Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Ano novo em Lisboa?

Pela primeira vez desde há já alguns anos que nao sei o que vou fazer nesta passagem de ano. Os meus amigos decidiram ir desta vez para um bar/restaurante, mas sinceramente nao me apetecia muito passar essa data num bar calminho como aquele. Por isso queria perguntar a quem soubesse de algo interessante para se fazer no ano novo na zona de Lisboa e arredores que me informasse por aqui sff. Festas de rua? Concertos? Festas em discotecas ou noutros lugares animados? O que é que está a ser publicitado por essa zona neste momento? Agradecia imenso qualquer sugestao.

É oficial - A Woolworths vai encerrar as portas

Lembro-me de quando vim para Londres viver pela primeira vez e encontrei no shopping centre de Elephant & castle (uma zona de Londres) uma loja que achei na altura que não tinha qualquer lógica de existência por vender coisas tão diferentes que geralmente não se complementam num mesmo espaço (pelo menos em portugal não encontraria uma loja assim de certeza). Essa loja era a Woolworths. Entre os produtos que comercializa encontram-se artigos de papelaria, DVDs, electrodomésticos, artigos de decoração, produtos para a casa, artigos de jardim, sandwiches e chocolates, gomas, roupas para crianças, livros, entre várias outras coisas. Em Portugal, acho que esta misturada de produtos juntos numa só loja que tem o tamanho de uma grande loja da Mango, nunca iria dar bom resultado. No entanto, por cá a Woolworths tinha imensa aderência com o público e não demorou muito tempo até eu aderir a esta loja também, principalmente porque há certos produtos que lá se vendem que não se encontram facilmente noutras lojas das ruas comerciais.

Infelizmente com esta crise que tem vindo a afectar o Reino Unido, e os bancos da Islândia (onde a Woolworths tinha efectuado muitos investimentos) esta cadeia de lojas tem sofrido bastante com a situação, de tal forma que para evitar o encerramento das lojas, os directores têm andado à procura de compradores para a cadeia vendendo-a por uma pechincha. No entanto, talvez pelas dívidas serem tão elevadas, os compradores não foram encontrados e todas as Woolworths do país já foram colocadas com os produtos a 50% de desconto para liquidação total de stock. Ainda não acredito que vou deixar de ter aquela loja que já por tantas vezes me foi tão útil ter perto de casa. Aliás, ainda vou é aproveitar esta época de liquidação para ir comprar umas coisinhas que faltam para a casa (caso ainda haja algo interessante que reste nas estantes). Há que aproveitar agora já que provavelmente quando eu voltar para cá em 2009 já todas as Woolworths vão estar fechadas e prestes a serem substítuidas por supermercados Tesco e outros do género que já acordaram comprar as localizações priveligiadas que a Woolworths tinha. Bem, a ver se alguém se lembra de começar novo negócio com umas lojas "substitutas" da Woolworths num futuro próximo e, de preferência, que tenham a mesma selecção de gomas aos preços mínimos practicados pela Woolworths.

As festas de Natal fazem mal à saúde

Depois da festa de natal do star tracker num barco, onde o frio apertava nos momentos necessários para ir tirar as fotos da praxe na parte exterior do barco, foi a vez da festa de natal da empresa na passada segunda-feira. O local escolhido foi um restaurante/bar/discoteca em Mayfair. Apesar de ser um local fechado, de tanto falar alto para que me conseguissem ouvir no meio da confusão, a minha garganta, que já estava rouca, ficou ainda pior. Depois para ajudar ainda mais ontem a seguir ao trabalho decidi ir ver o James Bond ao cinema ficando ainda mais exposta aos 4ºC que estava ontem na rua. Resultado, hoje acordei com febre, tonturas e tudo mais, tendo que ficar em casa de molho. Também quem é que me manda pensar que estou imune às constipações?

