Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Feliz Ano Novo

Estou a prestes para ir para casa de uma amiga onde vamos passar dois dias em celebração do ano novo. Mas antes de ir, e porque quero acabar o ano num modo mais positivo do que o que gerou a escrita do meu post anterior, fica aqui um pequeno post só para desejar a todos os leitores do blog uma noite de saída de 2016 e entrada de 2017 muito feliz, e que o vosso ano de 2017 seja o melhor de sempre!

 

NYE-Fireworks.jpg

Fonte da imagem: Flemings Mayfair

 

10 Resoluções para os residentes de Londres em 2016

LONDON 2016.jpg

 

Londres é uma cidade incrível, não há qualquer dúvida! Por isso tenho pena quando conheço pessoas que me dão a perceber que simplesmente não estão a aproveitar o que Londres tem de melhor para lhes oferecer. Por isso aqui ficam, 10 resoluções que gostava de dar a todos aqueles que estejam ou venham a viver em Londres neste novo ano de 2016. Algumas delas eu também ainda não as sigo à risca por isso ficam aqui para mim também.

 

1. Conhecer novas pessoas

Em Londres têm a vantagem de estar perante um dos maiores conglomerados de culturas do mundo por isso aproveitem para conhecer pessoas fora dos vosso círculo de amigos Portugueses ou do trabalho. Existem imensas formas de fazer novas amizades, mas é preciso que dêm esse primeiro passo para o conseguir fazer. Já escrevi alguns posts sobre como fazerem novas amizades aqui e aqui, mas também podem juntar-se a grupos de desporto - por exemplo no gumtree costumam anunciar grupos de futebol, rugby, andebol, corrida ou outros semelhantes. Podem conhecer pessoas através de aulas de dança ou aulas no ginásio; ao juntarem-se a um grupo de teatro amador ou um grupo de voluntariado, por exemplo. 

 

2. Manter-se a par das notícias

Para se sentirem parte da comunidade e cultura locais é importante que estejam a par do que se passa por Londres e pelo Reino Unido de forma geral por isso dediquem-se a ler todos os dias as notícias. Apanhem o Metro ou o Evening Standard gratuitamente na vossa estação, subscrevam à newsletter do Guardian, comprem ou jornal i que tem muitas notícias sumarizadas ou façam download de um app que congregue o tipo de notícias que sejam do vosso interesse.

 

3. Imortalizem a vossa experiência todas as semanas

Quer seja através de um post no Facebook, uma foto no Instagram, um post num blog, uma entrada num diário, vão colocando retalhos da vossa estadia em Londres, daquilo que fazem, dos sítios onde vão, para mais tarde recordarem a experiência que passaram por cá. 

 

4. Ter o emprego que gostavam mesmo de fazer

Quer já estejam a trabalhar ou ainda não, a maior parte dos anos da vossa vida (para a maioria de nós) serão passados a trabalhar. Como tal, parem para pensar no que têm hoje. Estão no emprego ou no curso certo? Aos domingos à noite (ou no dia de folga) estão contentes que venha o dia seguinte? Vêm a desenvolver uma carreira na área profissional em que estão hoje? Se a resposta fôr não, então aproveitem 2016 para mudar isso. O que é que precisam de fazer para ter o emprego que pretendem? Precisam de tirar um curso primeiro? Precisam de melhorar o CV? Precisam de fazer mais networking na indústria? Delinem um plano de acção realista que possa trazer o tipo de emprego que pretendem ter e façam esse plano acontecer. Londres é uma cidade com muitas oportunidades. É preciso é saber lutar por elas e não desistir. 

 

5. Ir a um novo pop-up uma vez por mês

Os pop-ups já são característicos da cidade de Londres e trazem-nos a sensação de estarmos sempre a descobrir sítios novos, experimentar coisas diferentes visto o seu factor temporário. Existem pop-ups de tudo e mais alguma coisa, desde supper clubs, a lojas de roupa, cafés, restaurantes e tudo mais. Podem encontrar muitos pop-ups anunciados neste blog ou sigam o Tuga em Londres no Twitter ou Facebook que também vou indicar lá sempre que sei de algum pop-up interessante. 

 

6. Visitar todos os Royal Parks

Os parques de Londres são extramente característicos e lindíssimos. Existem centenas de parques, commons e espaços verdes em Londres, mas se não podem visitar todos, ao menos tentem visitar todos os 8 Royal Parks que são eles Green park, St. James Park, Greenwich Park, Hyde Park, Kensington Gardens, Regent's Park, Bushy Park, Richmond Park. Para além desses aconselho também os meus três favoritos que são o Victoria park, o Battersea Park e o Hampstead Heat.

