Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Uma noite no Playboy Club

Achei interessante quando vi que o local escolhido pela minha amiga para fazer a festa de aniversário dela era o Playboy Club. Eu nem sabia que a Playboy tinha um club em Londres. Mas tem. Fica localizado em Mayfair e, como não podia deixar de ser, é pomposo e caro. Felizmente a minha amiga conseguiu colocar-nos numa guestlist de entrada gratuita mas geralmente é "members club only" segundo as regras da casa. Por curiosidade fui agora ver qual o custo do cartão de membro, e não está indicado no site (é porque provavelmente é algo que não é qualquer um que pode pagar). E existem 2 tipos de membros - os membros de assinatura anual e os membros perpétuos, ou seja, com cartão de membro para o resto da vida (deve haver pessoal com muita certeza de que não se vai cansar do Playboy Club, se é que efectivamente alguma vez alguém tira uma membership perpétua).

 

O que  é que há lá dentro que faz certas pessoas pagarem balúrdios para serem membros? Bem, a meu ver nada assim de tão especial, mas não deixa de ser uma experiência interessante,... ir lá uma vez. Há a parte de espéctaculo que contou com uma banda de jazz, uma cantora estilo "Marylin Monroe", várias performances de dança (nada de striptease, se é o que estão a pensar) e show de um mágico. Depois do espectáculo, o DJ coloca música e a zona transforma-se em discoteca até às 3h da manhã.

 

Algo que me surpreendeu é que a mairia das pessoas que lá estavam eram mulheres. Algumas notava-se que vinham com os maridos, outras vinham em grupos. Mas numa das mesas estava só um homem com um chapéu de aba grande, rodeado por 3 meninas bonitas, uma delas uma coelhinha. Tenho quase a certeza que ele era um rapper Americano. Reconheci-lhe a cara mas não o consigo associar ao nome. Notava-se que ele gostava de dar nas vistas, já que o facto de decidir usar um chapéu daqueles ali dentro era sem dúvida um sinal disso.  

 

A certa altura fui lá a cima à zona do Casino para ver como era. Aparte da zona das máquinas do Casino do Estoril, ainda nunca tinha estado numa zona de Casino à séria. Localizadas lado a lado estavam várias mesas de roulettes com cerca de 5-10 pessoas em volta de cada uma delas. A maioria a apostar e outros poucos a ver. Do lado oposto o jogo envolvia cartas (talvez Poker, mas não tenho certeza). A orientar cada uma das zonas de jogo estava uma Coelhinha da Playboy. Todas elas com imensa perícia de baralhar as cartas ou empilhar as fichas, tal como se vê nos filmes de Las Vegas. Era impressionante o valor de algumas das apostas que aquelas pessoas colocavam. Mal quiz acreditar quando ouvi um homem pedir à coelhinha em fichas - "£3,000, por favor."

 

Dançarinas no playboy club

 

Dançarina no Playboy Club

Coelhinhas da Playboy

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.