Quanto à festa da empresa inicialmente tinhamos procurado uns locais todos XPTO onde fazer a festa, já que nos tinha sido dado o mesmo budget que no ano passado, no entanto, passado uns dias o Director de Finanças, depois de eu lhe apresentar algumas das hipóteses, vira-se para mim e diz "isso é muito caro. Corta o budget para metade!" Para metade??? Ora então todos os locais que tinhamos visto até então estavam totalmente postos de lado. Lá comecei a ver novas possibilidades e quando as apresento, o nosso CEO diz-me "Estamos no meio de um credit crunch portanto este ano ninguém pode trazer parceiros e a festa é exclusiva para os empregados da empresa". Assim lá acabamos neste tal restaurante/bar e acabou por correr tudo muito bem. Afinal, o mais importante não é o local mas sim o ambiente que é proporcionado pelas pessoas e todos estavam totalmente em "party mood", a comida estava excelente (o que foi um alívio para mim, porque afinal eu é que escolhi o local, logo seria eu a responsável) e no fim do jantar ainda um grande grupo de nós ficou para mais umas bebidas e um pé de dança na pista. Como isto aconteceu a uma segunda-feira à noite e afinal estamos em Inglaterra, às 23h30 já tinha acabado a festa e estava tudo a caminho de casa. Bem, e lá ficou a festa de Natal passada. Este ano, com a crise, têm-se visto muitas empresas até a cancelarem as respectivas festas o que não seria nada positivo para a motivação dos empregados, por isso acho que foi importante que tivesse havido pelo menos algo, como houve. É impressionante como algo tão simples como fazer um jantar todos juntos ajuda na motivação das pessoas, e isso vê-se logo nos dias antes e após a festa como todos estão entusiasmados e o trabalho de forma geral fica feito mais rapidamente. Claro que em janeiro já vão estar todos esquecidos e as coisas voltam ao ritmo normal, mas vale o entusiasmo enquanto dura.

 

Aproveitando o facto de que fui ontem ver o james Bond deixo aqui uma música da minha banda Britânica favorita do momento "I wish I was James Bond" dos Scouting for Girls:

 

 

Festa de Natal do Star Tracker em Londres

Este sábado à noite foi a data da festa de Natal da comunidade do Star Tracker residente no Reino Unido que atraiu principalmente Star Trackers residentes em Londres, Oxford e arredores. Para quem não sabe, o Star Tracker é uma network online de Portugueses residentes no estrangeiro.

Uma das raparigas residentes em Londres decidiu organizar a festa de Natal que, sem dúvida foi muito bem organizada, num barco no Tamisa que contou com jantar a bordo seguido por discoteca. As festas nos barcos em Londres são bastante populares e principalmente no pique do verão e em Dezembro é quando se vêm sempre passar barcos no rio com música tão alta que se ouve nas margens, luzes a piscar e pessoas a dançar lá dentro ou até na parte de fora no porão para os mais atrevidos que conseguem aguentar o frio gélido das noites Londrinas.

O nosso barco lá partiu às 20h como estava programado levando-nos num percurso para este e oeste ao longo do Tamisa passando várias vezes pelos mesmos locais até às 24h quando atracámos novamente e a festa terminou.

Do nosso grupo eramos 100 pessoas na sua maioria todos Portugueses mas, também com a presença de alguns amigos estrangeiros dos Star Trackers. No entanto, como o barco era bastante grande com capacidade para cerca de 250 pessoas tivemos que partilhá-lo com duas outras festas que também lá estavam nessa noite. No entanto, isso não foi nada problemático já que era relativamente fácil identificar quem é que era Português e pertencente ao nosso grupo, e mesmo assim acabamos por festejar e misturar-nos com os outros dois grupos que lá estavam tornando a festa ainda maior.

O barco em si tinha três andares sendo que o andar inferior era a zona com as mesas para sentar para o jantar, o andar do meio era a zona de bar e discoteca enquanto que o andar superior era descoberto para se verem bem as vistas. A parte má neste tipo de festas é mesmo a sua duração já que as primeiras duas horas são para começar a conhecer pessoas e jantar, a terceira hora é quando as pessoas tiram as fotos à paisagem e começam a dançar, e na quarta hora em que todos já estão em grande ambiente de festa na pista de dança é quando esta acaba

 

 

Bem, mas sem dúvida que foi muito divertido e valeu bem a pena ter lá estado. Agora amanhã (segunda-feira) será a vez da festa de Natal da empresa para a qual trabalho. A ver se consegue ser tão boa como a de sábado.

O que fazer em Londres em Dezembro?

