Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Pecan Pie à Tuga

Tal como tinha indicado à 2 posts atrás, optei por fazer uma "Pecan Pie" como uma das sobremesas para o almoço de Natal aqui de casa. As nozes Pecan são muito comuns nos Estados Unidos, e as receitas foram também adoptadas para a cozinha Britânica. Como podem imaginar, as receitas mais Americanas têm imenso doce - muuuito mesmo com leite condensado, açúcar e maple syrup (um xarope muito doce que se costuma servir sobre as panquecas feito de um extracto da árvore de carvalho). Eu estava a pensar fazer só com base de maple syrup ou de leite condensado. Como não consegui encontrar o maple syrup por cá, a decisão foi feita por mim. Depois cortei-lhe o açucar da receita, acrescentei mais nozes do que aquilo que era suposto, e ficou o resultado de uma tarte deliciosa, cheia de nozes, que foi a sobremesa que despertou mais a curiosidade de todos aqui no nosso Natal. 

 

Fica aqui a receita com as alterações que fiz para eu não me esquecer e se alguns dos leitores quiserem também experimentar:

 

 

Tarte de Nozes Pecanas à Tuga

 

Ingredientes:

  • 375g de massa quebrada (podem fazer de raiz se preferirem. Têm uma boa receita de massa quebrada aqui)
  • 3 ovos grandes batidos
  • 2 colheres de sopa de açucar mascavado
  • 1 lata de leite condensado
  • 100g de manteiga amolecida (usei Flora)
  • 150g de metades de nozes pecanas
  • 150g de nozes trituradas (idealmente teria utilizado nozes pecanas trituradas em vez da noz normal, mas farei para a próxima em Londres onde esse tipo de nozes existe à venda em abundância)
  • 150g de amêndoas trituradas 
Preparação:
  1. Aquecer o fogo a 200ºC
  2. Untar a forma de tartes com margarina e polvilhar com um pouco de farinha
  3. Colocar a massa quebrada sobre a forma untada. Deixar o excesso da massa sair das bordas da forma e picar a massa várias vezes com a ponta do garfo antes de colocar a forma com a massa por 10 minutos no frigorífico.
  4. Depois de tirar do frio, colocar uma folha de papel vegetal sobre a massa e, lá dentro colocar cerca de um pacote de feijões crus e levar ao forno durante 10 minutos (este processo efectua-se para que a base da massa fique bem com a forma da tarte e não crescer para dentro ou fazer bolhas). Depois de retirarem os feijões e o papel vegetal e levem ao forno por mais 10 minutos. Quando acaba, deixem arrefecer e cortem as bordas da massa que estão a mais com uma faca afiada.
  5. Durante o processo de pré-cozer a massa, vão preparando o recheio - numa tigela funda batam com a batedeira por 30 segundos a manteiga amolecida com o açucar e os ovos. Vão juntando o leite condensado à mistura e depois adicionem pouco a pouco as nozes e as amêndoas trituradas até ficar uma massa um pouco mais consistente. 
  6. Coloquem o recheio dentro da forma com a massa pré-cozida e levem ao forno por 10 minutos para que a massa fique com consistência suficiente para aguentar o efeito das nozes pecanas no topo. Coloquem as nozes por cima de toda a tarte e levem ao forno por mais 40 minutos. 
  7. Retirar do lume e deixar arrefecer durante 20 minutos antes de desenformar e decorar com um pouco de geleia de frutos vermelhos antes de servir.

 

Pecan pie à Tuga

7 comentários

Comentar post