Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

5 Atitudes para os Emigrantes no Reino Unido tomarem em 2018

LONDON 2016.png

Cada um de nós que optou por viver no estrangeiro representa a imagem do nosso país com as pessoas do nosso país de destino, e transmitirmos uma boa imagem de nós próprios reflecte na imagem que eles têm do país, e consequentemente na imagem que vão ter de outras pessoas provenientes do nosso país. Além disso, ao estarmos noutro país é importante sentirmos que temos os mesmos direitos e oportunidades que outros residentes. Com isso em mente e considerando outros factores que nos poderão afectar tais como o Brexit no Reino Unido, aqui ficam as minhas sugestões de 5 atitudes que seriam positivas para todos tomarmos, incluindo eu, em 2018:

  • Ter mais confiança em vós próprios: Aumentar os níveis de confiança como indivíduos e cidadãos na sociedade em que residem é essencial para conseguirem alcançar os vossos objectivos e sentirem-se bem. Todos nós temos direitos às mesmas oportunidades que qualquer um nacional do Reino Unido, mas é necessário que essa certeza seja transmitida na forma como interagimos com as pessoas no dia-a-dia. Eu sei que é mais fácil escrever que fazer, mas existem muitos livros de 'self-improvement' e artigos na Internet, ou aulas de mindfulness, que podem ser um bom ponto de partida por onde começar.
  • Expandir os relacionamentos: Muitos emigrantes que conheço, principalmente aqueles que vieram acompanhados, fizeram pouco ou nenhum esforço para expandir os seus horizontes para conhecer novas pessoas passados os primeiros meses, e deixam-se ficar no mesmo grupo inicial que conheceram, muitas vezes que pode ser maioritariamente constituído por pessoas da mesma nacionalidade. Em 2018 expandam os seus horizontes e façam para sair da rotina, para sair da bolha do grupo seguro de amigos. Só assim vão poder ter novas experiências, lidar mais com outras culturas, principalmente com a cultura Britânica, e até conhecerem-se melhor a vós próprios, porque é quando nos colocamos em situações menos confortáveis que descobrimos melhor a capacidade que temos dentro de nós próprios de lidar com situações novas e sociais onde não tenhamos estado antes. Já escrevi vários posts sobre ideias que podem fazer em Londres para socializar e conhecer novas pessoas. Podem ler esses posts sobre actividades desportivas, musicaismeetups e internations nos respectivos links. 
  • Repensem a vossa carreira: Parem um bocadinho e escrevam num papel uma lista extensiva de todas as coisas positivas e outra lista das coisas negativas que a vossa situação actual vos traz. E qual o resultado? Qual é a lista maior/que tem maior peso no vosso bem estar e felicidade? Noutra folha escrevam o que mais gostavam de fazer se pudessem escolher qualquer coisa? E agora olhando para a situação actual e o que mais gostariam de fazer, estão no bom caminho para alcançarem isso? Se sim, quais são os próximos passos que têm que fazer para o alcançar? Se não, o que é que têm de mudar? Façam este exercício num papel e vão ver que vão descobrir alguma coisa em que ainda não tinham pensado antes ou com que não estavam a contar. E passem a dedicar o ano de 2018 a actuar no que acharem melhor para vocês. 
  • Promovam o vosso país: Saíram de Portugal porque acharam que não tinham lá as oportunidades que queriam? Gostariam de ver melhorias no vosso país de origem quer para poderem voltar, quer para que as pessoas que lá estão tenham uma melhoria na qualidade de vida? Nós não podemos ter muito controlo sobre as medidas que os nosso políticos tomam, mas uma área que tem afectado muito positivamente o nosso país este ano tem sido a quantidade de turismo que aumentou consideravelmente e, com ele, a área da hospitalidade, da produção nacional de produtos de consumo de qualidade, e da infra-estrutura do país também melhorou significativamente. Assim sendo, uma forma de ajudarmos o nosso país, é promovendo-o. Ao falarmos das coisas que o nosso país tem de melhor sempre que nos perguntem sobre ele, estamos a ajudar a transmitir uma imagem positiva do país, e incentivar o turismo, que consequentemente melhora a nossa economia e a qualidade de vida dos trabalhadores. 
  • Organizem a vossa papelada: Está estimado que o Brexit vai ficar definido e entrado em vigor em Abril de 2019. O futuro dos cidadãos da UE que cá vivem continua incerto, mas é altamente provável que sejam estabelecidos controlos sobre quem vai ter direito para ficar cá a viver e quem não vai ter, que isso seja relacionado com o tempo em que estão a viver no país, ou o facto de estarem a contribuir para os impostos etc. Não há qualquer certeza ao nível das regras para a definição de quem pode ficar, mas o certo é que vão haver regras, e para tal vai ser necessário ter documentos que comprovem que se enquadrem nessas regras. Como tal, guardem toda a papelada que vos ajude a provar a vossa residência no país (tais como cartas do banco, contas da água, council tax, etc.); a vossa remuneração (pay slips); o pagamento de impostos (P45, P60; etc); provas de terem qualquer tipo de seguro; etc. Não sabemos o que vai ser necessário, mas mais vale ter a mais que a menos. Vão organizando toda a papelada ao longo do ano num mesmo dossier ou gaveta para fácil acesso para quando precisarem.