Chegámos ao último mes do ano e, com ele, toda a animacao relacionada com o natal e a passagem de ano para 2009. Londres encontra-se num rebulico ao longo deste mes, principalmente nas principais zonas comerciais tais como Oxford Street, Regent Street, Convent Garden, High Street Kensington e agora também no novo Centro Comercial Westfield. Para além das ruas comerciais existem tambem os vários mercados de natal espalhados pela cidade e toda uma animacao sob a forma de espectaculos de rua ou de portas fechadas que dao maior cor e alegria ao mes frio de Dezembro. Para quem vai passar parte deste mes ou o mes inteiro em Londres aqui ficam dicas de alguns dos acontecimentos por ca:

 

Patinagem no gelo O que é? Varias pistas de gelo temporárias em diferentes localidades de Londres abertas ao público para patinagem no gelo. Quando? Todas as pistas estao abertas durante todo o mes de Dezembro possivelmente com excepcao dos feriados nacionais, mas para tal devem contactar o ringue em questao. Quanto? Os precos variam um pouco de ringue para ringue mas o preco para um adulto ronda entre £8 a £12 mais ou menos. Onde? Ringue de Tower Bridge, Museu de História Natural, Somerset House, Winter Wonderland em Hyde Park, Hampton Court Palace, Kew Gardens, Canary Wharf, Hampstead Heath, Alexandra Gardens em Windsor, Broadgate e Alexandra Palace (permanente ao longo do ano).
Árvore de Natal em Trafalgar Square  O que é? O pinheiro de Natal que todos os anos se encontra em Trafalgar Square é oferecido pelo país da Noruega como presente anual em agradecimento pela ajuda do Reino Unido a este país durante a 2ª Guerra Mundial. Esta árvore mede em média cerca de 20m de altura e tem entre 50-60 anos. Quando? A árvore fica nesta praca geralmente até ao dia 6 de Janeiro. Quanto? Ver a árvore é gratuito. Onde? Trafalgar Square. Estacao? Charing Cross.
Convent Garden Christmas Delight  O que é? Mercado de Natal em Convent Garden. Quando? Ao longo do mes de Dezembro. Quanto? Gratuito. Onde? Convent Garden Piazza. Estacao? Convent Garden.
Cologne Christmas market O que é? Mercado de Natal representativo do típico mercado de Natal de Colónia na Alemanha. Quando? Até 23 de Dezembro. Quanto? Gratuito. Onde? Southbank entre o London Eye e o Southbank Centre. Estacao? Waterloo.
Winter Wonderland  O que é?Hyde Park Corner ou Knightsbridge. Mercado de Natal que inclui uma roda gigante, patinagem no gelo, cafés e restaurantes Alemaes. Quando? Até 4 de Janeiro. Quanto? Gratuito. Onde? Hyde Park. Estacao?
Sessao de Natal do English National Ballet O que é? Serie de bailados para celebrar a epoca Natalicia que incluem a “A Bela Adormecida”, o “Quebra Nozes” e “Manon”. Quando? A partir de dia 4 de Dezembro e com performances ate ao dia 11 de Janeiro. Onde? London Coliseum. Estacao? Charing Cross ou Leicester Square.
A Grande Corrida de Pudins de Natal O que é? Corrida em que os concorrentes estarao mascarados cujo objectivo sera correr á volta da Convent Garden Piazza enquanto tentam balancar um pudim de Natal num prato, sendo que vao ter varios obstaculos pelo caminho incluindo baloes cheios de farinha. Este evento é organizado pela caridade Cancer Research UK e tem como objectivo angariar fundos. Quando? Sábado 6 de Dezembro ‘as 11:30h. Quanto? Gratuito para ver ou para participarem terao que fazer uma doacao ‘a Cancer Research no valor minimo de £100. Onde? Convent Garden Piazza. Estacao? Convent Garden.
Cancoes de Natal / Christmas Carols O que é? Vários grupos e coros vao cantar cancoes de Natal a Trafalgar Square durante quase 2 semanas no mes de Dezembro. Quando? De 8 a 19 de Dezembro das 17h ‘as 19h todos os dias. Quanto? Gratuito. Onde? Trafalgar Square. Estacao? Charing Cross.
Festival de Inverno de Spitafields O que é? Festival de música com inúmeros concertos e eventos. Quando? De 9 a 19 de Dezembro. Quanto? Alguns gratuitos outros pagos (ver site clickando no título) Onde? Vários locais no Este de Londres na zona de Spitafields. Estacao? Liverpool Street ou outras próximas dependendo do evento.
Fogo de artifício da passagem de ano O que é? Após as 12 badaladas do Big Ben, existe uma grande apresentacao de fogos de artificio durante 15 minutos. Quando? Passagem de dia 31 para dia 1 de Janeiro. Quanto? Gratuito. Onde?  Southbank junto ao London Eye. Estacao? Waterloo.
Festa de Ano Novo com Elton John O que é? O Elton John vai dar um concerto de Ano Novo com a participacao de convidados especiais na O2 Arena. Quando? 31 de Dezembro. Quanto? Bilhetes a partir de £99. Onde? Na O2 Arena em North Greenwich. Estacao? North Greenwich.

