Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Open House 2016

Este fim-de-semana fui pela segunda vez visitar algumas casas da 'Open House London', o evento anual que permite a entrada de qualquer pessoa a muitos do esdifícios de Londres que geralmente estão fechados ao público incluíndo casas residenciais. Tal como no ano passado, decidi ficar-me pela visita de edifícios localizados na freguesia de Hackney. No ano passado fui visitar 2 que ficavam junto ao Regents Canal e este ano optei pelos seguintes:

 

  • Hoxton Docks: localizado em Laburnum Street, o edíficio das Hoxton Docks é utilizado como um estúdio de artistas e, este ano, decidiram utilizar o espaço que tinham no terraço para fazer 3 pequenas construções temporárias, desenhadas por empresas de arquitectura que pretendiam experimentar a construção com materiais renováveis. Os três edifícios estão planeados para estar em uso durante o próximo ano apenas para uso de artísticas que queiram explorar o espaço para diferentes instalações.

hoxtondocks.JPG

 

  • Broadway Market Mews: Localizado num entrada perpendicular ao reconhecido Broadway Market, fica este edifício residencial onde, num espaço relativamente pequeno, os arquitectos transformaram num apartamento de dois quartos com arrumação inteligente, tectos altos e muita luz através de várias janelas e clarabóias espalhadas pela casa. Adicionado ao facto de que todo o apartamento está decorado de forma muito moderna e incluíndo um grande terraço, sem dúvida que é um apartamento que deixou muitos com desejo de viver lá. 
  • Makers House: No norte de Victoria Park, há esta conversão de uma casa Victoriana que está a ser construída há alguns anos, contendo 4 quartos e amplos espaços altamente modernos, com alguns detalhes interessantes na construção. O edifício ainda não está totalmente completo, mas já está em fase quase inicial onde só faltam alguns detalhes para a sua conclusão. 

makershouse_bathroom.JPG

 

Uma óptima idea esta da organização que gere a 'Open House'. Sem dúvida muito interessante descobrir estes edifícios e ouvir um pouco sobre a sua história. 

Archikids

Este fim-de-semana decorreu o festival Archikids que é dedicado a dar a oportunidade às crianças de Londres e respectivas famílias, a conhecer os mais interessantes e icónicos edifícios de Londres localizados na zona financeira da City of London. Este projecto, que é organizado pela Open City, pareceu-me muito interessante porque tem como principal objectivo educar a geração mais nova sobre os projectos arquitectónicos da cidade, e expô-los à decoração e design desde cedo através de uma variedade de workshops, visitas guiadas e competições. 

Ao criarem este festival, não só estão a dar a oportunidade gratuita para as crianças conhecerem edifícios tais como o 30 St. Mary Axe (Gherkin), o Guildhall, Broadgate City of London e outros, mas também é uma forma de despertar o interesse de design e arquitectura nas jovens mentes.

archikids.PNG

Não sei se existe um evento semelhante em Lisboa ou no Porto mas sem dúvida que me parece que seria uma boa ideia para essas cidades também poderem dar a descobrir o que têm de melhor em termos de arquitectura às gerações mais novas. 

Entrentanto, os mais graúdos em Londres vão ter a oportunidade de também visitar todos esses edifícios e muito mais, no fim-de-semana em que a Open House London abre as portas dos edifícios ao público que vai decorrer este ano no fim-de-semana de 19 e 20 de Setembro.

Queremos e precisamos de uma ponte-jardim?

Nesta próxima terça-feira dia 11 de Novembro, o concelho de Lambeth vai-se reunir para decidir relativamente à construção da nova ponte sobre o Tamisa, uma ponte pedestre com um grande jardim que irá ligar Temple à Southbank. 

ponte-jardim.jpg

O projecto de £150Milhões foi desenhado por Thomas Heatherwick, que também desenhou planos para os Jogos Olímpicos de Londres e conta com 370m de comprimento, 8 caminhos diferentes por onde as pessoas poderão passar e 5 jardins diferentes com uma grande variedade de plantas Britânicas e do norte da Europa. Para além do jardim, a ponte também irá contar com uma zona comercial.

 

Este 'jardim flutuante' tem como objectivo adicionar à riqueza e variedade de horticultura que já existe na cidade de Londres através dos seus muitos parques. Irá estar aberto ao público todos os dias das 6h às 24h, contará com passagem gratuita e já está estimado que cerca de 7milhões de pessoas irão passar pela nova ponte cada ano. 

 

A situação é que nem todos estão contentes com a contrução da planeada ponte-jardim. Mais de 650 pessoas já assinaram uma petição contra a construção da nova ponte que dizem que vai afectar negativamente a actual flora da zona da Southbank, que a sua construção irá afectar a vista da Southbank sobre St. Paul's Catedral e a northbank, e que os 7 milhões de visitantes anuais incluíndo a predição do aumento de turistas na zona vai transformar a Southbank numa zona desagradável com excesso de pessoas.  

 

A sua construção é bastante controversa, e a decisão final será só tomada na próxima terça-feira mas, com o apoio do Presidente da Câmara de Londres e com a recente oferta da Citi Bank em financiar £3milhões da construção da ponte, parece que uma decisão positiva para a sua construção seja mais provável. 

A nova praça de Kings Cross

Hoje abriu oficialmente ao público a nova praça da estação de Kings Cross que tem estado em construção já há muito. Fui lá passar na hora de almooço, e que diferença que faz à zona, agora que aquele grande espaço aberto está ali! Como não podia deixar de ser, as pessoas apoderaram-se logo do espaço, sentando-se nos diferentes bancos a tomar o seu almoço ou apenas a descansar e aproveitar o bem-estar que aquela praça traz à zona.

 

Eu posso não perceber muito de arquitectura ou arquitectura paisagista, mas sei que sem dúvida nenhuma a arquitectura e forma como o espaço de um determinado local, mesmo que pequeno, está distribuido, pode trazer uma sensação completamente diferente à zona. Quem viu e quem vê Kings Cross. Que diferença!!!

 

Para os interessados, vão decorrer este fim-de-semana eventos na zona para celebração da abertura da nova praça. Conta-se com máquinas de feira-popular, música e stands de comida e bebida durante todo o fim-de-semana, desde a zona da estação atá à universidade Central St. martins em Granary Square.

 

 

Kings cross