Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

A procura ainda não é para já

Estava à espera que ou a agência ou o senhorio me dissessem qualquer coisa sobre a nossa situação aqui em casa na segunda-feira. Mas passou-se o dia e nada de me contactarem nem a mim nem ao meu flatmate. Ora nem foi tarde, nem foi cedo. Mandei logo um e-mail para o Tom, o tipo da agência com quem já sou tu cá tu lá, tantas foram as vezes que ele veiu cá a casa mostrá-la aos potenciais compradores. Escrevi-lhe sobre como não tinha achado nada bem que tenham colocado a placa a dizer "vendido" sem nos terem informado sobre o assunto antes e a pedir explicações, claro está. Então, ele pensa que isto é assim à vontade do freguês, e só me informa do que se está a passar quando bem lhe der na gana? Nem pensar!

 

O Tom no dia seguinte lá me respondeu muito apologético por não ter avisado de nada, mas explicou que de momento, apesar de uma oferta ter sido colocada e aceite pelo senhorio ainda nada está oficializado. Indicou que primeiro é necessário fazerem certos procedimentos de verificação se tudo está em ordem por parte do comprador para que a venda possa ser efectuada, e que só quando tudo estiver oficializado nos vão avisar e dar uma notificação para sair da propriedade.

 

OK, menos mal. Mas só fiquei foi sem perceber porque é que mudam logo a placa se ainda nada está totalmente decidido. Não deveriam alterar a placa apenas quando tudo estivesse confirmado? Enfim,... pelos vistos não. Por motivos legais é necessário mudarem a placa assim que uma oferta é acordada. Se o potencial comprador não passar nas verificações de crédito que tem que fazer e tudo o mais, então nesse momento voltam a colocar a placa "para venda".

 

Não é para ser mázinha para o comprador mas,... já sendo,... espero que não passe nas verificações financeiras.

16 comentários

Comentar post