Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Ainda há quem pense que o lugar da mulher é na cozinha

Acho impossível como, numa cidade como Londres ainda existe tanta a distinção do tipo de cargos que a mulher e o homem ocupam dentro de uma empresa.

 

Ainda hoje estava a falar com a minha "housemate" Irlandesa sobre isso e de facto tanto ela como eu trabalhamos em empresas onde maioritariamente existem homens. Ela trabalha em técnologias da Informação, logo aí é uma área maioritariamente masculina, mas nesse aspecto acho que tem a haver mesmo com o facto de haverem menos mulheres do que homens qualificados nesta área. Se bem que, nos tempos em que eu andei no ISCTE, as turmas de IGE (Informática e Gestão de Empresas) tinham cerca de 50%, 50% entre alunos masculinos e masculinos, mas já no curso mais técnico de ETI (Electronica e Tecnologias da Informação) portanto bastante mais técnico do que no primeiro caso já havia cerca de 30% feminino por 70% masculino.

 

Já no caso da minha empresa existem os mais variados cargos que podiam perfeitamente ser ocupados por homens ou mulheres, no entanto, mesmo assim a minoria feminina à excepção de mim própria que estou no departamento de marketing e de mais duas que estão na área financeira, todas as restantes poucas mulheres ocupam funções ou de administração (secretarial), ou de apoio ao consumidor ou vendas.

 

Falando em vendas, o mais interessante foi ha uns poucos meses atrás onde queriam contratar mais duas pessoas para vendas, e o director de marketing estava a falar ao telefone com a agência de recrutamento e a descrição que ele deu dos cargos a ocupar foi algo como o seguinte: "Necessitamos de duas pessoas para a area das vendas, um Assistente de Vendas e um vendedor ao nível Executivo. Portanto para o Assistente de vendas não necessita de muita experiência, preferencialmente uma mulher jovem e atraente, já no caso do Vendedor ao nível Executivo estamos portanto a falar de um homem com vasta experiência..."

 

Mas isto dá para acreditar??? Eu não conseguia acreditar nos meus ouvidos, mas infelizmente, ainda há muito essa descriminação quer estejamos numa empresa nalguma pequena villa ou numa moderna cidade como Londres.

2 comentários

Comentar post