 

7. Andar mais a pé ou de bicicleta

Londres é uma cidade cheia de coisas interessantes, ruas lindíssimas que muitas vezes nem damos por elas, se estamos sempre a atravessar a cidade no túnel do metro ou nos rotas dos autocarros. Esqueçam os transportes públicos sempre que poderem e andem até ao vosso destino ou apanhem uma Boris Bike e descem-se ir à descoberta de Londres. Existe sempre alguém por perto que vai estar prestes a dar-vos indicações se precisarem, por isso nunca se vão perder. 

 

8. Sair numa estação onde nunca foram uma vez por mês

Sabem que em Neasden existe o maior templo Indiano fora da Índia? Ou que ao sairem em Loughton ou Epping podem ir passar o dia na Epping Forest? Existem concerteza muitas estações onde nunca sequer consideraram ir e, onde pode haver muitas coisas de interesse para visitarem. Dediquem um dia por mês a sair numa uma estação de metro onde nunca foram antes e ir à descoberta de Londres. Londres é muito mais que a zona 1. 

 

9. Ver mais arte

Em Londres á vi exposições de arte e instalações verdadeiramente surpreendentes. Além de que ir a uma galeria providencia, muitas vezes, uma tarde ou noite bem passadas a descobrir algo novo, falar com pessoas interessantes. Podem começar por pesquisar no site da TimeOut que tem uma boa secção sobre galerias de arte e, uma vez que forem às galerias, podem subscrever-se às suas newsletters para começarem a receber convites para as noites de abertura onde geralmente podem conhecer os artistas enquanto bebem vinho que será servido durante a noite. 

 

10. Viver de forma mais saudável

Pode ser uma grande cidade com mais poluição que a zona campestre, mas isso não é razão para não tratarem bem de vocês. Comecem o dia por correr nos parques ou ao longo do rio, em termos de alimentação, o que não falta são restaurantes e mercearias que se dedicam à comercialização de comida saudável, biológica, que ajuda a manter uma boa nutrição. Existem ginásios espalhados por toda a cidade por isso nunca estarão longe de nenhum e, com as mudanças que a câmara de Londres está a fazer nas estradas, estas estão estão cada vez mais seguras para os ciclistas, e andar de bicicleta em vez de transportes proporciona uma boa forma de exercício regular. 

 

O inevitável aconteceu

Tal como esperado, a minha chefe nunca chegou a atender a telefone, logo a minha potencial futura chefe lá deve ter receio e decidiu dar o emprego a outra das candidatas. É assim. Custa porque estive tão lá perto de ter aquele emprego e sinto que me escapou por entre os dedos sem saber bem como. Mas são estas coisas que nos acontecem na vida que temos que aceitar, dar a volta por cima, ver o lado positivo e seguir em frente.

 

Acima de tudo estou aliviada por finalmente ter tido uma resolução para esta situação e saber para onde vou. Começo no novo emprego na próxima terça-feira e hoje até vou ao escritório que o meu novo chefe convidou-me para ir lá almoçar com eles para eu poder conhecer o resto da equipa antes de começar. Achei bastante simpático da parte dele querer fazer essa integração inicial e sem dúvida que estou também curiosa para saber como me vou dar com eles. 

 

E até começar o novo emprego, quero é aproveitar esta semana para fazer uma quantidade de coisas úteis que ando há que tempos para fazer e nunca tenho tempo.

 

Ano novo, uma semana de férias e um novo emprego. Estou entusiasmada. 2014, vem daí!

Feliz ano de 2014!

Desta vez entrei o ano junto ao Tamisa a ver os fogos de artifício. A experiência foi boa, mas a desvantagem principal que vejo relativamente a passar o ano nesta zona é que as estradas circundantes ficam todas cortadas e a estação de metro de Waterloo também estava encerrada por isso acabei por ter que andar ao frio até Holborn para apanhar o metro que me levou à after-party em Shoreditch. Nao faço intenções de voltar tao cedo a passar o ano junto aos fogos de artifício por essa mesma razão, mas gostei de finalmente o ter feito. Acho que faz parte da experiência de viver em Londres, entrar o ano a ver de perto os fogos de artifício de Westminster pelo menos uma vez. 

 

O Tuga em Londres deseja a todos os leitores que 2014 seja o melhor ano das vossas vidas até agora. 

