Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Eu passo-me da cabeça com os emails comerciais Portugueses

A sério, por vezes fico estupecta a olhar para os e-mails que recebo no meu endereço de e-mail do blog com o intuito de promover a venda de produtos ou serviços de empresas Portuguesas. Nunca utilizei esse email para me subscrever ao que quer que seja visto que o seu intuito é para o uso exclusivo do blog e para contacto com os leitores do blog. Mas o simples facto de que o tenho disponível online no meu perfil significa que as "spiders" das empresas de vendas de bases de dados que efectuam recolha de todos os e-mails disponíveis em páginas online, recolhem também o meu, e depois vendem o seu acesso a todas as empresas que os quizerem comprar. 

 

Como trabalho em marketing, também eu envio e-mails a bases de dados, mas nunca para bases de dados de e-mails de pessoas que não têm qualquer relação ou interesse nos serviços que a minha empresa oferece, e, os e-mails que envio nunca são com o intuito de vender nada, mas serão convites para ler artigos de interesse à indústria ou convites para atenderem webinares ou eventos. Enviar e-mails a totais desconhecidos com o intuito de vender produtos é pura e simplesmente SPAM!! E custa-me acreditar como em Portugal as empresas ainda enviam tantos desse tipo de e-mails. Isso simplesmente já não acontece no Reino Unido, em França e, muito menos em países como a Alemanha ou os países Nórdicos. Quando pessoas desses países recebem qualquer tipo de email insolicitado, como são poucos os e-mails que recebem nesse sentido, dão-se mesmo ao trabalho de critícar e queixar-se às autoridades de regulação de privacidade de dados. Imagino que em Portugal as pessoas estejam tão habituadas a receber este tipo de e-mails que ninguém sequer se dá ao trabalho de queixar porque teriam que se queixar da maior parte dos e-mails que recebem nas suas caixas de correio. 

 

Senhores e senhoras marketers das empresas Portuguesas, eu também tirei a licenciatura em Portugal e lembro-me perfeitamente de me terem ensinado nas aulas que existe uma coisa chamada e-mail marketing segmentado a audiências target. Já ouviram falar nisso, não? Então porque é que não o fazem?!? Eu trabalho em marketing e vivo no Reino Unido, portanto não tenho qualquer interesse em comprar o carro em segunda mão em Faro ou alugar um apartamento no Sobral, ou tirar um curso na área de saúde em Braga e muito menos comprar trituradores/motores de evacuação para sanitas e máquinas de lavar a preços descontados!!!! Esses emails são SPAM, SPAM, SPAM!!! E estou irritada com tantos e-mails que recebo sobre tudo e mais alguma coisa sem qualquer relevância para mim. Fico ainda mais irritada quando vejo que não têm um botão automático para me retirarem da lista de base de dados. Dizem que se eu quiser ser retirada da lista tenho que enviar um e-mail para um certo endereço de e-mail com o título "Remover" no título. Pois sabem o que acontece quando envio esses e-mails? Nada!! Claro que não acontece nada. Ninguém vai ali estar a monitorizar os e-mails todos os dias e retirar pessoas da lista manualmente. E mesmo que o façam, ao não terem um sistema de gestão de base de dados automática, o meu e-mail nunca vai ficar listado como 'black listed', logo, da próxima que voltarem a comprar o update da base de dados de e-mails totalmente aleatórios, lá o meu e-mail vai novamente e eu volto a receber e-mails sobre trituradoras para sanitas! 

 

Faz-me rir é quando eles escrevem na nota de rodapé algo como o que a empresa OTS Seguros para carros me mandou esta semana:

"Nota: Agradecemos que nos avise se não desejar receber mais informações.

Esta mensagem está de acordo com a legislação Europeia sobre o envio de mensagens comerciais. Destina-se unicamente a clientes, potenciais clientes e parceiros e não pode ser considerada SPAM porque tem incluído contacto e instruções para remoção da nossa lista de emails. Qualquer mensagem dever estar claramente identificada com os dados do emissor e dever proporcionar ao receptor a hipótese de ser removida da lista (Directiva 2000/31/CE do Parlamento Europeu; Relatório A5-0270/2001 do Parlamento Europeu)."