 

 

Tempo para mim

Cheguei de volta a Londres ontem após as celebrações Natalícias em Portugal. Ainda estou de férias toda a semana, mas quiz voltar para aproveitar a calma que esta semana geralmente me oferece. É o único tempo do ano onde sinto que consigo ter vários dias só para mim. O resto do ano, sempre que tenho férias, vou para algum lado, ou tenho actividades e outras coisas para fazer. Verdade seja dita, escrevi no avião uma longa lista de coisas para fazer durante esta semana, mas uma das coisas que escrevi foi - passear. Só passear, sem distúrbios, sem destino, sem qualquer outro interesse senão passar tempo comigo própria, a ouvir a minha música e a deixar-me ir pelos meus pensamentos. Até pedi ao meu namorado para vir um dia mais tarde de casa dos pais para eu ter o espaço da casa só para mim durante um dia inteiro. Ele percebeu. Por vezes simplesmente é bom estar sozinha, e hoje em dia não tenho muitas oportunidades de o fazer.

 

Saí de casa no início da tarde e comecei a andar. Segui por ruas laterais onde nunca tinha passado antes, e daí passei para outras ruas laterais a descobrir novas zonas. Adoro andar à descoberta e Londres tem sempre alguma outra rua por onde nunca passei. Fui parar a sul de Whitechapel onde deparei com o cinema Curzon Aldgate que não sabia que existia e, devo dizer que me pareceu ter muito bom aspecto, por isso adicionei à minha lista de locais a ir. Depois voltei para Norte novamente e parei na Whitechapel Gallery que, surpreendentemente, ainda nunca tinha visitado.

 

A maior parte das exposições na galeria têm entrada gratuita e, achei particularmente interessante o facto de estar exposto o trabalho de dois artistas Portugueses - Leonor Antunes, que vive em Berlim e criou um espaço intitulado 'The Frisson of Togetherness' onde apresenta uma combinação de como diferentes escultura e materias diferentes se podem apresentar de uma forma harmoniosa. O segundo projecto do artista Português Luís Lázaro Matos trata-se de um filme de animação intitulado 'The Nomadic City of Camela' que conta a história de uma cidade móvel construída no dorso de um camelo. O projecto do Luís vai continuar na Whitechapel Gallery até dia 28 de Janeiro e o projecto da Leonor ficará lá até 9 de Abril caso estejam interessados em visitar. 