 

Fogos de artifício de entrada em 2014 em Londres

 

 

Passagem de ano em Londres

A minha estadia em Portugal pode ter terminado mas, de volta a Londres, estou entusiasmada pelo que o novo ano vai trazer.

Antes dos acontecimentos de 2014, há que celebrar a entrada do novo ano de braços abertos, com boa disposição e mentalidade positiva. Para isso, nada melhor que uma festa em grande. Este ano tenho bilhetes para uma festa organizada de onde vou poder ver pela primeira vez o fogo de artifício oficial de Londres junto ao Tamisa e às Torres do Parlamento. A desvantagem é que esta festa termina por volta das 2h, o que é cedo para festa de ano novo. Como tal, andei a pesquisar outras que vão haver pela cidade, para ter a possibilidade de ir a uma delas quando a minha terminar. 

 

Encontrei uma grande variedade para todos os gostos e bolsas, por isso passo aqui a listar as principais fontes onde encontrei informação sobre essas festas, caso possam ser também úteis para quem ainda não sabe bem o que fazer logo à noite por Londres:

 

- Festas baratas ou gratuitas: http://blog.hostelbookers.com/top-cities/london/new-years-eve-london/

 

- Festas temáticas ou com uma animação diferente da típica festa de discoteca: http://www.designmynight.com/london/free-new-years-eve-parties-in-london#list

 

- Concertos e festas temáticas: http://londonist.com/2013/11/new-years-eve-2013-london-concerts-quirky-parties.php

 

- Festas com noites de comédia: http://www.timeout.com/london/comedy/new-years-eve-comedy-in-london-3

 

- Festas em discotecas organizadas por estilo de música: http://www.timeout.com/london/clubs/new-years-eve-parties-in-london?pageNumber=2#house

 

Como vêm, nao faltam boas opções para celebrar o novo ano.

 

Para terminar o post deixo aqui uma das músicas do duo de irmãos Ingleses que surgiram nos tops este ano trazendo de volta o Garage misturado com música electrónica às pistas de dança do país e de vários outros países. Têm 22 e 20 anos e trouxeram-me muitos bons momentos este ano, por isso aqui ficam os Disclosure com F for You:

 

Fim de ano em Londres

Para todos aqueles que vão ter a oportunidade de passar a passagem de ano em Londres mas ainda não sabem bem como passar a noite por lá, ficam aqui algumas opções dependendo daquilo que preferirem fazer. O que quer que decidam, aconselha-se a viajarem para o vosso destino com antecedência para evitarem zonas congestionadas nas ruas e metros a abarrotar. Todos os transportes públicos em Londres incluíndo o metro são gratuitos e estão abertos desde as 23:45h de dia 31 às 4:30h de dia 1. Depois voltam ao seu percurso e preço habitual por volta das 5h de dia 1. Para mais informações sobre os transportes ver a brochura informativa da TFL. Aconselho também a comprarem o quanto antes bilhetes para a vossa festa de escolha, caso optem por uma que necessite de compra de bilhetes, para evitarem filas e desilusões de ter bilhetes esgotados na própria noite.

 

Fogos de artifício junto ao Big Ben Oquê? Cerca de 250,000 outras pessoas têm a mesma ideia de ir ver os fogos de artifício do Big Ben todos os anos, portanto se querem lá estar é aconselhado entrarem na zona da Southbank/ Waterloo até às 22:30h no máximo. Depois dessa hora, geralmente é atingida a capacidade da zona e esta é fechada até depois da meia-noite. Para quem não conseguir entrar na zona pode ainda ver os fogos através de um ecrã gigante colocado em Trafalgar Square ou se se afastarem do London Eye e forem mais para o lado da Tate Modern talvez consigam estar com menos multidão à volta, apesar dos fogos também estarem um pouco mais distantes. Quanto? Fogos de artifício são públicos e gratuitos Estação?Waterloo


Ver os fogos enquanto jantam e/ou dançam Oquê? Para quem não quer estar no meio da multidão ao ar-livre, pode pagar para estar comfortavelmente num jantar ou festa num local onde se vejam os fogos de artifício. Entre as opções encontram-se:

