Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tuga em Londres

A vida de uma Lisboeta recentemente Londrina.

10 Resoluções para os residentes de Londres em 2016

LONDON 2016.jpg

 

Londres é uma cidade incrível, não há qualquer dúvida! Por isso tenho pena quando conheço pessoas que me dão a perceber que simplesmente não estão a aproveitar o que Londres tem de melhor para lhes oferecer. Por isso aqui ficam, 10 resoluções que gostava de dar a todos aqueles que estejam ou venham a viver em Londres neste novo ano de 2016. Algumas delas eu também ainda não as sigo à risca por isso ficam aqui para mim também.

 

1. Conhecer novas pessoas

Em Londres têm a vantagem de estar perante um dos maiores conglomerados de culturas do mundo por isso aproveitem para conhecer pessoas fora dos vosso círculo de amigos Portugueses ou do trabalho. Existem imensas formas de fazer novas amizades, mas é preciso que dêm esse primeiro passo para o conseguir fazer. Já escrevi alguns posts sobre como fazerem novas amizades aqui e aqui, mas também podem juntar-se a grupos de desporto - por exemplo no gumtree costumam anunciar grupos de futebol, rugby, andebol, corrida ou outros semelhantes. Podem conhecer pessoas através de aulas de dança ou aulas no ginásio; ao juntarem-se a um grupo de teatro amador ou um grupo de voluntariado, por exemplo. 

 

2. Manter-se a par das notícias

Para se sentirem parte da comunidade e cultura locais é importante que estejam a par do que se passa por Londres e pelo Reino Unido de forma geral por isso dediquem-se a ler todos os dias as notícias. Apanhem o Metro ou o Evening Standard gratuitamente na vossa estação, subscrevam à newsletter do Guardian, comprem ou jornal i que tem muitas notícias sumarizadas ou façam download de um app que congregue o tipo de notícias que sejam do vosso interesse.

 

3. Imortalizem a vossa experiência todas as semanas

Quer seja através de um post no Facebook, uma foto no Instagram, um post num blog, uma entrada num diário, vão colocando retalhos da vossa estadia em Londres, daquilo que fazem, dos sítios onde vão, para mais tarde recordarem a experiência que passaram por cá. 

 

4. Ter o emprego que gostavam mesmo de fazer

Quer já estejam a trabalhar ou ainda não, a maior parte dos anos da vossa vida (para a maioria de nós) serão passados a trabalhar. Como tal, parem para pensar no que têm hoje. Estão no emprego ou no curso certo? Aos domingos à noite (ou no dia de folga) estão contentes que venha o dia seguinte? Vêm a desenvolver uma carreira na área profissional em que estão hoje? Se a resposta fôr não, então aproveitem 2016 para mudar isso. O que é que precisam de fazer para ter o emprego que pretendem? Precisam de tirar um curso primeiro? Precisam de melhorar o CV? Precisam de fazer mais networking na indústria? Delinem um plano de acção realista que possa trazer o tipo de emprego que pretendem ter e façam esse plano acontecer. Londres é uma cidade com muitas oportunidades. É preciso é saber lutar por elas e não desistir. 

 

5. Ir a um novo pop-up uma vez por mês

Os pop-ups já são característicos da cidade de Londres e trazem-nos a sensação de estarmos sempre a descobrir sítios novos, experimentar coisas diferentes visto o seu factor temporário. Existem pop-ups de tudo e mais alguma coisa, desde supper clubs, a lojas de roupa, cafés, restaurantes e tudo mais. Podem encontrar muitos pop-ups anunciados neste blog ou sigam o Tuga em Londres no Twitter ou Facebook que também vou indicar lá sempre que sei de algum pop-up interessante. 

 

6. Visitar todos os Royal Parks

Os parques de Londres são extramente característicos e lindíssimos. Existem centenas de parques, commons e espaços verdes em Londres, mas se não podem visitar todos, ao menos tentem visitar todos os 8 Royal Parks que são eles Green park, St. James Park, Greenwich Park, Hyde Park, Kensington Gardens, Regent's Park, Bushy Park, Richmond Park. Para além desses aconselho também os meus três favoritos que são o Victoria park, o Battersea Park e o Hampstead Heat.

 

7. Andar mais a pé ou de bicicleta

Londres é uma cidade cheia de coisas interessantes, ruas lindíssimas que muitas vezes nem damos por elas, se estamos sempre a atravessar a cidade no túnel do metro ou nos rotas dos autocarros. Esqueçam os transportes públicos sempre que poderem e andem até ao vosso destino ou apanhem uma Boris Bike e descem-se ir à descoberta de Londres. Existe sempre alguém por perto que vai estar prestes a dar-vos indicações se precisarem, por isso nunca se vão perder. 

 

8. Sair numa estação onde nunca foram uma vez por mês

Sabem que em Neasden existe o maior templo Indiano fora da Índia? Ou que ao sairem em Loughton ou Epping podem ir passar o dia na Epping Forest? Existem concerteza muitas estações onde nunca sequer consideraram ir e, onde pode haver muitas coisas de interesse para visitarem. Dediquem um dia por mês a sair numa uma estação de metro onde nunca foram antes e ir à descoberta de Londres. Londres é muito mais que a zona 1. 

 

9. Ver mais arte

Em Londres á vi exposições de arte e instalações verdadeiramente surpreendentes. Além de que ir a uma galeria providencia, muitas vezes, uma tarde ou noite bem passadas a descobrir algo novo, falar com pessoas interessantes. Podem começar por pesquisar no site da TimeOut que tem uma boa secção sobre galerias de arte e, uma vez que forem às galerias, podem subscrever-se às suas newsletters para começarem a receber convites para as noites de abertura onde geralmente podem conhecer os artistas enquanto bebem vinho que será servido durante a noite. 

 

10. Viver de forma mais saudável

Pode ser uma grande cidade com mais poluição que a zona campestre, mas isso não é razão para não tratarem bem de vocês. Comecem o dia por correr nos parques ou ao longo do rio, em termos de alimentação, o que não falta são restaurantes e mercearias que se dedicam à comercialização de comida saudável, biológica, que ajuda a manter uma boa nutrição. Existem ginásios espalhados por toda a cidade por isso nunca estarão longe de nenhum e, com as mudanças que a câmara de Londres está a fazer nas estradas, estas estão estão cada vez mais seguras para os ciclistas, e andar de bicicleta em vez de transportes proporciona uma boa forma de exercício regular. 

 

6 comentários

Comentar post