IMG_3666.JPG

IMG_3671.JPG

 

A Corrida de Pais Natal

Esqueci-me de falar sobre um evento quando escrevi o post sobre o que fazer em Dezembro - A Corrida dos Pais Natal ou 'Santa Run in the City', que foi uma corrida de 5 quilómetros ao longo da margem sul e norte do Rio Tamisa no centro de Londres, onde mais de 1,000 pessoas vestidas de Pai Natal percorreu as ruas. Participei também e devo dizer que mal deu para sentir que corremos os tais 5 quilómetros sendo que a vista é tão bonita ao longo de todo o percurso e foi divertido correr com tantas pessoas vestidas de Pai Natal. Fica uma foto do evento, mesmo antes de darmos início à corrida. 

IMG_3412.JPG

 

Um fim-de-semana em Norfolk

Desde que vi este artigo pelo Guardian que indica 10 das melhores localidades na Europa para fazer compras de Natal (onde Lisboa conta com a posição no. 1) que fiquei com vontade de ir passar um dos fim-de-semanas de Natal a Ledbury em Hertforshire. Ainda nunca tinha ouvido falar de Ledbury antes, mas já noutros anos experimentei ir passar um fim-de-semana fora numa vila ou pequena cidade Inglesa que tivesse um mercado de Natal e gostei muito da experiência (uma visita a Rye no Natal é altamente recomendada). Ledbury parecia a opção perfeita para ir experimentar uma nova vila este ano, mas afinal os fins-de-semana da época Natalícia não são assim tantos e já os tinha todos planeados, por isso não vou conseguir ir a Ledbury este ano. Fica aqui a nota marcada no blog, para me relembrar para o próximo Natal.

 

De qualquer forma, no fim-de-semana passado fui para Norfolk. A experiência é completamente diferente porque fiquei todo o fim-de-semana na quinta que aluguei com mais 15 amigos e não vi nada da aldeia local (se bem que segundo os meus amigos que lá foram ao supermercado, não havia muito que ver). De qualquer forma, foi muito divertido passar o fim-de-semana fora com um grupo de amigos em celebrações Natalícias. Fui logo após o trabalho na sexta-feira à noite. Tínhamos escolhido a quinta pelo espaço e interior da casa mas acho que devíamos ter pensado melhor na localização, que ainda demorou umas quantas horas a lá chegar e, se uma amiga não nos tivesse ido buscar à estação de comboios de carro, teríamos pago uma boa pipa de massa pelo táxi que a estação de comboio ficava a 45 minutos da casa!

 

norfolk1.JPG

A ideia era fazer decorações, jogos e preparar comida para a noite durante o Sábado, e ir dar um passeio pelo campo no Domingo. No meu caso, passei o dia todo na cozinha no Sábado, porque efectivamente cozinhamos uma refeição de natal tradicional Britânica com o peru recheado, os legumes no forno, e afins; e no Domingo choveu (não chegou a nevar em Norfolk ao contrário do que aconteceu no resto do país) por isso acabámos por não sair da casa. 

 

Mas mesmo sem ter saído de casa, foi tão giro passar uns dias num casarão como aquele onde até tínhamos uma sala de snooker e um piano de cauda com que nos entretermos (um amigo sabe tocar maravilhosamente) que só nos apetecia estar a aproveitar o tempo ali naquela casa. 

 

norfolk2.JPG

Algo que tinha organizado antes do fim-de-semana e que já há muito que queria fazer, foi um  'murder mystery', que basicamente é um jogo onde cada participante representa uma personagem numa cena onde acabaram de descobrir que alguém foi assassinado e, como tal, têm de fazer perguntas uns aos outros para tentar descobrir o assassino. Estava com um pouco receio de como isso ia correr porque uma pessoa tinha dito que não estava interessada em jogar e outras também não pareciam muito positivas ao jogo. Mas para surpresa minha, todos até encararam bem os seus personagens, todos fartámos-nos de rir, e no final a rapariga que não queria jogar inicialmente até me veio pedir desculpas por ter sido negativa e que efectivamente ela gostou do jogo. Portanto fica a dica, para uma próxima que tenham um 'dinner party' com amigos, que o 'Murder Mystery' é uma boa opção para entretenimento. Para os interessados, comprei o nosso através do site do Red-herring.