  • Founders Arms e o Dogget's Coat and Badge são ambos pubs localizados na Southbank, o primeiro oposto à Tate Modern e o segundo junto à ponte de Blackfriars onde podem ver os fogos de artifício comfortavelmente com vista directa para o rio. O preço para entrar em qualquer um destes pubs é muito provavelmente gratuito. 
  • Oxo Tower, tem um ambiente exclusivo e a música da festa vai ser jazz dos anos 20. O menú é gourmet e a vista, apesar de não ser tão abrangente quanto o SkyBar também é muito boa para a zona norte do rio, St. paul's Cathedral e, claro está, os fogos de artifício. Pacotes disponíveis a partir dos £125.
  • London Sky Bar, localizado no Altitude, no topo da Millbank Tower, o Sky Bar oferece um pacote completo de bebidas incluíndo champagne, jantar, DJ e pequeno-almoço de dia 1 desde as 16h de dia 31 às 6h de dia 1 de Janeiro. Custa £145 comprado adiantado até dia 28 ou £185 depois dessa data. 

Festas em discotecas Oquê? Existe uma variedade enorme de discotecas em Londres com música para todos os gostos. Abaixo indico uma combinação de algumas opções baseada nos diferentes tipos de música:
  • Bass/Electronica/Techno: Beat Dimension NYE num armazém em local secreto a indicar apenas aos que comprarem bilhete. Bilhetes a £20. Faster NYE na discoteca Cable em Bermondsey, promete ter a entrada de ano com os sons mais fortes de Drum&Bass. Bilhetes em avanço a £25. Dollop NYE com o DJ Julio Bashmore a realizar-se no bonito edifício art-deco Troxy em Limehouse. Bilhetes a £40. UKF Bass Culture conta com os DJ headliners Chase & Status e DJ Fresh, mas muitos outros vão estar presentes nesta noite na O2 Academy Brixton. Bilhetes disponíveis a £67.50.  
  • House/Disco: Loft Studios NYE apresenta Guy William's underground disco paradise 45. Localizado em Kensal Green, este é ideal para quem vive mais para Oeste da cidade. Bilhetes a £20. Simian Mobile Disco NYE vai ser no reconhecido bar onde algumas das melhores bandas tocam ao longo do ano, XOYO em Old Street. Bilhetes a £20. Slide and Get Diverted NYE na Brixton Clubhouse. Para além dos famosos beats de Greg Wilson, vai ainda contar com uma Silent Disco a partir da meia-noite no terraço aquecido desta discoteca. Bilhetes disponíveis na noite a £25.
  • Indie/Pop: Propaganda NYE carnival Spectacular no O2 Empire de Sheperd's Bush conta com música de bandas Indie pop, bebidas a preços razoáveis, acrobatas, malabaristas, decoração carnavalesca e a entrada incluí entradas gratuitas para outras festas propaganda durante o mês de Janeiro. Bilhetes a partir de £10. Koko NYE Ball conta com uma banda indie pop seguido de música animada que irá contar com os habituais clássicos Pop. Bilhetes a £15.

Festas temáticas/de máscaras Oquê? existe uma variedade de festas temáticas para celebração do ano novo. Desde as mais dedicadas à palhaçada até às mais formais. Fica aqui também uma pequena selecção do que podem encontrar:
  • Popstarz - Cowboy/girl themed: Com duas salas, uma com música mais Pop desde os anos 60 e o segundo com música indie e Country. A grande temática vai ser "country" e, como tal, todos devem estar vestidos como se estivessem saídos de um filme Western. A festa é em Islington e os bilhetes custam £10. 
  • Twisted Circus: Pensem em circo, comedores de fogo, shows burlescos e bandas ao vivo, e é isso o que vos vai trazer o Proud Camden. Bilhetes a partir de £19 antes da meia-noite e £5 a partir da 1h. 
  • Beauty and the Geek in 1985: Uma noite temática aos anos 80, que vai contar com os clássicos da década. vestuário apropriado ao tema é imprescindívil. Esta festa realisa-se nos 4 Adventure Bar que existem em Londres, em Convent Garden, Clapham Junction, Clapham high Street e East Dulwich. Bilhetes a partir de £20.
  • Secret Agents Ball NYE: Vistam-se como o James Bond para dar a entrada ao novo ano no "The Driver" em King's Cross. Bilhetes custam £25 sem jantar ou £40 com jantar.
  • Festas vintage: Existem várias à escolha incluíndo a Blitz Party onde fui no mês passado e sobre a qual já falei aqui no blog. Irá realizar-se em Shoreditch e os bilhetes custam £40. A Vintage New Year's Eve party no Southbank Centre que pode contar com jantar tem bilhetes à venda a partir das £100.

Noite de comédia Oquê? Para quem não se interessa pelas festas de discotecas e prefere um ambiente alternativo em plena diversão pode optar por ir a uma noite de comédia para celebrar o novo ano. Ficam algumas opções:

  • Angel Comedy localizado no Camden Head pub apresenta novos talentos da comédia na noite de Ano Novo. E o que é melhor? É gratuito!
  • Amused Moose no Soho conta com um line-up de 4 comediantes reconhecidos. Bilhetes custam entre £22.50 e £35.
  • Comedy Carnival no Clapham Grand conta com um dos melhores line-ups de comediantes, segundo a Time Out, que irão actuar das 19h até às 22h e a partir daí a pista abre com DJs a tocar alguns dos melhores clássicos das noites de discoteca até às 4h. Bilhetes a £25.


Festas de ano novo gratuitas Oquê? Sim, é verdade, ainda há alguns sítios onde não se cobra entrada para a festa. Infelizmente não é o caso da maioria, mas ficam aqui algumas sugestões:

  • Black and Gold NYE party: O tema é o preto e o dourado, a música contém os clássicos de festa e, para além da entrada ser gratuita, quem escolher este pub localizado em frente ao Battersea Park para celebrar o novo ano, terá direito a um copo de punch e uma sandes de bacon pelas 00:30h gratuitamente. A festa terá lugar no pub Prince Albert.
  • Casino Empire NYE: Este famoso Casino de Leicester Square terá entrada gratuita e um copo de espumante à entrada oferecido para todos aqueles que optarem pelo Empire para passarem ali a sua passagem de ano. O Empire, para além dos habituais jogos e máquinas, vai ter entretenimento especial durante toda a noite e a sua discoteca estará aberta até às 3h. 
  • Camino NYE Special: Localizado em King's Cross, este reconhecido bar de tapas Espanhol, tem um grande espaço incluíndo um pátio interior agradável, e desta vez irá dar o que prometem ser uma festa de arromba ao som de vários DJs e tipos de música. O que é melhor é que tudo isso é gratuito.
  • NYE @ Mother Bar: O Mother Bar em Shoreditch oferece uma noite de festa gratuita. No entanto, devido à capacidade limitada, os interessados devem ir ao Mother Bar pedir bilhetes para poderem entrar nessa noite. Bilhetes disponíveis já das 20-22h todos os dias até ao dia 31 (se ainda existirem alguns bilhetes no dia, ainda poderão ter sorte de encontrar lugar se chegarem cedo).

Boa escolha para a vossa festa da passagem de ano e um feliz 2013!

The Blitz Party

Neste fim-de-semana passado fui pela primeira vez à reconhecida Blitz Party! Esta festa consiste em trazer o ambiente do pós Guerra no Reino Unido durante os anos 40 ao espaço da festa. Todos os presentes vestem-se adequadamente à ocasião, usando desde as fardas de militares, a roupas de civis que se usavam durante o dia ou em ambiente de festa. A variedade é mais que muita no vestuário, mas todos estão o mais "à anos 40" possível. Como não podia deixar de ser, também toda a decoração do espaço é adequada ao evento, tal como a música colocada por DJs e tocada pelas 2 bandas que lá estiverem. 

 

Esta festa costumava realizar-se de poucos em poucos meses, mas tornou-se tão popular que agora decorre todos os meses em Shoreditch. Está aberta a todos, mas têm que comprar bilhete em avanço já que os bilhetes esgotam rapidamente. E a próxima vai ser mesmo no Ano Novo. os bilhetes geralmente rondam as £20, mas no ano novo vão estar a £40, para os interessados. 

 

Fotos da festa deste sábado:

 


band at Blitz party
Crowd at blitz party

Feliz 2012!

E já estamos em 2012! Como o tempo passa rápido. Não parece ter sido assim à tanto tempo que escrevi este post, mas já faz hoje exactamente 1 ano que o escrevi. Avança-se um ano e as celebrações da entrada de ano parecem não ter mudado muito. Então no ano passado entrei o ano numa house party de um amigo que foi OK mas nada de muito especial e depois acabei por encontrar uma festa aleatória num armazém convertido em casa de habitação que adorei. Este ano, também entrei no novo ano numa festa em casa da qual gostei muito, seguida por uma festa num armazém convertido em casa que foi OK mas nada de muito especial.

 

Engraçada a cena das festas nos armazéns terem calhado exactamente dois anos seguidos no ano novo porque até é um tipo de festas onde não costumo ir. A diferença é que desta vez a ida à festa de armazém não era suposta ser uma festa aleatória mas sim conhecimento do flatmate de um amigo meu que conhecia alguém que vivia nessa armazém. No entanto acabou por o ser, isto porque a morada que ele nos tinha dado foi parar exactamente a um armazém onde havia uma festa, mas só passado cerca de meia hora após lá termos chegado é que descobrimos que aquela era a festa errada! {#emotions_dlg.serious} O local do armazém onde supostamente deviamos ir ficava a cerca de 1milha do sítio onde estavamos. No entanto a morada que ele nos tinha dado foi parar exactamente aquele outro armazém por isso achei mesmo estranho irmos ter acertado logo com uma festa noutro armazém. Enfim, mas não me queixo. Uma das residentes desse armazém disse que lá podiamos ficar na mesma. Alguns do nosso grupo ainda chegaram a ir dar uma vista de olhos pelo armazém correcto, mas eu e mais outros ficámos mesmo por ali, que após termos demorado quase 1 hora para chegar ao primeiro armazém achamos que nem pensar ir andar mais outra milha para chegarmos ao próximo. 

 

Um facto é que este armazém convertido onde fomos tinha mesmo bom aspecto e nem me importava de viver num sítio daqueles durante uns tempos. Este tipo de armazéns têm como vantagens o facto de serem baratos, terem muito espaço, e serem, como no caso deste, muito modernos com uma decoração moderna e convidativa. Como desvantagem, no entanto, existe o facto de que se tem que partilhar casa com muitas outras pessoas (17 no caso deste armazém) e o armazém por fora tem todo o aspecto de ser um armazém, está localizado numa zona de armazéns, e portanto longe de lojas, transportes públicos, etc. Onde é que encontram quartos em armazéns desses para alugar? Muitas vezes ele vivem num tipo de uma comunidade e conseguem alugar quartos a amigos de amigos, mas outras vezes têm que utilizar os tradicionais métodos de aluguer de quartos através do gumtree.com ou de outro site equivalente. Só por curiosidade fiz agora uma pesquisa para quartos para alugar em armazéns e encontrei logo 1 do género daquilo que vi. Outros no entanto são mais apartamentos em armazéns convertidos que têm apenas 1 ou 2 quartos e aí já ficam caríssimos. 

 

Festas à parte, cá estamos para mais um ano de aventuras Tugas Londrinas e este ano quero ter muitas mais para contar. Afinal só se vive uma vez por isso há que aproveitar ao máximo todos os dias que temos.

Novo ano, novas expectativas

Sempre não fui a Westminster ver os fogos, mas do apartmento onde estava, por ser localizado num 7o andar algures para o Este de Londres, não só consegui ver os fogos de artifício do London Eye ao longe, como também consegui ver uns 5 outros fogos de artifício ao longo da cidade. Claro que visto tão ao longe não será bem a mesma coisa, mas de facto os fogos de artifício de Westminster pareceram ser os mais grandiosos e ainda duraram por bastante tempo. Talvez outro ano eu fique por lá perto.

 

Comecei a noite em casa de uma amiga, onde tivemos as "warm up drinks", uns canapés e o primeiro brinde de champagne ao ano novo com os "flatmates" dela. Lá pelas 21:30h decidimos fazer-nos ao caminho para a house party onde tinhas planeado ir. Ficava algures para os lados de Hackney Wick junto ao Regents Canal, num sítio onde definitivamente o acesso não podia ter sido mais complicado. Bem dito seja o Google maps do telemóvel nestas situações. Já chegamos à festa perto das 23h que já contava com cerca de 60 pessoas. Foi tempo de dar dois passos de dança, conhecer algumas novas pessoas, e quando dei por isso já estavam a fazer a contagem decrescente para a meia-noite. Todos com um copo de Cava na mão, lá fomos para a varanda de onde se dava para avistar os fogos de artifício, celebrar a entrada no novo ano.

 

 

Festa de ano novo 2011

 

 

 

Durante a hora seguinte a festa continuou em grande até que o dono da festa, que era Alemão teve a ideia de mudar a música para um estilo mais 80's mas de música não muito dançavel. Escusado será dizer que a partir daí a pista começou a ficar mais para o vazia. Ainda o tentei convencer a mudar a música, ao que ele concordou mas mudou para música antiga tradicional Alemã.  Sim, é verdade que aquilo foi uma diversão para os Alemães todos que lá estavam. Aquelas músicas deviam corresponder a algo tipo o nosso "Apita o Comboio" já que todos andavam por lá em comboizinho. Levamos esta parte da noite como o sinal que nos fez sair dali e procurar outra festa.

 

Como estavamos no meio do nada tivemos que chamar um taxi, mas após uns 10 minutos o táxi ainda não tinha chegado e foi aí que reparamos que havia uma música potente a vir algures ali da zona, e não era da festa onde tinhamos acabado de vir. Então lá seguimos o som até que nos deparamos com um portão para um antigo armazém convertido em residência. Por fora apenas tinha ar de armazém, mas perguntamos a umas pessoas que de lá estavam a sair o que se passava por lá, ao que disseram que era uma "house party" privada mas que estavamos à vontade para lá entrar. Claro que eles não precisavam de dizer isso duas vezes.

 

Mesmo junto à porta de entrada estava um segurança que nos perguntou se conheciamos alguém da festa. Claro que conhecemos, dissemos nós. Conhecemos o John e o Chris. Há sempre um John e um Chris nestas festas e lá devemos ter parecido sinceras o suficiente de que efectivamente conheciamos um John e um Chris que ele deixou-nos entrar. Queria cobrar-nos £5 de entrada, mas depois de dois dedos de conversa lá o convencemos a eliminar esse custo.

 

Lá dentro, o espaço era enorme, com uma espécie de lounge na entrada e uma kitchenette que fecharam a meio com umas tábuas e fizeram dessa, a zona onde vendiam bebidas. Num outro salão ao lado encontrava-se a zona da pista onde a música era essencialmente hard techno. O armazém estava completamente a abarrotar de pessoas e, ao início, da forma como tudo estava apresentado, pensei que efectivamente fosse apenas um armazém que alguém arranjou para fazer uma festa, mas depois de conversar com várias pessoas que por lá conheci apercebi-me que efectivamente vivem 17 pessoas naquele armazém convertido e cheguei mesmo a entrar num dos quartos onde havia outra festa com umas 20 pessoas lá dentro já que, de facto o quarto era enorme. É a vantagem de se viver em armazéns convertidos em casa.

 

Gostei muito desta segunda festa. Ainda bem que o táxi estava atrasado e acabamos por encontrar por ali aquele armazém que de facto aquela festa foi bem diferente do habitual e uma boa forma de entrar em 2011.

 

Agora, com 2011 já aqui á que pensar em tudo aquilo que quero fazer este ano, naquilo que queria ter feito em 2010 e deixei de fazer e naquilo que ainda nunca pensei fazer mas que quero. É um facto que a entrada num novo ano dá-me sempre muito que pensar. Acho que será o mesmo com a maioria das pessoas. Para já, todas as coisas que penso serem realmente importantes para 2011 e as quais posso controlar já as tenho bem definidas. Depois o resto que não posso controlar, logo se vê com o passar do dia a dia.

 

E para os leitores do Tuga em Londres, os mesmos desejos que tenho para mim vai para vocês também. Que se realize em 2011 tudo aquilo que é realmente importante para vocês.

Desta o ano tem início em Londres

Apesar de já viver em Londres há alguns anos, esta vai ser a primeira vez que lá vou passar a passagem de ano. Não sei se foi ou não a melhor decisão visto que geralmente a passagem de ano é aquela altura do ano em que realmente posso estar com alguns dos meus amigos de Portugal durante mais do que apenas umas horinhas para tomar café. Sem dúvida que vou perder em termos do tempo passado com os amigos em Portugal, mas espero que a experiência de passar a passagem de ano em Londres compense. A ver vamos… De qualquer forma, queria fazê-lo pelo menos uma vez e depois para o ano poderei voltar a passar em Portugal novamente.

 

Em princípio os meus planos para essa noite em Londres serão passar em festa na casa de um amigo que, segundo ele, tem perspectivas de ser altamente boa. Só na altura saberei se vai ser assim tão boa ou se não. De qualquer forma pareceu-me a melhor opção de todas até agora.

