Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

Sin City

Nas vossas idas a Camden Town, já alguma vez se perguntaram se realmente os comerciantes locais conseguem fazer negócio só a vender vestuário gótico e metal, tipo o que se vende nas lojas em baixo?

 

Lojas de Camden Town
É um facto que existe muito pessoal que se veste assim normalmente pela zona de Camden Town, mas será o número de pessoas o suficiente parra dar negócio a tantas lojas que só vendem aquela género de roupa? Muita da roupa até é mais para uso nocturno. Lembro-me que quando ainda não conhecia bem Londres tentava imaginar como seria as ocasiões, sejam elas festas ou outras ocasiões, para usarem aquele género de roupa. Passado algum tempo descobri que as tais ocasiões nem precisam ser assim nada de especial. Basta ir a uma qualquer noite de música gótica ou metal, e toda a gente lá dentro se veste apropriadamente para a ocasião. E essas são as suas sextas e sábados à noite normais. Nada de festas especiais, como eu pensava ao início que fossem. 

Esta sexta fui pela primeira vez a uma dessas noites. Foi uma noite de metal onde há também uma segunda pista com rock mais clássico. Chama-se Sin City e acontece todas as sextas-feiras no Electric Ballrooms em Camden High Street. A noite por lá começa tarde. Quando cheguei pelas 23h ainda estava pouca gente, mas uma hora depois as duas pistas já estavam compostas com gente o suficiente para dar a sensação de discoteca, mas com espaço o suficiente para dançar. Quase todos estavam vestidos a rigor. O preto era definitivamente a côr que perdurava e, os estilos variavam para os homens entre roupa de cabedal/latex preto e cabelos muito compridos e entre aqueles mais na onda relaxada da -shirt e jeans pretos. Já as mulheres, na sua maioria optavam pelos vestidos pretos sexy tipo aqueles das lojas em cima, com colants pretas routas, pulseiras a meio do braço e maquiagem também preta bastante carregada. 

Foi uma noite interessante e, apesar de não ser fã de metal nem costumar ouvir, acabei por dançar a noite toda e sem dúvida que gostei da experiência.

Definitivamente não será uma coisa regular, mas é interessante ir a uma noite daquelas. O pessoal que lá estava, ou pelo menos aqueles com quem falei, era bastante simpático e todos dançavam super à vontade uns com os outros, sem haver aquela coisa de se estar só nos grupinhos dos amigos. Uma boa ideia que eles fazem por lá, é que existe uma folha e caneta, junto à mesa do DJ, onde se pode ir escrever músicas que se queira ouvir. Não só metal, porque até havia alguma variedade nas músicas entre metal e outros tipos de rock. Eu pedi Linkin Park, mas eles não a tocaram. Acho que Linkin Park não deve ser hard core o suficiente para eles. Fica o link do Sin City para os interessados e uma foto da noite:

Sin City


Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.