Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Luzes natalícias em Regent St. e fogos de artifício

Já tive a oportunidade de passar pela Regent Street e ver como estão as luzes de Natal este ano e basicamente, estão practicamente iguais às do ano passado. Não tenho a certeza se foi em Regent Street ou se era em Oxford Street onde aquelas estrelas estavam colocadas o ano passado, mas lembro-me de já as ter visto em 2008. Como já é habitual, as decorações estão simples possivelmente para poupança de custos, logo desengane-se quem vem a Londres nesta altura a pensar que vai ver decorações espectaculares, porque não as são. No entanto, o facto de que cada loja tem as suas próprias decorações ajuda a que as ruas fiquem melhor enfeitadas e com um ambiente mais natalício.

Aqui fica uma foto da entrada de Regent Street, de quem está do lado de Picadilly Circus:

 

 

Entretanto, com os fogos de artifício de ontem à noite, deram-se por terminadas as celebrações da "Bonfire Night" em celebração do dia de Guy Fawkes que já aqui tinha mencionado. Agora os próximos serão mesmo só para o ano novo. Ficam aqui com um pequeno vídeo dos fogos de artifício que fui ver na quinta-feira passada (dia de Guy Fawkes) em Clapham Common:



Uma pequena curiosidade que reparei no outro dia ao ver televisão é que o novo anúncio do telemóvel Nokia N97 intitulado "get to the good things" em que basicamente um rapaz anda à procura de direcções para chegar a uma festa numa casa e consegue obtê-las através da aplicação de mapas do seu Nokia N97, se passa numa cidade muito parecida com Lisboa. Então lá fui eu fazer uma pesquisa no Google e encontrei a versão inteira do anúncio em que as dúvidas que eu tinha relativamente ao anúncio ser passado ou não em Lisboa foram eliminadas no momento em que vi a imagem do Elevador de Santa Justa. Imagino que o mesmo anúncio passe em Portugal, certo?

Versão que passa no Reino Unido:

Get to the Good Things with N97

Versão inteira:

Quatro dias em Portugal vistos pelos olhos de uma emigrante

  • É preciso que eu vá para Lisboa para que passem a haver dias de verão em Londres e dias de inverno em Lisboa;
  • Adoro o nova estação do Rossio e a forma como aproveitaram o antigo parque de estacionamento para colocar umas esplanadas agradáveis;
  • A baixa de Lisboa nunca perde o seu encanto;
  • Ao ler as revistas da sala de espera do meu dentista, tipo Caras e afins, apercebi-me de que não conheço 70% das "celebridades" lá mencionadas;
  • A Núria Madruga está muito mais gira hoje em dia do que quando era adolescente;
  • O novo Centro Comercial Dolce Vita é semelhante ao Westfield em Londres na organização dos corredores e nas lojas que lá tem, com a diferença de que me pareceu um pouco pior frequentado;
  • Os centros comerciais brotam como cogumelos - o Fórum Sintra vai ser já o próximo;
  • Ainda não acredito que tenha passado a minha primeira noite em Portugal num Irish pub em cascais onde fui servida por um empregado em Inglês;
  • Não há nada como a comida da mãezinha para uma pessoa se deliciar,... e engordar;
  • como tinha saudades das noites na esplanada do café do Sr. Virgílio;
  • Conduzir por volta da meia-noite em plena Serra de Sintra numa zona sem iluminação, com nevoeiro e a chover com tal força como já não via acontecer à alguns anos, é uma experiência não muito aconselhável;
  • O Bar do Guincho está remodelado por dentro e continua bem agradável, mas é de evitar os shots de leite quente com chocolate e rum aquecido;
  • Mas que raio de moda é essa dos fios grandes e peludos com imensas fitas feitas tipo de lã?!
  • Soube tão bem apanhar o solinho do campo no domingo;
  • Descobri do que é constituído cada ramo da "apanha da espiga" e qual o significado dos seus elementos:
    • três espigas de trigo - para que nunca falte o pão
    • três raminhos de oliveira - para que nunca falte o azeite
    • três videiras - para que nunca falte o vinho
    • três rosmaninhos - para que nunca falte a lenha
    • três flores amarelas (não me lembro do nome) - para que nunca falte o ouro
    • três flores brancas tipo margaridas pequeninas - para que nunca falte a prata
  • Os travesseiros da Piriquita de Sintra continuam divinais;
  • Como me sabe tão bem conduzir sozinha ao som da minha música.

 

Diário das férias em Portugal 2008 - parte II

Dia 2

Como não podia deixar de ser, a nossa primeira visita turística foi mesmo por Lisboa. Começando por Belém, fiz o roteiro dos monumentos históricos da zona, dirigindo-me depois para o centro da cidade. Visto o Terreiro do Paço, Rua Augusta (onde não podemos deixar de parar para fazer umas comprinhas) e baixa, dirigimo-nos então para o Castelo de São Jorge.

Sinceramente adoro a vista do Castelo e a quem nunca foi é altamente aconselhável. De cada vez que lá vou não posso deixar de me maravilhar com a vista sobre a cidade que parece cada vez mais bonita.

Já de noite lá estava na dúvida sobre o que raio estaria aberto e a bombar a uma quarta-feira?? Acabei por me decidir pelo básico e levei a Celine às Docas. Começando pelo bar Seven Seas, que estava a abarrotar por ser noite da Festa da Playboy, não pude deixar de reparar que a população que frequenta aquele bar é maioritariamente adolescente.

Não só eram adolescentes como, estranhamente, os rapazes tinham todos grandes semelhanças com o Cristiano Ronaldo. Cabelinho curtinho cheio de gel, camisinha ou t-shirt bem apertada e um brilhinho na orelha? Então mas isto agora é uma nova moda? Ou sou eu que estou a frequentar os sítios errados?

 

Dia 3

OK, a Celine já está pronta para ir fazer mais roteiros turísticos por isso tenho que parar por aqui novamente. Esta rapariga cansa-me de tanta "sight seeing" e praia e discotecas. Uiii