Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Maratona de Londres e Shakespeare Globe

Neste passado Domingo decorreu a Maratona de Londres. 37,500 pessoas fizeram parte desta grande corrida que mobilizou a cidade inteira. A probabilidade é que cada pessoa que vive em Londres ou correu a maratona eles próprios ou conhece alguém que tenha corrido a maratona. No meu escritório houve uma rapariga que participou. Infelizmente teve um pequeno acidente ao fim de poucas milhas, mas mesmo assim continou até à meta final a ter que ser vista por paraméditos cada vez que passava por uns. Ela quiz acabar a corrida, mesmo com esse problema não só por ela mas por todas as pessoas que lhe tinham patrocinado ao ajudar a alcançar o seu objectivo de angariar dinheiro para a caridade da escolha dela. Acabou por conseguir completar a maratona. Demorou-lhe 7 horas e 30 minutos mais coisa menos coisa, mas o importante é que conseguiu. 

Parece incrível a dedicação que algumas pessoas têm para conseguir acabar este tipo de corrida. É de facto um esforço muito grande para o corpo fazer toda a maratona (ou grande parte) a correr, até mesmo para os corredores mais esperenciados. Mas demonstra uma grande dedicação por parte de muitos.

 

Infelizmente essa dedicação por vezes estica-se demasiado, o que foi o caso de Claire Squires, uma rapariga que morreu este ano durante a maratona quando lhe faltava só mais 1 milha para chegar à meta final. A história é muito triste e sem dúvida que comoveu o país visto que, após a sua morte milhares de pessoas dirigiram-se à sua página online de angariação de fundos de caridade para contribuirem para a causa que ela estava a apoiar. No dia da maratona ela tinha angariado £400. Neste momento em que escrevo a página dela já angariou mais de £577000. 

 

Como a maratona passava por quase toda a cidade, mesmo sem ter intenções disso, acabei por esbarrar com ela quando estava a passar a London Bridge no Domingo da qual ainda tive a oportunidade de tirar uma foto da corrida. A multidão estava ao rubro mas notava-se perfeitamente que já haviam muitos naquele momento que se encontravam extremamente cansados. 

 

Maratona de Londres

 

 

No Domingo foi também o aniversário de Shakespeare assim como o 15º aniversário de abertura do Shakespeare's Globe em Londres. Como tal, o Globe celebrou mantendo-se aberto ao público com entrada gratuita. Foi a minha primeira vez no Globe mas sem dúvida que penso que vale bem a pena mesmo pagando o ingresso total. Lá dentro não só encontram um museu do teatro da época de Shakespeare e das várias representações que já passaram pelo Globe, como também têm a oportunidade de ver teatro Shakesperiano ao vivo num espaço ao ar livre (mas coberto nas zonas onde deve estar coberto).

 

No domingo fizeram uma apresentação de sonetos numa grande variedade de línguas e, esse espectáculo deu início ao Festival de Shakespeare e o lançamento da sessão de peças de teatro intitulada Globe to Globe que se  vai desenrolar durante as próximas semanas e, vai contar com a apresentação de 37 peças shakesperianas em 37 línguas diferentes. A língua Portuguesa também vai estar representada com o sotaque Português do Brasil para a apresentação da peça Romeu e Julieta, nos dias 19 e 20 de Maio. A não perder!

 

Shakespeare Globe

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.