Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Um casamento muito (pouco) Britânico

Não tenho parado nas últimas duas semanas - foi a semana final de preparação para um evento importante que tivemos no trabalho, decorreu o tal evento, e este foi seguindo de umas mini férias em Como na Itália para ir a um festival de lindy hop. Apesar de todo o entusiasmo que rondou as duas últimas semanas, estou contente por ter finalmente uma semana mais calma pela frente. 

 

No meio destas duas semanas, fui também a um casamento de que gostei imenso. Talvez tenha até sido o casamento de que tenha gostado mais até agora. Não por ter sido um casamento bonito tradicional (que foi), pelo local escolhido para o casamento (que foi uma mansão de campo lindíssima), ou pela comida e bebida fornecidas (que também foram bons, se bem que num casamento Inglês nunca se tem tanta grandeza e variedade de comida e bebida como num casamento Português), mas sim pela forma como os convidados participaram na festa. É que tenho a sensação de que nos vários casamentos, ao chegar a parte da dança há sempre muitas pessoas que ficam sentadas de lado a olhar para a minoria que dança um pouco. Neste casamente, no entanto, todos dançavam, todos estavam animados, dos mais velhos aos mais novos, e foi muito giro ver como todos os convidados se demonstraram tão envolvidos na festa o que os noivos gostaram imenso. Acho que também ajudou ao ambiente o facto de que depois do primeiro intervalo da banda, todos os convidados foram presenteados com um set de luzinhas (como as que se colocam numa árvore de natal), e todos foram para a zona de dança, coloridos com luzes. Nunca tinha visto isso em nenhum casamento antes mas a ideia foi excelente porque tornou o ambiente muito agradável e divertido. 

 

Quando a música teve que parar à meia-noite, como íamos todos passar a noite na casa onde se realizou a festa do casamento, fomos um grande grupo para o relvado da casa, incluindo familiares dos noivos, conversar, cantar, etc. Foi mesmo muito giro e, apesar de ser realizado de forma altamente tradicional conseguiu ser o casamento mais diferente a que já fui. 

 

Fica uma séria de fotos que coloquei no Instagram:

 

 

 

Um dia de casamento lindo num edifício fabuloso no campo de #westsussex #sussex #casamento #campoingles #arquitectura #manorhouse #wistonhouse

Uma publicação partilhada por Tuga Em Londres (@tugaemlondres) a

 

Escapadela de fim-de-semana para as origens

Eram 9:30h da manhã, o sol brilhava e começava a sentir o calor que ía estar durante o resto dia. Claro que isto não foi em Londres. Tinha acabado de aterrar em Lisboa.

Já tinha este fim-de-semana planeado à muito tempo para ir ao casamento de uma grande amiga minha de faculdade.

 

Este casamento teve a particularidade de que fui convidada pela primeira vez por amigos meus, ou seja não serem amigos nem dos meus pais nem familiares. Isto tem a desvantagem de que eu sempre disse que quando começasse a ser convidada para ir a casamentos de amigos era sinal de que estava a ficar velha...   Porra, também não podiam ter esperado mais uns aninhos, não?

 

O casamento, celebrado em Sintra foi lindo, desde o vestido da noiva ao local escolhido para a boda de água, foi tudo muito bom para um dia bem passado. Inclusivie o tema do cinema  foi bastante engraçado também. À minha mesa calhou-nos o filme "Love Actually" - adorei! Além do mais passar um dia com pessoas dos meus tempos de universidade que já não via à alguns anos sabe sempre muito bem.

 

 

Depois do casamento ainda aproveitei para ir ter com uns amigos, já que estava em Portugal, e lá fomos parar novamento a um bar na Praia das Maçãs. Resultado, acabei por dormir umas 2 horas essa noite já que tinha que acordar cedo no domingo para voltar para Inglaterra. Doeu um bocadinho, depois de um fim-de-semana nada pouco cansativo, mas valeu bem a pena.

 

Agora só volto a Portugal por alturas do natal, mas ao menos fiquei a saber que a TAP está a fazer uma mega promoção nos voos até ao final do ano, por isso já sei que vou poder aproveitar isso.

 

Fiquei também a saber que não é só no Reino Unido que esta música Britânica está no auge: