Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Celebrações de Ano Novo

Todos os anos penso que gostaria de ir ver a marcha de Ano Novo de Londres, e todos os anos não me consigo levantar a tempo/ estou de ressaca e não quero sair de casa/ mal consigo mexer as pernas fora do sofá/ [insere aqui outra opção relacionada com a noitada da noite anterior] - este ano não foi excepção  

 

Mas a sério, colocam a parada a começar ao meio-dia em Green Park. Para a maioria das pessoas que mora em Londres, demora pelo menos meia-hora para chegar a Green Park do local de residência. Convém chegar lá com alguma antecedência para encontrar um bom lugar, portanto é necessário estar lá o mais tardar pelas 11:30h, o que significa que se tem que sair de casa o mais tardar pelas 11:00h. Ou seja, contando com duche, arranjar, limpar a porcaria em que está a casa da 'after ou pre-party' da noite anterior, e tomar o pequeno-almoço, é necessário acordar o mais tardar às 9h para conseguir sair de casa a tempo. Contando que a festa da noite anterior só começa à séria após a meia-noite e nunca termina antes das 3h da matina, quem é que vai conseguir acordar às 9h da manhã para ir a tempo de ver a marcha de Ano Novo de Londres? 

 

De acordo com os jornais vão cerca de 500,000 espectadores. Não faço ideia de como é que conseguem, mas lá há-de haver uma mistura entre o pessoal 'hard core' que gosta mesmo de ver uma marcha, e os familiares das 8,000 pessoas que fazem parte da marcha  

 

Isto tudo só para justificar que não, ainda não foi desta que consegui vir aqui escrever sobre a marcha. Acho que ainda vai demorar alguns anos até eu ser capaz de lá ir, se isso eventualmente chegar a acontecer. 

 

Este ano passei o Ano Novo pela primeira vez num pub. A escolha foi o The Prince em Wood Green porque alguns amigos vivem na zona, adoram este pub pela sua selecção de cervejas, e tinham combinado com um grupo passar lá a noite já que fazia uma festa até às 3h. Geralmente, festas em casa são as minhas preferidas, mas é a chatisse de já se estar na casa dos 30 em que a maioria das pessoas tem a sua própria casa e não querem que o pessoal parta tudo numa festa. Assim, levamos a festa para fora, que é sempre melhor partir copos num pub do que em casa.

 

Efectivamente não tinha grandes expectativas de uma passagem de Ano Novo num pub, e ao princípio duvidei, quando lá cheguei e vi que não haviam muitas pessoas no pub, mas ao aproximar da meia-noite, as pessoas vieram, o ambiente era de festa, os vários grupos de pessoas que lá estavam interagiram uns com os outros, dançou-se pela noite a dentro e resultou numa boa forma de entrar no Ano Novo. 

 

Entretanto esta manhã aproveitei para fazer o mesmo que se está a ver na maioria do Instagram hoje - a puxar as minhas #2017bestnine que representam as fotos que tiveram mais gostos do instagram do @tugaemlondres. Abri a conta de Instagram em Maio deste ano e ainda estou a encontrar o melhor tom fotográfico para a conta, mas aqui ficam as fotos mais gostadas do ano:

 

 

Aproveito para desejar um ano de 2018 fantástico para todos os leitores do Tuga em Londres.  

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.