 

"Destina-se somente a clientes, potenciais clientes e parceiros" - e eu sou qual desses? Definitivamente não sou cliente nem parceiro portanto imagino que esteja classificada na categoria de potencial cliente. E como é que me identificaram como potencial cliente? A não ser que eu seja considerada uma potencial cliente para quando eu comprar um possível carro na data em que potencialmente me mude de volta para Portugal. Ahh, se fôr esse o critério deles, então muito bem, porque significa que estão a planear a longo prazo e querem certificar-se de que eu me fico já com o nome deles em mente para daqui a uns anos quando isso talvez acontecer 

 

"Não pode ser considerada SPAM" - epá, ainda bem que me avisaram que o vosso e-mail não pode ser considerado SPAM. Desculpem lá então. Este post é totalmente irrelevante nesse caso, visto que me avisaram que o vosso totalmente irrelevante, e insolicitado e-mail não pode ser considerado SPAM segundo uma lei que optaram por contercer. Ah, e claro, indicaram que não pode ser considerado SPAM porque me oferecem instruções para a remoção da vossa lista. Quais instruções? Não têm qualquer link para remover o meu endereço de e-mail. Ahh, referem-se à nota onde dizem que agradecem que os avise se não desejarem receber mais informações! Ainda bem que agradecem. São tão bem educados. Mas aviso para onde? Devem-se ter esquecido dessa parte da instrução. 

 

Mas compreende-se que se tenham esquecido da instrução porque devem ter deixado o filhote fazer o e-mail e é compreensível que o filhote se tenha esquecido dos detalhes. Sim, digo o filhote, porque só mesmo uma criança é que ía colocar os erros ortográficos que o e-mail tem (eu sei que também escrevo com erros ortográficos por vezes, mas não o faria em e-mails profissionais) e formatar um e-mail da forma como este me apareceu. Olhem bem para a beleza destas cores do arco-íris. Um e-mail muito alegre que chama a atenção para todos os descontos importantes sem sobra de dúvida 

email_seguros.PNG

 

E como se receber este tipo de e-mails não fosse suficiente, há também o pessoal que ADORA colocar comentários SPAM no Tuga em Londres. Primeiro houve pessoal de um restaurante em Lisboa que apanhou este post onde pedi por recomendações de restaurantes bons em Lisboa em 2007. Eles lá devem ter colocado um comentário com o link para o restaurante e devem ter tido algumas visitas para o site a partir do comentário, porque decidem fazer SPAM de comentários a sugerir o tal restaurante em tudo quanto é post! E fizeram-no durante anos! Nem estou a exagerar. Lá de vez em quando colocam novo comentário com um link para o site do seu restaurante. Comecei por apagar os novos comentários que deixavam, contactei o próprio restaurante a pedir para pararem com os posts (e-mail para o qual nunca obtive qualquer resposta) e chateei-me de tal maneira que apaguei até o post original que tinham criado. Sem problema colocarem uma vez. Teria-o deixado lá de outra forma mas os comentários aos posts não são para SPAMMERS. Não quero e não deixo que o façam. Felizmente devem ter verificado que não valia a pena e neste último ano já não têm colocado mais comentários. Ultimamente o SPAM de comentários tem mesmo sido duns tipos a anunciar oferta de empréstimos. Não sei se já têm reparado, mas nos últimos meses têm havido muitos desses comentários. Claro que assim que os vejo publicados apago-os imediatamente, mas surpreende-me como não desistem e voltam a colocar novamente. Deixem os comentários do blog em paz! Ninguém está interessado em contactar o vosso endereço de gmail para pedir empréstimos. Tem ar totalmente suspeito e aconselho vivamente a nunca ninguém contactar estes indivíduos se virem os tais comentários. Parecem ser tudo menos empréstimos de confiança.

 

Enfim, só queria mesmo desabafar isto tudo que me estava engasgado na garganta. Bem sei que até a mentalidade das empresas Portuguesas alterar e se aperceberem que o SPAM não os beneficia, não vão parar. Existem outras formas de aumentar as suas bases de dados com endereços de indivíduos que efectivamente têm potencial para estar interessados nos seus produtos; e existe outro tipo de comunicação via e-mail que tem mais potencial para converter indivíduos em clientes, que não e-mails intuitos à venda imediata. Até se aperceberem disso não vamos parar de receber este tipo de e-mails. Até lá, é continuar a retirar o nosso endereço de e-mail das listas e carregar no botão de SPAM, até as prácticas de forma geral, serem alteradas ou as entidades de protecção dos direitos à privacidade dos consumidores fazer algo para punir as empresas que fazem isto.