Amigos em Londres e Slipknot

Os amigos já voltaram para Portugal e o fim-de-semana prolongado está terminado. Chegados na sexta-feira, nessa noite levei-os a jantar a um restaurante Turco em St. Christopher´s Place. Esta é uma ruazinha cuja entrada é localizada junto à H&M de Oxford Street oposta à entrada da estação de Bond Street, e incluí inúmeras lojas muito boas assim como restaurantes com comida deliciosa dos mais variados tipos de cozinha e pubs. Após o jantar e já que estavamos perto, achei que eles íam gostar do ambiente do 12 Bar em Tottenham Court Road, logo foi aí mesmo onde fomos parar. Com vários concertos de diferentes bandas a noite foi bem preenchida e acabamos por lá passar o resto da noite.

 

 

 

 

No sábado, e depois de uma tarde passada em Camden Town, foi tempo de mostrar aos meus amigos como é que são as house parties em Londres. Já no domingo e segunda-feira a zona da Southbank com o seu mercado de Natal, a zona de Tower bridge e o London Bridge Experience foram as atracções turísticas principais, terminando o dia de segunda-feira com o famoso concerto dos Slipknot no Hammersmith Apollo.

A abrir o concerto tocaram Children of Bodum seguidos por Machine Head e finalmente por Slipknot. Tendo ficado com lugares em pé na zona da plateia tive a sorte de conseguir estar junto a uma barra a meio caminho entre o fundo da plateia e do palco, o que me serviu como bom apoio durante as 4 horas que ali passei em pé. Como se sabe eu estava um bocado céptica quanto a este concerto, e sinceramente a minha opinião não melhorou em nada com os Children of Bodum, principalmente na parte em que o vocalista, entre músicas, fez questão de nos fazer sentir uma grande merda ja que eramos todos "mother fu**ers" e que nos deviamos "f*** off" e "f*** you",.. O que o público todo parece ter adorado já que vibravam imenso e faziam todos o símbolo dos cornos com o mão que, ainda não sei bem qual será a razão que está por trás desse símbolo, mas já deu para perceber que o pessoal da onda do metal tem tudo isso como um símbolo dos concertos. 

O palco lá passou então para os Machine Head... ou Machine Fuc***g Head" como gritava o público. Com Machine Head sim, consegui entrar no ritmo do concerto e o tempo passou mais rapidamente. Seguiram-se finalmente os Slipknot com um grande show de entrada em palco e que fizeram a multidão vibrar. Uma das partes diferentes do normal deste concerto foi quando os Slipknot tocaram a música Spit it out na qual fizeram com que o público todo se agachasse (todas as muitas centenas de pessoas que ali estavam) fazendo-nos aguentar nessa posição muito pouco confortável durante uns 5 minutos até que finalmente gritaram "JUMP" e o auditório todo pulou, esperneou, foi moche, foi pontapé, foi cotovelada,... e o público todo adorou e vibrou ainda mais com o concerto depois disso.

A experiência de todo o concerto de forma geral para mim foi sem dúvida interessante e não vou esquecer facilmente. Gostei de ter ido e de ter visto como é um concerto de heavy metal. Gostei de algumas músicas e dancei ao ritmo (ou abanei a cabeça ao ritmo) de umas e outras nem tanto. Perto do final, no entanto, já estava a ser difícil de aguentar lá estar porque o som era tão exageradamente alto que o meu coração estava mesmo a bater a um ritmo demasiado acelerado e tinha uma impressão forte no peito com a qual ainda fiquei até ao dia seguinte. Será que esta sensação acontece só comigo? Posso não ter ficado fã nem estar a pensar voltar a repetir a dose, mas também não me arrependo nada de ter ido e, pelo contrário, gostei da experiência. 

Os meus amigos na terça lá voltaram a Portugal. Ficam as lembranças de um fim-de-semana bem passado e, para a Cassandra in the Midlands, para o Wask e para todos os outros que possivelmente estarão interessados ou curiosos em saber como foi o concerto, aqui fica um pouco da música com que os Slipknot terminaram o concerto.

 

 

Pág. 2/2