 

 

De volta a casa, agora faz-se a contagem decrescente para o Natal oficial.  

O que fazer em Londres em Dezembro 2017

fazer-dezembro-2017R T Y (18).jpg

 

Acabei de voltar de um fim-de-semana numa quinta em Norfolk, onde fui festejar o Natal com uns amigos. Sim, ainda faltam 2 semanas para o Natal, mas durante o mês de Dezembro, é inevitável que se celebre o Natal várias vezes com pessoas diferentes em avanço do grande dia. A maioria vai ter as noites ocupadas com diferentes celebrações, festas, encontros de amigos, etc, etc., mas para quem quer experimentar algo um pouco diferente, e aproveitar o que Londres tem para oferecer, aqui ficam algumas ideias:

 

Coro de Natal em Trafalgar Square - O que é? Várias canções de Natal vão ser cantadas para o público no centro de Trafalgar Square. Quando? 11 de Dezembro. Quanto? Grátis. Onde? Trafalgar Square

 

The Gingerbread City - O que é? O Museu de Arquitectura tem uma exibição especial dedicada à representação de cidades feitas de pão de gengibre. Dezenas de estúdios de arquitectura contribuiram para esta exibição e os lucros vão para caridade. Quando? De 6 a 22 de Dezembro. Quanto? £3. Onde? Museu de Arquitectura em Brompton

 

Pop-Up de Cinemas de Natal  O que é?  Existem inúmeros locais este mês onde podem ver filmes Natalícios em diferentes localizações temporárias em Londres. Alguns exemplos são o Time Out Loves Christmas Movies em Peckham; os Pop-Up ScreensThe Snow Kingdom em Borough; The Winter night Garden em Clapham Common; Floating Christmas Cinema em St. Katherine's Docks; Tipi Cinema no The Winter Forest em Liverpool Street.

 

Festival de Prosecco O que é? Para quem gosta de Prosecco, este é um festival a não perder, onde podem conhecer vários produtores de Prosecco, Cava, Espumante e Champanhe que oferecem provas e a oportunidade de comprar garrafas a preços descontados. Quando? 16 e 17 de Dezembro. Quanto? £25. Onde? Tobacco Dock

 

Snow Slide at East Village O que é? Ideal para as crianças, é o escorrega na neve colocado em East Village. Quando?  De 15 a 16 de Dezembro.  Quanto? Gratuito.  Onde? East Village.

 

A Christmas Carol O que é? A peça de teatro baseada no livro com o mesmo nome de Charles Dickens. Fui ver a peça na semana passada e devo dizer que é excelente, ideal para toda a família, com muita animação em que envolve os espectadores na peça a certas alturas, oferecem mince pies ao público e fazem-nos cantarolar um pouco também. Fez-me sair de lá mesmo com o espírito Natalício. Quando? Até dia 23 de Dezembro. Quanto? Já só estão disponíveis os lugares mais caros que começam a partir de £90, mas imagino que ainda consigam encontrar lugares no TKTS em Leicester Square que vende bilhetes a metade do preço todos os dias para bilhetes para o próprio dia. Onde? The Old Vic Theatre, Waterloo

 

Fogos de Artifício de Londres O que é?  Os fogos ofíciais de celebração do Ano Novo em Londres são vistos junto da zona da Southbank, mas são necessários bilhetes para aceder essa zona, que já se encontram esgotados. Outras alternativas para verem os fogos, incluí, irem à festa de Ano Novo do Southbank Centre 'A Vintage New Year's Eve Party', ou a uma das festas de Ano Novo num barco do Tamisa a partir de ondem têm uma óptima vista ou num hotel ou restaurante com uma vista elevada.