lado enquanto levam as maos a cima, ao centro e abaixo.

 

Escusado sera dizer que eu era a unica estrangeira no meio de tanto Frances e, sendo que o meu Frances esta muito enferrujado e o Ingles da maioria era practicamente inexistente, limitei-me a passar a maior parte do tempo com os amigos da Celine que sabiam falar algum Ingles. Mas mesmo assim, acabei por falar um pouco com todos os presentes, mais que nao seja para dizer Bonsoir e dar dois beijinhos cada vez que uma nova pessoa entrava na sala. Bem, e eu que pensava que nos, os Portugueses, eramos beijoqueiros. Os Franceses sao muito mais!!! Ate as ultimas pessoas que chegaram a festa iam cumprimentar todos os restantes 40 e tal que ja estavam presentes um a um com dois beijos! Chiça!

 

Achei pouca piada foi ontem quando, ao inicio da parte em que começamos a dançar, so metiam musica "SUPER CONHECIDA" Francesa dos anos 80. Super conhecida para eles, claro esta. Era assim tipo os GNR ou Xutos ca do sitio pelo ritmo. Era boa e, diverti-me ao som da musica, mas ao fim da primeira hora ja estava a deitar musica Francesa dos anos 80 pelos olhos. Felizmente quando alguns dos mais velhos se foram embora mudamos para outros estilos musicais.

 

Hoje ainda houve a segunda sessao de festa com muito mais aperitivos, porco e queijo para o almoço, mas agora ja tudo acabou e aproveitei para vir à net enquanto eles estao a tratar de congelar as carnes extra e fazer esses preparativos todos.

 

Habitos interessantes deles sao os relacionados com a forma como comem. Muita coisa à base de massa folhada! Logo na primeira noite o jantar começou com o aperitivo, claro esta (para quem não sabe, o aperitivo Frances involve beber um licor e comer uns salgados). Seguiu-se uma entrada que eram uns quadrados de massa folhada recheados com peixe e vegetais, seguidos do prato principal que era uma especie de quiche (com a massa folhada) e para finalizar o bolo era uma tarte cuja base nao era de massa folhada, mas era outra base estaladiça muito parecida. Hehe! Tudo optimo, mas nao sei se sera muito saudavel comer tanta coisa à base de massa folhada no dia-a-dia.

 

Adoro e o habito que eles tem de comer queijo no fim da refeiçao. Sendo eu fã de queijo, sabe-me sempre bem estes queijos todos tao bons (OK, pouco saudavel comer todos os dias, mas nao deixa de saber bem).

 

Ah, mas uma das coisas que comi ca ate agora que adorei e ainda nunca tinha experimentado assim, foi a sopa de cebolas que foi servida (e e tipicamente servida) no final da festa, pelas 4 horas da manha (final da festa para os mais velhos, que os restantes ainda por la ficamos ate ao amanhecer). Parece estranho eu falar assim de uma sopa de cebola, mas e que era mesmo muito boa! Nao sei bem como e feita, mas de acordo com a Celine, e cebola cozida aos bocadinhos em agua com especiarias (tenho que procurar pelos detalhes online para fazer tambem), e depois colocavamos no prato a quantidade de crutons que queriamos e tambem queijo tipo parmesao ralado. Ora como a sopa estava quente o queijo derretia-se todo por entre os crutons, que ficava uma delicia!!!!

 

Bem, e vou acabar por aqui que acho que eles ja acabaram com os seus preparativos.

 

P.S. Este teclado Frances ainda e mais diferente do Portugues que o teclado Britanico, e encontrar a acentuaçao certa tambem e uma confusao, dai algumas palavras terem outras nao.

O "World Food Day" da empresa

Aproveitando a newsletter interna que ando a escrever lá na empresa tenho andado a organizar certas actividades juntamente com os nossos Recursos Humanos que tentam promover mais a interacção entre as pessoas que lá trabalham. À conta dessas actividades de "teambuilding" hoje tivemos o "World Food Day" da empresa que basicamente trata-se de uma ideia muito simples mas que de facto resulta bem. Basicamente, já que na empresa existem várias pessoas originárias de diversos países, a ideia era que cada um trouxe-se alguma comida doce ou salgada ou bebida tradicional do seu país de origem, e todos juntos faziamos um pequeno "banquete" multinacional.

Uns dias antes já se começava a ouvir um burburinho entre as pessoas sobre o que é que cada um iria trazer para o "World food Day" enquanto que outras pessoas diziam que não sabem cozinhar e não pareciam tão interessadas. Por isso, eu estava um pouco na dúvida se esta ideia ía de facto resultar ou não.

Mas de facto correu ainda melhor do que estava à espera e as pessoas que era suposto não trazerem nada, como viram que havia tanta aderência por parte dos restantes acabaram por ser vistos no corredor antes das 6h da tarde com sacos do supermercado Sainsbury´s já que também não queriam deixar de participar no evento, nem que fosse só trazendo nozes Brasileiras (que as houve, apesar de não termos nenhuma pessoa Brasileira na empresa).

De facto tivemos uma diversidade de comida e bebida enorme. Da França havia pão coberto de queijo, queijo Brie, e uns bolos também feitos com queijo; de Espanha veiu o chourição, o vinho, azeitonas e pão; da India vieram uns doces divinais na forma de bolinhas que não sei bem do que eram feitos, uma bebida tipo batido de rosas já que envolvia misturar um xarope de rosas com leite, e uma comida feita de mistura de batata e muito picante; da Inglaterra vieram as tartes de porco, o queijo e doces de Lancashire e o Marmite; da África do Sul veiu o vinho; da Austrália vieram doces; da Itália veiu o pão com azeitonas, umas azeitonas grandes recheadas de cogumelos e uma salada de pasta; dos Estados Unidos vieram as Pizzas Dominó (sim a Pizza é tipicamente comida Americana. Hehe!) da Alemanha vieram as grades de cerveja, salsichas, carnes frias e pão escura; da polónia vieram os patés, uns bolos e o licor de cereja delicioso com 35% de alcool; entre tanta outra variedade de coisas desses e de outros países. Bem claro, e aqui a representante de Portugal levou os pastéis de bacalhau, rissóis de camarão, pasteis de nata, pasteis de coco e uns palmieres. 

 

A mesa bem recheada ao início

 

Nesta foto já se conseguia identificar ali a bandeirinha Portuguesa

 

Já próximo do final ainda havia muita comida mas as cervejas estavam todas vazias.

 

E isto foi o que sobrou do prato Português.