Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

January Blues

Ahh cá estão os famosos "January Blues" ou o "Janeiro Nostálgico" em que para muitos pesa o fim das férias, a volta ao dia-a-dia normal e o fim de mais um ano que poderá não ter sido tão bom quanto inicialmente esperado. Os "January Blues" estão em muitas conversas e as empresas aproveitam-se dos mesmos para fazer negócio - "Combata os January Blues em força", dizem os ginásios; "Enfrete o mês mais nostálgico do ano conosco", dizem os pubs;...

 

Mas não tem que ser assim. Sim, volta-se ao trabalho, e sim o ano passado pode ter ou não alcançado as expectativas, mas o que interessa é o que está para vir. Se ficarmos com aquela mentalidade de depressão claro que nada de bom há-de vir deste mês, mas por isso mesmo é que muitos decidem começar durante o mês de Janeiro a fazer novas actividades, inscrever-se em cursos, etc. E é isso mesmo que acho que Janeiro tem de melhor, é que esses "blues", para quem consegue superá-los, trazem-nos aquela sensação de querer mais e melhor, de mudança, de esperança no que está para vir.

 

Eu não sou excepção e bem que entrei os primeiros dias do ano com a tal sensação nostálgica. O que fiz até já para tentar superar? Bem, ainda só estamos no dia 8 do mês por isso também não tive tempo para fazer muito, mas já comecei com algumas coisas: - conheci novas pessoas e troquei contactos - ofereci-me como voluntária para uma instituição que organiza projectos artísticos - e fui hoje ao Winter River Tango que tinha mencionado no post anterior para ver se me interessava começar aulas de Tango (humm, gostei muito de ver as performances, mas não fiquei com o bichinho de aprender a dançar Tango. Prefiro danças mais animadas por isso vou-me continuar a dedicar ao Lindy Hop. De qualquer forma, ao menos fui e tirei a dúvida). Deixo aqui o vídeo que demonstra um pouco como foi o Winter River Tango quando a pista abriu para quem quizesse dar os seus passos de dança. Pode não ser bem para mim, mas talvez atraia a atenção de outras pessoas que estejam a querer descobrir algumas formas de ultrapassar os "January Blues":

 

12 comentários

Comentar post