 

Inicialmente pensei que o melhor seria passar a tradicional passagem de ano Londrina com a multidão a ver os fogos de artifício em Westminster. Mas após falar sobre o assunto com várias pessoas que passaram pela experiência e não gostaram, tive que reconsiderar essa ideia. Basicamente, para se ver os fogos de artifício em Westminster junto ao Big Ben, o local propício para o efeito é na zona junto ao London Eye. Como podem imaginar milhares de pessoas têm a mesma ideia, portanto quem quer ver os fogos de uma posição privilegiada, sem ter uma árvore à frente da vista, convém ir cedo tipo 20h. A essa hora é quando começa aquela zona a encher e por volta das 22h a organização do evento encerra a zona toda não deixando que mais ninguém entre para não haver exageros de pessoas na multidão. E uma vez a zona encerrada, se alguém que estiver lá dentro, quiser sair antes dos fogos, também já não lhe será permitido voltar a entrar. Assim sendo, entre as experiências das pessoas com quem falei, ou tiveram que ficar umas quantas horas ao frio à espera de uns fogos de artifício que nem foram assim nada de especial ou simplesmente não conseguiram entrar na zona onde dá para ver os fogos e tiveram que, em alternativa, ver os fogos através de um ecrã gigante colocado em Trafalgar Square. Qualquer uma das duas opções não me parece muito aliciante até porque já vi fogos de artifício tantas vezes naquela zona junto ao Tamisa que ver na passagem de ano ou não acho que não vai fazer grande diferença. Embora, para quem nunca tenha experienciado uns fogos de artifício em Londres antes, acho que talvez valha a pena as horas ao frio e ao relento. Convém é levarem umas mantinhas e cházinho num termo para se aguentarem durante aquelas horas.

 

No meu caso acho que a ideia dos fogos de artifício de artifício já está completamente posta de lado. Comecei então a pensar noutras alternativas e considerei as seguintes que talvez sejam boas sugestões para quem ainda esteja indeciso acerca do seu destino final nssa noite:


Festa latina do Sun Bailante O que é? Para quem gosta de ritmos latinos e Salsa, este grupo “Sun Bailante” organiza várias festas latinas ao longo do ano em diferentes espaços em Londres, sendo que prometem fazer uma em grande escala para a entrada de 2011. Horário? Das 21h às 5h. Quanto? £20 Onde? Parker McMillan em Moorgate. Opinião? Já fui a duas das festas Sun Bailante noutras ocasiões e gostei em termos da dança e animação mas considero difícil fazer por lá amizades. É mesmo mais um tipo de festa boa para ir dançar Salsa, o que não é exactamente o que pretendo para passar o fim de ano.

 

Festa de ano novo no bar Altitude O que é? Um espaço no topo de um dos edifícios mais altos da zona de Millbank, Westminster, de onde se tem uma vista espectacular sobre a cidade com janelas de cima abaixo ou longo de todo o espaço e uma vista de 360º. Para a festa de ano novo dividem o espaço em duas zonas, uma com bilhetes a £150 por pessoa, e a outra zona com bilhetes a £50 por pessoa. Horário? Das 18h às 6h. Onde? 29º andar na Millbank Tower. Opinião? Já estive uma vez neste espaço e sem dúvida que a vista é mesmo muito boa. Imagino que a zona onde se consegue um bilhete mais barato será o bar mais pequeno com vista para o lado oposto para as Casas do Parlamento, mas mesmo assim a vista é boa por isso penso que valerá a pena.

 

Festa de ano novo num cruzeiro no Tamisa O que é? Várias companhias de cruzeiros ao longo do rio Tamisa organizam a passagem de ano a bordo com pompa e circunstância incluindo jantar e dança. Horário? Depende das companhias de cruzeiro mas na maioria o horário será entre as 21h e as 2h. Quanto? Com preços mínimos a rondar os £150, mas a maioria ronda os £250. O melhor será pesquisar em diferentes companhias. Opinião? As festas em barcos são sempre divertidas e têm a vantagem da vista privilegiada para ver os fogos de artifício à meia noite sem estar no meio da multidão. No entanto, se estiver uma noite muito fria, o que é altamente provável, a festa num barco não se consegue disfrutar ao máximo visto que o tempo que se consegue aguentar no porão a ver as vistas é limitado.

 

Passagem de ano em discotecas O que é? Qualquer discoteca que se preze celebra em grande a passagem de ano. Entre festas temáticas a DJ’s conhecidos ou bandas ao vivo, existe uma grande oferta para agradar à preferência de cada um. Horários e preços dependem da discoteca e do que está incluído no pacote. O site que aqui indico tem várias opções entre discotecas, bares e outros espaços e podem efectuar a pesquisa por preço ou por zona para encontrar aquilo que é mais ao agrado de cada um.

 


O que quer que façam nesta passagem de ano, em Londres, em Portugal, no Brasil ou em qualquer outra parte do mundo, divirtam-se e entrem em grande em 2011!